MOTO MAIS

Daniel Dias |  Agência AutoMotrix

Espírito  esportivo

 

A nova GSX-R 1000 já está nas concessionárias brasileiras da Suzuki, inclusive na versão GSX-R 1000R, ainda mais vocacionada para as pistas. A sexta geração da esportiva foi apresentada no Salão de Colônia de 2016, e a versão vendida no Brasil é montada na unidade industrial da J. Toledo Suzuki Motos, no Polo Industrial de Manaus. A moto traz motor quadricilíndrico de 998,8 cc e 202 cavalos e conta com sistema de comando de válvulas variável, freios ABS e um novo sistema de controle de tração com 10 níveis de opções, que podem ser alterados com a moto em movimento. Segundo a Suzuki, as tecnologias desenvolvidas para as competições pela “Casa de Hamamatsu” no Campeonato Mundial de Motovelocidade, além de ajudar no desenvolvimento do motor, serviram para a criação do pacote eletrônico da moto. Os preços sugeridos (sem frete) são de R$ 73.280 para GSX-R 1000 e de R$ 84.487 para a GSX-R 1000R.

 

Próxima das vitrines

A Next 300 desembarca nas concessionárias Dafra a partir da segunda quinzena de maio. Chega ao mercado apenas seis meses após ser apresentada ao público, no último Salão de Duas Rodas, no São Paulo Expo Exhibition, na capital paulista. Sua proposta é unir um design de uma naked (sem carenagem) com a posição de pilotagem de uma street – uma opção tanto para deslocamentos na cidade quanto para viagens curtas. O novo motor de 278 cm³ com injeção eletrônica e refrigeração líquida alcança potência de 27 cv a 9.250 rpm e 2,65 kgf.m de torque. O câmbio é de seis marchas e o freio FH-CBS distribui a força de frenagem para as duas rodas a fim de proporcionar uma desaceleração eficiente, com regulagem em quatro níveis. Disponível nas cores vermelha e preta, o preço  sugerido é R$ 14.590, com frete de R$ 400 não incluso.

 

Trajetória ascendente

De acordo com a Fenabrave, federação que reúne os distribuidores brasileiros de veículos, os emplacamentos de motocicletas estão em crescimento. Em abril, foram vendidas 82.152 unidades, o que representa uma elevação de 26,47% em relação ao mesmo período de 2017. Em comparação a março deste ano, o crescimento foi de 3,52%. Os números do primeiro quadrimestre também mostram evolução se comparados ao mesmo período do ano passado.

A Honda continua dominando o setor com folgas, com 79,46% de “share”, seguida de longe pela também japonesa Yamaha, que detém 13,53% de participação no mercado. O modelo mais vendido continua sendo a Honda CG 160, com 21.859 unidades em abril.

 

Radicais chiques

A Harley-Davidson renovou a parceria com a Jeep na Europa pelo quarto ano seguido. Assim, os modelos da Jeep estarão presentes nos eventos que a Harley-Davidson promove e participa no continente europeu, Oriente Médio e na África. Quem for aos eventos poderá fazer test-drives nos veículos da Jeep e comprar produtos oficiais da marca de utilitários esportivos norte-americana. Os membros do fã clube oficial da Harley-Davidson poderão também adquirir carros da Jeep com taxas de juros diferenciadas. O primeiro evento da parceria renovada será o Euro Festival, em Saint-Tropez, na França, de 11 a 14 de maio. Depois, virá o Rally H.O.G. (encontro de donos de Harley-Davidson) em Lugano, na Suíça, de 29 de junho a 2 de julho.

 

Estratégia de vendas

A linha 2018 da Harley-Davidson está disponível para test-ride. Basta se inscrever no site https://harleydavidsonbr.secure.force.com/TestRide para testar os novos modelos da marca. Em maio, a Harley-Davidson do Brasil disponibiliza condições especiais para dois modelos da família Softail. Um é a Softail Deluxe, que mistura o estilo vintage com tecnologia de ponta, empurrada pelo novo motor V-Twin Milwaukee-Eight107 de 1.745 cm³. A motocicleta tem seu preço de R$ 68,9 mil reduzido para R$ 63,9 mil, com taxa de 0,99% ao mês, entrada de 50% do valor da moto e saldo em até 24 vezes. Já a nova Breakout 114 é uma dragster com toque moderno. O farol em leds e o assento com novo design e ergonômico são diferenciais. Em maio, de R$ 75,4 mil por R$ 71,4 mil, também com taxa de 0,99% ao mês, entrada de 50% do valor total e saldo em até 24 parcelas.

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta