Home Notícias Esporte Haja fôlego

Haja fôlego

Travessia de natação coloriu a praia de Piçarras

Nadadores de diferentes idades e regiões dividiram as águas da praia central de Balneário Piçarras na manhã deste domingo, na disputa da 17ª edição da travessia a nado na cidade. E a diversidade entre os mais de 200 competidores não ficou apenas dentro do mar. No pódio, campeões gerais dos mais novos aos mais experientes levantaram o troféu entre as três categorias da competição. Esta foi a abertura do circuito Triple Crown, que percorrerá outras praias do litoral norte.
Primeira categoria a largar do molhe Norte da praia, a prova dos quatro mil metros foi vencida por Gabriel da Costa no masculino e Ariane Siqueira no feminino. Aos 35 anos, Gabriel conquistou o tricampeonato consecutivo da travessia de Balneário Piçarras, garantindo mais um troféu para a equipe de São Bento do Sul. Segundo ele, o segredo para levar a melhor na prova está em sua estratégia.
“Eu larguei atrás do pelotão de frente, crescendo durante a prova enquanto os demais iam cansando. Fiz os dois mil metros da volta mais forte do que os da ida, adotando uma estratégia progressiva”, comenta o campeão, que levou cerca de 53 minutos para finalizar o percurso. O atleta é acostumado a nadar distâncias muito mais longas, com provas de 10 e 21 quilômetros, e brinca que os quatro mil metros em Balneário Piçarras são como um “aquecimento” para ele.
Experiência também é o que não falta a nadadora Beatriz Mônica Hasckel, de Blumenau, campeã geral na categoria dois mil metros. Com mais de 20 anos na modalidade, a atleta diz que há anos participa de provas de travessia, mas é primeira vez que competiu neste circuito de Balneário Piçarras. O mar calmo favoreceu a blumenauense, que seguiu o ritmo dos primeiros colocados do masculino para ficar com o título.
“Comecei forte para seguir próximo do masculino e consegui manter o ritmo deles até o final”, conta Beatriz, que chegou logo depois que os primeiros homens dos dois mil metros cruzaram a linha de chegada. O primeiro colocado no masculino foi o jovem Roberto Licheski.

Pequena nadadora surpreende

A família Licheski, de São José dos Pinhais (PR), levou pra casa também o título geral da prova de 600m no feminino. Porém, o que chamou mais a atenção foi a idade e a altura da campeã. Com 10 anos e 1,31m, Ana Carolina deixou todas as adversárias para trás e chegou em primeiro lugar, indo de uma ponta a outra da prova em 11 minutos.
A nadadora usou o pai Irineu Licheski como referência para vencer a disputa. “Eu segui o meu pai e nadei o mais rápido possível. Achei muito legal a competição e pretendo participar outras vezes”, conta Ana Carolina. No masculino, Pedro Marinho levou o troféu de campeão.

Elaine Mafra
Jornalista formada pela Univali em 2006. elaine@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com