Home Notícias Quentinhas Vendaval deixa 50 mil moradores sem luz na região

Vendaval deixa 50 mil moradores sem luz na região

Em muitos bairros, espera pela luz foi de mais de 3h; na Penha, acesso à praia Vermelha despingolou e foi interditado

A forte chuva e o vendaval da tarde de ontem deixaram cerca de 50 mil domicílios no breu total na região. De acordo com a defesa Civil de Itajaí, havia um alerta de chuva forte com granizo e ventos de 50 a 80 km por hora pro período da tarde até às 19h.
O bairro Itaipava foi um dos mais atingidos. Casas foram destelhadas e a defesa Civil atendeu a quatro chamados, todos de destelhamento.
Um dos saldos da ventania foi a falta de luz em muitos bairros de Itajaí, Camboriú e Balneário Camboriú. Em Camboriú, cerca de 12 mil casas ficaram às escuras por um bom pedaço da tarde, no entanto, não foi registrado pedido de socorro. “Ficamos sem nenhuma comunicação, sem luz, e o jeito foi visitar algumas áreas de risco e verificar se estava tudo bem”, disse o coordenador da defesa de Camboriú, Édson Diego Silva.
Em Balneário Camboriú, quem mora na rodovia Rodesindo Pavan, a conhecida Interpraias, também ficou no escurinho. No local a queda de uma árvore acabou danificando a rede.

Itaipava e Brava
Em Itajaí, os bairros mais afetados pela falta de energia foram a Itaipava, na região do Rio do Meio, onde o trabalho pra restabelecer a luz demorou mais de três horas, e a praia Brava, onde o serviço normalizou às 17h.
A central de atendimento da Celesc congestionou pela porrada de reclamações de consumidores. O proprietário de uma padaria na Braba, Norivaldo Peresin, tava cabreiro com o fato de não conseguir falar com os atendentes da Celesc. “Tentei chamar a Celesc e só deu ocupado. Perdemos toda a produção do período da tarde. Os pães, os bolos, tudo depende da parte elétrica”, lamentou o empresário.
De acordo com o gerente da divisão Técnica Regional da Celesc, Luiz Carlos Silva Xavier, só um dos canais de atendimento da Celesc recebeu mais de 250 chamados após a ventania.
Nove viaturas foram acionadas pra tentar resolver os problemas ocasionados principalmente por quedas de árvores. “Foram muitos chamados. Toda a região foi atingida. Foi uma ocorrência de grande proporção. Como nossa rede é exposta, estamos suscetíveis a esse tipo de problema quando ocorre vendaval”, disse o gerente, ao justificar o motivo do fone 0800 da Celesc dar só ocupado.

Acesso à praia Vermelha é brecado na Penha
A defesa Civil da Penha interditou na tarde de ontem a rua do Turismo, na morraria da praia Vermelha, e que dá acesso ao ponto turístico do Mirante, devido ao desbarrancamento de parte da estradinha que leva ao observatório natural e também serve como eixo de ligação com a praia Grande. A grande quantidade de chuva fez com que a rua cedesse. Hoje, a prefeitura deve solicitar à defesa Civil do Estado uma graninha pra recuperação da via.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com