Home Notícias Especial NASCE UMA ESTRELA | Os cinco talentos de Maria Morena

NASCE UMA ESTRELA | Os cinco talentos de Maria Morena

Habilidades não faltam à esta garotinha que não para de criar um segundo sequer

“Mamãe, eu sou negra?” A pergunta, feita de forma tão natural quanto inesperada por Maria Morena, aos três anos, pegou a assistente social Gisele Pinheiro de surpresa mas, ciente de que este momento chegaria, procurou explicar de uma forma simples e direta. “Sabe quando a gente mistura o leite ao café? Foi o que aconteceu contigo, já que papai é negro e eu sou branca. Foi assim que mamãe explicou e eu entendi”, conta Maria, hoje com 10 anos.

A percepção de que era diferente das outras crianças da escola não foi traumática, e Gisele tratou de valorizar a singularidade da filha que, na verdade, representa bem o caldeirão étnico que forma o povo brasileiro. “Ela foi criada num ambiente que estimulou sua veia artística, já que o pai é músico e eu sempre fui apaixonada por dança afro. Hoje, é ela que me surpreende a cada dia com um talento novo. Haja pique pra acompanhar”, brinca.

Prepare-se para a lista de habilidades da pequena notável: modelo, compositora, musicista autodidata, cantora e dançarina de street dance. Aliás, Maria Morena está num ritmo frenético de ensaio com a Cia Backs Dance Family para a apresentação da coreografia, que foi selecionada para o Festival de Dança de Joinville, em julho.  Ela ensaia três vezes por semana depois da aula, e pra não perder o embalo, a van leva Maria direto para a Casa da Cultura, onde a turma se reúne, mas, antes, Gisele leva o lanche de casa. Aliás, a assistente social não descuida da alimentação da filha, ainda mais depois de ter passado pela experiência do tratamento de um câncer no colo do útero.

“Eu prefiro levar coisas que a gente faz em casa com produtos orgânicos, como pães, bolos, sempre com muitos vegetais. Ela adora cozinhar e também pensa em ser chef de cozinha. Um dia, cheguei em casa e tinha um bolo pronto. Ela fez tudo sozinha, nem acreditei”, conta. Durante a reportagem a dupla fez um lanche super saudável: crepioca de banana e aveia, acompanhado de limonada do quintal. E qual o segredo para fazer uma criança aprender a fazer refeições nutritivas? E como tirar eles da frente do computador ou do celular? Simples. Maria ainda não tem celular.  “Quanto à alimentação, é preciso chamar pra fazer junto, envolver a criança, e sempre mostrar que a comida saudável é saborosa”, diz a mãe.

Longe do celular, perto das artes

Mas, antes do lanche, Maria fez questão de mostrar seu currículo como modelo. Ela faz campanha de moda para catálogos, já apareceu em comerciais de TV e também em outdoors. Seu primeiro trabalho foi aos três anos. Sua atenção, agora, está voltada para a dança, mas sempre rola um tempinho para se dedicar à outra paixão: a música. Maria ganhou uma irmãzinha há três meses e fez para ela a canção “Caminho”, que mostrou a repórter em sua ukulele, um instrumento havaiano que ganhou no Natal. Já são 15 canções que falam de amor, amizade, natureza. “Eu quis fazer uma música para que minha irmã viva a infância com intensidade porque é a melhor fase da vida”, disparou.

As influências musicais de Maria são ecléticas. Por causa do gosto da família pela MPB, ela é apaixonada por Clara Nunes, Teresa Cristina, Mariene de Castro, Ana Vitória. E por causa da dança urbana, está conhecendo o swing de Michael Jackson, James Brown e Bruno Mars. Entre os ídolos estão Fifthy Harmony, Little Mix e Sean Paul, sem falar no K-Pop.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com