Home Notícias Esporte Hora da virada

Hora da virada

Vôlei BC recebe o Pinheiros precisando começar a vencer na Superliga

O Vôlei BC fecha a sua participação no primeiro turno da Superliga feminina na noite dessa sexta-feira, quando recebe a equipe do Pinheiros (SP) no ginásio Barra Multieventos, em Balneário Camboriú, a partir das 20h. Ainda sem vencer após 10 partidas disputadas, a equipe de Balneário precisa pontuar na classificação para brigar pela permanência na elite do vôlei nacional. Das 12 equipes, apenas 10 se garantem na próxima temporada da Superliga.
Após ser derrotado por 3 a 0 pela equipe do Sesca terça-feira, o Vôlei BC tem pela frente um confronto direto contra o Pinheiros, que ocupa a 10ª posição com três vitórias. “Temos que nos preparar para os jogos de confronto direto que vêm daqui pra frente. A gente precisa vencer e o Pinheiros está mais próximo do nosso nível, apesar de mais estruturado. A gente está evoluindo e temos condições de enfrentá-las”, acredita o técnico Maurício Thomas.
Para a ponteira Paula Mohr, o Vôlei BC deu mostras no duelo contra o Sesc-RJ de que pode reagir na competição. “A gente sabia que era um jogo muito difícil, que os detalhes seriam cruciais. No segundo set a gente jogou de igual pra igual, mas os erros da arbitragem acabaram nos prejudicando. A gente está trabalhando duro, não vamos desistir. Tem que ganhar jogos e estamos preparadas para enfrentar o Pinheiros na sexta”, comenta.

Derrota
O confronto contra a equipe do Sesc-RJ deixou o ginásio Barra Multieventos completamente lotado na última terça. Em quadra, além de jogadoras de nível internacional como a russa Tatyana Kosheleva, o Sesc-RJ tinha como principal atração para o público o técnico Bernardinho.
E foi só a bola subir para o time visitante provar o seu favoritismo. Com um começo arrasador, o Sescão teve dificuldades para vencer o primeiro set por 25/19. No segundo set a conversa com o técnico Maurício Thomas deu resultado e as atletas de Balneário fizeram um confronto equilibrado, disputado ponto a ponto até o final e empolgando a torcida na arquibancada. Mesmo assim, quem levou a melhor foi o Sesc-RJ, que venceu por 25/22. No último set novamente a equipe carioca largou com boa vantagem e soube administrar o placar para fechar o set por 25/17.
“A gente fez uma boa partida. O segundo set nós tivemos bolas importantes que no meu ponto de vista foi erro da arbitragem a favor deles. As meninas estavam jogando no limite e quando acontece esse tipo de coisa, nossa equipe sentindo, tanto é que iniciamos mal o terceiro set”, avaliou o técnico Maurício Thomas após o jogo.

fran
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com