Home Notícias Especial DIARINHO 40 ANOS | 15 anos sem Dalmo Vieira

DIARINHO 40 ANOS | 15 anos sem Dalmo Vieira

Dalmo Vieira ficou 25 anos a frente do jornal até uma fatídica viagem de navio

Renata Rosa

O ano de 2004 foi emblemático para a história do DIARINHO porque, depois de 25 anos a frente do jornal, o fundador Dalmo Vieira ‘abandonava o barco’ prestes a completar 75 anos, enquanto realizava o sonho de passear num transatlântico até a Europa. Logo que pisou no porto de Barcelona, na Espanha, passou mal e veio a falecer, longe dos amigos e família e deixando órfãos um séquito de admiradores de seu estilo ferino e perspicaz.
Manoel Rodrigues Conceição, o Nelinho, 67 anos, foi vereador e presidente da câmara nos anos 80, administrador regional da Celesc e está a frente da Sociedade Fazenda há 50 anos. Ele conta que, depois de militar no grêmio estudantil, quando fazia a faculdade de Direito, seu nome foi citado como possível candidato a um cargo público, mas Dalmo foi peremptório sobre a novidade: “Esse aqui, nem com reza braba!” Nem assim, Nelinho fala de Dalmo com mágoa. “Ele tinha uma inteligência fora da curva. E sempre foi muito combativo e corajoso. Transformou o jornal numa referência política local e regional que, felizmente, a neta Samara deu continuidade”.
Eu, a jornalista por trás da notícia, estava há menos de um ano no jornal, depois de duas décadas entre Floripa e Sampa, e não tinha ideia da relevância que o DIARINHO tinha adquirido em minha cidade natal. Conheci seu Dalmo aos 10 anos, quando meus irmãos receberam medalhas como alunos de destaque no Salesiano, em 1980. Dei entrevista dizendo que também queria estudar lá para ganhar medalhas. O DIARINHO é assim: faz parte da trajetória de vida de todo itajaiense e de quem escolheu aqui para viver.
Que venham os 50 anos.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com