Home Notícias Quentinhas Codetran tá com radar movel nas ruas

Codetran tá com radar movel nas ruas

Maicon Felisbiano se acidentou a 120 km/h na rua Blumenau, que tem limite de velocidade de 50 km/h. Em um único dia, Codetran flagrou 160 motoristas acima da velocidade

Um dia após o acidente que matou a advogada do sindicato dos Metalúrgicos de Navegantes, Aline Cristofolini Santana de Oliveira, 28 anos, e colocou o marido dela, Maicon Felisbiano, 34, no hospital, a Codetran alerta aos motoristas que o radar móvel voltou a operar em Itajaí. Maicon estava a 120 KM/h, quando capotou o carro na tarde de domingo, na rua Blumenau, no bairro São João. O limite de velocidade na rua é de 50 KM/h.
O radar móvel voltou a operar na semana passada. A fiscalização tem sido feita nas ruas mais movimentadas. Em um único dia, a Codetran chegou a registrar 160 motoristas pés de chumbo.
Segundo o coordenador da Codetran, Robson Allan Costa, o uso do radar busca conscientizar os condutores sobre o respeito aos limites de velocidade. “O respeito evita acidentes e multas”, reforça. Dentro de Itajaí, a velocidade máxima permitida é de 60 km/h em algumas vias.

Onde o pessoal pisa fundo
A Codetran apurou que os locais onde os motoristas costumam pisar com vontade no acelerador são as avenidas Abrahão João Francisco, a Contorno Sul, Osvaldo Reis, ministro Victor Konder, a Beira-rio, e rua Blumenau, onde aconteceu a tragédia.
Embora em todos estes pontos tenha redutores de velocidade, como lombadas físicas ou eletrônicas, semáforos e placas indicando a velocidade máxima permitida, as infrações são grandes.
O radar móvel funciona diariamente e fiscaliza até três locais diferentes por turno. O cronograma é montado pela equipe técnica da Codetran levando em conta as ruas mais movimentadas e que apresentam maior número de acidentes. “Nós precisamos que os motoristas tirem o pé do acelerador e se acostumem a trafegar dentro dos limites. Por isso estamos com o radar móvel em diversos pontos para garantir a segurança no trânsito”, destaca Robson.

Se liga nas multas
Excedeu até 20% do limite da via: infração média, 4 pontos na carteira, R$ 130,16
Excedeu acima de 20% e até 50%: infração grave, 5 pontos, R$ 195,23
Excedeu acima de 50%: infração gravíssima vezes três, 21 pontos, R$ 880,41

Capotou carro na tarde de domingo
O capotamento aconteceu na tarde de domingo. Maicon dirigia um Mini Cooper, com placa de Curitiba, quando recebeu um toque na traseira da Saveiro, placa MKU-2298 (Itajaí). Com a batida, Maicon perdeu o controle do carro, que, segundo a Codetran, estava cravado em 120KM/h, bateu duas vezes no meio-fio, acertou uma Kangoo e capotou na rua. O motorista da Saveiro fugiu e abandonou o carro mais tarde.
Aline morreu no local e Maicon foi levado para o Marieta com um corte na cabeça, um braço quebrado e ferimentos na perna. Ontem à tarde, Aline foi cremada em Balneário Camboriú. Os dois estavam casados há dois anos e moravam no bairro São João. O caso será investigado pela delegacia de Trânsito de Itajaí.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com