Home Notícias Quentinhas Ministro Luiz Gallotti tá no poeirão

Ministro Luiz Gallotti tá no poeirão

Implantação de galerias terminou antes da eleição, mas até agora nada da rua ser pavimentada. Povão promete protesto

A chuva de ontem foi um alívio para os moradores e comerciantes da avenida Ministro Luiz Gallotti, no bairro Cidade Nova, em Itajaí. A via passou por uma obra para a instalação de galerias pluviais e está sem o pavimento. Com isso, a terra seca levanta a maior poeira quando os veículos passam pela avenida, que é uma das mais movimentadas do bairro.
As obras começaram antes das eleições. Segundo a secretaria de Obras, foram implantados quase 900 metros de galeria dupla e tubulação. A galeria deve aumentar a vazão da água, que vai desaguar no rio Itajaí-Mirim.
A moradora Sirlei Pierog, 33 anos, comenta que o transtorno durante a obra foi tolerado, mas após as eleições os trabalhos paralisaram. “Eles abriram, colocaram a galeria e depois jogaram um areião por cima e não fizeram asfalto”, comenta.
O pior é que a via é movimentada e sobra poeira pra todo lado. “Eu tenho que viver com a casa fechada, não posso estender as roupa porque suja tudo”, diz. Os comércios da avenida também estão tendo que se virar para não comer poeira.
O funcionário da farmácia Rei do Remédio, Nelson dos Anjos Junior, 39 anos, conta que teve que colocar dois ventiladores na porta para soprar a poeira para fora e evitar que ela entre na farmácia. “Mas não tem jeito, a gente limpa e daqui dois minutos tá tudo sujo. É complicado pra gente porque lidamos com remédios, tem que manter tudo limpo”, diz.
Nelson e Sirlei acreditam que a paralisação da obra tem a ver com a derrota do partido do prefeito Jandir Bellini (PP) nas urnas. “A obra começou antes das eleições, acredito que para ganhar voto, e agora, que perderam, ela tá paralisada”, desconfia Nelson.

Protesto
A chuva que caiu ontem amenizou um pouco a situação na avenida, mas não acalmou os ânimos do povão. Moradores e comerciantes estão pensando em fechar a rua na sexta-feira em forma de protesto. “Estamos combinando, ainda não temos o horário, mas vamos reclamar”, afirma Sirlei.

Tempo para assentar
O secretário de Obras de Itajaí, Tarcizio Zanelato, diz que é necessário que a terra fique alguns dias parada para assentar antes de o asfalto ser colocado. A obra terminou há cerca de 10 dias e estava previsto para ontem começar os trabalhos de preparação para o asfalto. Como choveu, o início da obra ficou para hoje. A empresa Pacopedra, de Gaspar, fará a pavimentação. Assim que começar, o asfalto deve ficar pronto em 15 dias.
As galerias, instaladas na avenida, vão ajudar na vazão da água da chuva. “Aquela região sofre muito com as enxurradas, principalmente em um condomínio que foi construído abaixo do nível da rua”, comenta Tarcizio.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com