Home Notícias Quentinhas Vacinação causa confusão em clínica particular

Vacinação causa confusão em clínica particular

Pacientes ficaram indignados com filas imensas e a falta de organização

Quem procurou a clínica Curumim, no bairro Fazenda, em Itajaí, na manhã de sexta-feira, para tomar a vacina contra a gripe H1N1, acabou cabreiro com as filas.
Carla Oliveira, 40 anos, chegou às oito da manhã e só conseguiu ser vacinada perto do meio-dia. Segundo ela, rolou uma discussão entre as pessoas que esperavam o atendimento e os funcionários da clínica.
Carla conta que havia muitas mulheres grávidas esperando a vacinação embaixo do sol quente. Idosos e grávidas não tinham preferência no atendimento.
Uma das barrigudinhas, de acordo com Carla, chegou a passar mal. “Se eles anunciam que tem vacina, precisam estar preparados. Organizar com mais enfermeiras,” sugere.
Outro motivo de discussões foi um problema no sistema da clínica. Carla conta que teve gente que entrava para tomar vacina e o nome não estava no sistema, mesmo tendo preenchido a ficha antes.
Os funcionários da clínica explicaram para Carla que o problema aconteceu por causa da quantidade de gente cadastrada ao mesmo tempo.
O empresário Djalma Reinaldo, 42 anos, também foi até a clínica para tomar a vacina contra o H1N1 e ficou horrorizado. Ele chegou às 8h45 e saiu quando faltavam cinco minutos para o meio-dia.
Segundo ele, muita gente que não tinha senha passava na frente dos demais. Djalma até tentou conversar com a gerente, mas ela simplesmente mandou Djalma esperar. “Super bagunçado. E o preço? R$ 150 é muito caro. Antes estava R$100”, reclamou.
O DIARINHO tentou conversar com a Clínica Curumim durante toda a tarde de sexta-feira, mas o telefone era atendido e desligado. Para Djalma, a clínica informou que, neste sábado, eles voltariam a receber a vacina e provavelmente mais confusão será registrada.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com