Home Notícias Esporte Com pênalti desperdiçado, Marcílio cai nas quartas

Com pênalti desperdiçado, Marcílio cai nas quartas

Time não aproveitou chances e viu Criciúma avançar para a semifinal

Marcílio Dias foi eliminado do campeonato Catarinense ontem à tarde após perder por 1 a 0 para o Criciúma, jogando em casa. O gol do Tigre foi de Jean Dias, enquanto Hélio Paraíba perdeu um pênalti para o Marinheiro.

Com o resultado de zero a zero no primeiro jogo, quem vencesse por qualquer placar avançava. Um novo empate levava a decisão para as penalidades.

O jogo se desenrolava em equilíbrio durante o primeiro tempo, até que aos 45 minutos da etapa inicial o atacante Jean Dias ficou sozinho na cara do gol para marcar. O tento foi “lei do ex” já que o jogador passou pelo Marinheiro no estadual do ano passado.

De volta ao segundo tempo, o Marcílio tinha toda a etapa final para correr atrás da virada ou, pelo menos, empatar.
Aos 23 minutos, Eduardo deixou a mão na bola dentro da área e o juiz assinalou pênalti para o Marinheiro. Hélio Paraíba, que saiu do banco de reservas no intervalo, foi para a cobrança. O atacante mandou para fora.

Depois da chance desperdiçada, os jogadores do rubro-anil se desesperaram em campo enquanto o relógio corria.  Léo Santos teve uma boa chance aos 38 minutos, mas mandou a bola pelo lado de fora da rede.

Aos 48, a última chance de empatar o gol também partiu de Hélio Paraíba. O atacante estava cara a cara com o goleiro Agenor, mas a defesa do Criciúma apareceu na hora certa pra afastar o perigo.

Com apito em 49 minutos, o Marcílio Dias se despediu do estadual de 2020. No ano passado, o Marinheiro ficou de fora do mata-mata também perdendo a vaga pro Tigre, que teve uma vitória a mais no saldo.

Frustração

O técnico Moisés Egert falou sobre o sentimento que ficou depois da partida. “Tristeza e frustração”, descreveu. O comandante do Marinheiro sabe que as chances eram boas de avançar e foram desperdiçadas.

Moisés avaliou que “fez de tudo” para que as chamas continuassem acesas nessa decisão. “Tínhamos a possibilidade de premiar o trabalho que vem sendo bem feito. Era a luta pela sobrevivência, mas infelizmente as coisas não aconteceram”, disse.

Sobre o pênalti perdido, foi “uma pena”, resumiu o treinador. Pra ele, era o melhor momento do Marinheiro em campo. E também disse que “ninguém erra porque quer” e isentou Paraíba do peso da eliminação.

Série D

O próximo compromisso é a série D do campeonato Brasileiro. O Marinheiro entra em campo em setembro, estreando fora de casa, diante do Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Até lá, o time segue se preparando. Será um mês de preparação para iniciar a quarta divisão da competição nacional e buscar acesso à Série C.

Juventus e Brusque se enfrentam na semi

O Brusque e Juventus, de Jaraguá do Sul, fizeram o dever de casa e estão na semifinal do campeonato Catarinense.

A primeira partida será no domingo, em Jaraguá do Sul, no estádio João Marcatto, e a volta em Brusque, no Augusto Bauer, por melhor campanha do Quadricolor na primeira fase.

O Juventus foi o primeiro semifinalista do campeonato Catarinense. O time goleou o Figueirense, na noite de quarta-feira, por 4 a 1, em pleno estádio Orlando Scarpelli.

A vantagem era do Figueira. O Moleque Travesso havia perdido a ida por 2 a 1 e precisava fazer um gol pra levar a decisão aos pênaltis. Para surpresa, a vantagem foi bem maior.

Geovane Itinga marcou o primeiro gol, aos 32 minutos. O resultado de 1 a 0 era suficiente pra levar a decisão pros pênaltis.
Já no primeiro minuto do segundo tempo, Allan ampliou pro Moleque e a vaga se encaminhava pro time de Jaraguá.

O zagueiro Alemão descontou para o Figueirense de cabeça e de novo a decisão seria nos pênaltis. A reação do Juventus começou na reta final da partida pra evitar as penalidades.

Aos 42 minutos Marllon marcou o terceiro. Depois, aos 51, ele marcou novamente e decretou a vaga. Os 4 a 1 despachavam o Figueira do Catarinense. O placar agregado ficou em 5 a 2 para o Juventus, de virada.

Brusque segurou

O Brusque confirmou vaga na semifinal com a vitória por 2 a 1 diante do Joinville na noite de ontem.

A vantagem era do time do Vale pela vitória de 1 a 0 na primeira partida. Um empate sem gols já bastava pro Brusque.

O time do técnico Jerson Testoni, no entanto, queria mais e ampliou a vantagem que tinha sobre o Joinville. Marco Antônio abriu o placar aos 19 minutos e Edu marcou de pênalti aos 20 do segundo tempo. Aos 33 minutos, Matheus Trindade marcou o gol do JEC. Pra virar, O JEC precisava de mais dois gols – o que não aconteceu.

Avaí não vira o jogo e se despede do Catarinense diante da Chape

O Avaí não conseguiu virar o resultado diante da Chapecoense e se despediu do Catarinense nas quartas de final do estadual, ao empatar em 1 a 1.  A Chape vai enfrentar o Criciúma no fim de semana. O critério de decisão na casa do time com melhor campanha na primeira fase se mantém.

Pra avançar, o Leão precisava devolver os dois gols ou fazer pelo menos três de diferença pra passar direto.

Jogando na Ressacada, o time azurra saiu na frente e deu esperanças de que poderia reagir. O gol saiu dos pés de Daniel Amorim, jogador que já teve destaque no Catarinense do ano passado.

O lateral Capa deu vários sustos no adversário. O Avaí ainda tinha a experiência dos volantes Ralf e Bruno Silva, do lateral Wesley. O ataque com Valdívia e Rildo também não funcionou.

A alegria durou pouco, porém, já que a Chapecoense empatou pouco tempo depois. Com o empate do Verdão, o resultado agregado ficou em 3 a 1 e deixou o Avaí fora da próxima fase.

 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com