Home Notícias Especial ITAJAÍ 159 ANOS | 4ª Feira Náutica da Marina Itajaí investe em lazer

ITAJAÍ 159 ANOS | 4ª Feira Náutica da Marina Itajaí investe em lazer

Quem se cadastrar no site vai poder curtir as atrações culturais e apreciar embarcações que custam entre R$ 3 mil e R$ 40 milhões

Logo que o empresário Manuel Carlos Maia de Oliveira assinou o contrato para a construção de uma marina na avenida Beira Rio, em 2011, ele tinha em mente trazer para Itajaí um evento semelhante aos que frequenta na Europa, que une negócios e lazer, e que no Brasil só acontecia no eixo Rio-SP. Assim como em La Rochelle, na França, e Nápoles, na Itália, Itajaí passou a integrar em 2012 um seleto time de cidades inseridas na rota de eventos náuticos internacional, que movimenta a economia e atrai turistas graças aos constantes investimentos na orla. E o que é melhor: em sua quarta edição, a Feira Náutica, que rola de 4 a 7 de julho, terá o acesso aberto ao público, bastando se cadastrar no site marinaitajai.com.

“Queremos tirar esta impressão elitista de que só visita uma feira náutica quem tem poder aquisitivo para comprar iates porque a feira não se resume a negócios. Além de apreciar embarcações de todo tipo, o público pode curtir shows, desfiles de moda, apresentações musicais e apreciar a gastronomia que este ano será especial”, garantiu.

A Marina Itajaí conta com dois restaurantes de culinária internacional (mexicana e asiática) e contará com um parque de food trucks com todo tipo de comida, para todo tamanho de bolso.

Gastronomia em foco

Uma das novidades deste ano são as aulas-show de gastronomia, com chefs fazendo seus pratos ao vivo com posterior degustação para o sortudo que for mais rápido para se inscrever. A Marina Itajaí também fez uma parceria com a empresa Divina Botella, que fará demonstração de sua carta de vinhos com possibilidade de harmonização com os pratos. Outra parceria é com a faculdade de Gastronomia da Univali.

O empresário conta que o fato da cidade ter um fácil acesso pelo mar e rio facilita o trabalho dos expositores de fora. “Você imagina como é complicado e oneroso colocar um iate num caminhão e transportar até São Paulo. Aqui, a embarcação chega por via marítima”, compara. E revela que a escolha da data não é por acaso. “Os meses frios são menos chuvosos e mais propensos a se tomar um bom vinho, numa temperatura agradável, apreciando a bela paisagem”. Outra razão é que tem tempo de sobra para os barcos vendidos serem entregues até o verão, pois alguns são customizados ao gosto do freguês.

 

Nova área de lazer com a ampliação da Marina no ano que vem

A presença da Marina Itajaí deve ganhar em relevância no roteiro de lazer da cidade em 2020, quando começa a ser colocada em prática mais uma etapa do projeto de ampliação de sua área construída em terra firme. Orçado em R$ 45 milhões, o projeto também contempla um hotel para os marinheiros que não quiserem dormir a bordo e equipamentos de lazer. Dos 120 mil metros quadrados de área, 30 mil metros quadrados é em terra.

“Nossa ideia é fazer um espaço aberto com lojas, restaurantes, agências bancárias, áreas de lazer e bares, semelhante a revitalização do Paseo de San Miguel, em Balneário Camboriú”, compara Manoel. O projeto ocupará 16 mil metros quadrados e deve gerar dezenas de empregos diretos e indiretos. A lâmina d’água também foi ampliada em 30% este ano.

O empresário revela que o projeto já estava previsto desde que a construtora Viseu venceu a licitação, mas era preciso fazer por etapas. No começo, a Marina dispunha de 120 vagas para barcos; hoje já tem 355. A utilização do espaço é uma concessão da União e tem validade de 25 anos, podendo ser prorrogada. “Só para ter uma ideia, cada barco gera de quatro a oito empregos”, garante. A empresa de Joinville também foi a responsável pela construção do Centreventos, inaugurado em 2008.

 

Dobrou de tamanho desde a primeira edição

Desde a primeira edição, em 2016, a feira tem apresentado um crescimento constante graças ao aumento da demanda e a consolidação de Itajaí como um polo de atividades náuticas, e fornecedora de barcos de alto padrão, como os fabricados pela Azimut, instalada na cidade em 2010. Este ano, 80 marcas confirmaram presença, os estaleiros Azimut Yachts, a Fibrafort, a Intermarine por meio da representante Nauticlass, a New HD Boats, a Sedna, a Tethys Yachts e a Triton Yachts por meio da parceira PiraBoat Náutica, além das motos aquáticas da Sea-Doo por meio da representante Montreal Powersports.

Além de barcos, também serão comercializadas embarcações mais acessíveis, como botes, jet-skis, pranchas e todo tipo de acessório para quem curte a vida à beira-mar. Empresas do setor imobiliário também marcarão presença, aproveitando o grande fluxo de visitantes. Já para quem se interessou pelos desfiles de moda, eles vão acontecer em um píer flutuante, onde modelos vestindo grifes famosas como Carmen Steffens deixarão o evento mais glamuroso. E entre as opções musicais, a cargo de artistas locais, estão a MPB, o samba e o pop rock. 

Com a abertura dos portões, a expectativa é que o público ultrapasse em muito os 10 mil visitantes da edição passada, quando foram gerados negócios da ordem de R$ 50 milhões. O visitante pode vir ao Centreventos, inclusive, com seu cachorrinho de estimação graças ao espaço Pet. E também deixar os pequenos se divertirem no Espaço Kids, onde são realizadas brincadeiras para que os pais possam apreciar com tranquilidade as atrações culturais e fazer selfies com iates e carros de luxo, como a Jaguar.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com