Home Colunistas Coluna do Janio Campanha de regularidade

Campanha de regularidade

Campanha de regularidade
Apesar de o empate contra o Joinville ter sido um resultado ruim para o Marcílio Dias em termos de pontuação, principalmente pelo fato de estar jogando em casa, quem foi ao Gigantão das Avenidas nesse domingo deixou o estádio com a sensação de que o Marinheiro segue no caminho certo para a permanência na Série A, precisando acertar alguns detalhes. Pode não ter sido a melhor atuação coletiva da equipe, mas manteve a regularidade que temos visto desde a estreia contra a Chapecoense. E em um campeonato difícil, com muitas equipes niveladas, quem consegue ser regular é premiado com uma boa colocação, tanto é que o Marcílio Dias está há tempo no G4. Como já esperávamos, o JEC jogou a sua vida em Itajaí. Mesmo vindo de uma semana turbulenta, com eliminação precoce na Copa do Brasil e viagem ao Ceará, o time do norte do Estado mostrou porque é um adversário difícil de ser batido (perdendo apenas um jogo até agora em sete rodadas no estadual). Do lado do Marcílio Dias, não faltou vontade e dedicação, mostrando muito respeito ao torcedor que lotou o estádio. Faltou converter o volume de jogo e as chances criadas em gol.

Camisa 9
O técnico Waguinho Dias destacou em sua coletiva que em todos os clubes por onde passou sempre teve atacantes artilheiros. Waguinho tem um estilo de jogo incisivo, com dois pontas criando jogadas a todo momento e buscando o centroavante na área para concluir. E essa é a peça que está falhando no Marcílio Dias de 2019. Tanto Sabiá, quanto Roni, não estão conseguindo aproveitar as oportunidades ou até mesmo se apresentar em condições de arremate. Lauder é outro que tem sido utilizado na função, mas também não desencantou ainda. Em sua terceira partida como titular, Roni segue mostrando muita vontade em campo, mas perdeu uma chance clara de cabeça que poderia ter mudado a história do jogo contra o JEC. Cabeçada no mesmo lugar em que Lauder teve a chance de sair como herói do jogo contra o Brusque, mas parou no goleiro Zé Carlos. O problema é que o turno está indo, alguns pontos estão ficando pelo caminho dentro de casa, e o Marcílio ainda não encontrou a solução. Talvez seja hora de ir ao mercado para ter mais uma opção, aproveitando a boa fase do clube para atrair investidores. Com as contas bem ajustadas, o Marinheiro não tem recursos para trazer uma contratação diferenciada, mas certamente Itajaí tem empresas e empresários grandes que poderiam colaborar nesse momento tão importante para o clube e para a cidade.

Show de torcida
O grande destaque do domingo foi a torcida marcilista. Cerca de 5600 pessoas empurraram o time até o minuto final. Sempre disse que o Marcílio é um gigante adormecido. Esse jogo mostrou que o gigante está despertando e pode ir muito mais longe. Avante, Marinheiro!

Campanha de regularidadeApesar de o empate contra o Joinville ter sido um resultado ruim para o Marcílio Dias em termos de pontuação, principalmente pelo fato de estar jogando em casa, quem foi ao Gigantão das Avenidas nesse domingo deixou o estádio com a sensação de que o Marinheiro segue no caminho certo para a permanência na Série A, precisando acertar alguns detalhes. Pode não ter si[...]Assine o Diarinho
Conteúdo ilimitado do site por apenas
R$ 0,53 por dia no plano anual.
Se já possui cadastro ou é assinante faça o login
Acesso a 10 matérias por mês.
Faça o cadastro e tenha acesso a
10 matérias por mês.
Coluna do Janio
Coordenador de esportes da Rádio Univali na empresa Universidade do Vale do Itajaí.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com