Home Notícias Quentinhas Xuxa morre ao acertar caminhão em Itajaí

Xuxa morre ao acertar caminhão em Itajaí

Foi a 13ª morte no trânsito este ano. Motoqueiros são as maiores vítimas

Um trágico acidente tirou a vida do motoqueiro Marcos Roberto Santana, 41 anos, o Xuxa, na manhã de ontem, na avenida Contorno Sul, no bairro Ressacada, em Itajaí. Xuxa estava indo para o trabalho quando bateu na lateral de um caminhão. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
O acidente aconteceu por volta das oito horas, em frente ao posto de combustível RDP. A Codetran informou que Xuxa seguia no sentido centro/BR-101.
O caminhão da Serraria Vô Paulo, o Mercedes-Benz, placa HQR 8196 (Itajaí), seguia no sentido contrário. O caminhoneiro A. P. C., 59 anos, informou que, como o semáforo da pista contrária estava fechado, ele entrou na rua Odílio Pereira para depois pegar a rua José Gall.
Foi neste momento que Xuxa teria ultrapassado o sinal vermelho e bateu na lateral do bruto, próximo ao tanque de combustível do caminhão.
Xuxa pilotava a CG 150 Fan, placa MMM 3341 (Itajaí), da empresa In Screen Comunicação Visual, onde ele trabalhava. O corpo foi levado ao IML de Balneário Camboriú. O acidente provocou congestionamentos nos dois sentidos da avenida.
Ewerson Luiz Gama, da Codetran, informa que o caminhoneiro parou para prestar socorro e fez o teste de bafômetro, que deu negativo. Ele também já foi na sede da Codetran prestar depoimento.

Tristeza
Xuxa trabalhava na empresa de comunicação visual In Screen, no bairro Cordeiros, como vendedor e arte finalista, há um ano e cinco meses. Ontem, a empresa fechou as portas em sinal de luto.
Victor Hugo da Luz, 19 anos, arte finalista e colega de Xuxa, conta que todos receberam a notícia com muita tristeza. “Foi impactante. Ele era uma ótima pessoa, querido por todos”, diz.
Xuxa começava a trabalhar perto das 7h40. Ontem, a empresa fechou após o meio-dia e deve retornar apenas hoje. Victor informa que Xuxa morava no bairro Ressacada, era casado e não tinha filhos. A família do rapaz também é de Itajaí.

Treze já perderam a vida este ano
Nos oito primeiros meses de 2016, 13 pessoas perderam a vida nas ruas de Itajaí. Xuxa foi o sétimo motoqueiro que virou vítima fatal do trânsito só este ano. A avenida Contorno Sul registrou o segundo acidente fatal. Em 12 de janeiro, a estudante de pedagogia Juliana Wippel dos Santos, 23, morreu após ser atropelada por um caminhão, que não parou para prestar socorro.
Juliana dirigia uma Biz e seguia no sentido ao centro, por volta das 7h30, quando um caminhão passou por cima dela. A polícia Civil já indiciou o caminhoneiro.
O coordenador da Codetran, Ewerson Luiz Gama, acredita que os acidentes na Contorno Sul são mais graves porque tem mais movimento na via e mais imprudência dos motoristas. “Tem que ver é a impudência das pessoas. Neste acidente, alguém foi imprudente”, palpita. Segundo Gama, a avenida recebeu recentemente pintura da sinalização horizontal.

Mortes em 2016
VEÍCULO NÚMERO DE MORTES
PEDESTRE 3
MOTOCICLETA 7
MOTONETA 1
AUTOMÓVEL 1
BICICLETA 1
Total: 13

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com