Home Notícias Quentinhas Dotô encerra inquérito policial e pede a prisão de matador de ex-sogra

Dotô encerra inquérito policial e pede a prisão de matador de ex-sogra

Uma semana após a morte da cozinheira Janete Aparecida do Nascimento, 38 anos, o delegado Daniel Weber, da depê de Navegantes, encerrou o inquérito policial. Adriano Couto, 21, foi indiciado por assassinato qualificado, já que matou a ex-sogra de forma muito cruel, com pelo menos 12 facadas. Weber também pediu a prisão preventiva – aquela por tempo indeterminado – do acusado.

Segundo o dotô, o motivo do crime foi mesmo o fato de Janete ser contra o namoro de Adriano com a filha de 14 anos. O inquérito será encaminhado pro Ministério Público esta tarde. Depois disso, basta o juiz canetear o pedido de prisão pra Adriano, quando sair do hospital Marieta Konder Bornhausen, ir direto pro xadrez.

Relembre o caso
Janete foi morta com 12 facadas no peito e no braço, por volta das 21h do dia 26 de junho, dentro da própria casa. Ela morava na baia de número 189 da rua Raul Couto, no bairro São Domingos, em Navega. O corpo de Bombeiros foi chamado até o local, mas encontrou Janete sem vida. O corpo da cozinheira tava enrolado num cobertor e com um saco plástico na cabeça, embaixo da cama.

O acusado do crime é Adriano, que teria matado a ex-sogra porque ela não aceitava o namoro dele com a filha. Os dois tinham terminado o relacionamento após uma briga.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com