Home Notícias Quentinhas Cancelado o Encontro dos Amigos da Brava

Cancelado o Encontro dos Amigos da Brava

Prefa não liberou alvará porque tava rolando venda de camisetas pro evento que rola na rua

O 6º Encontro dos Amigos da praia Brava, agendado inicialmente pro dia 11 de abril, foi cancelado. A prefeitura de Itajaí não autorizou a realização do evento porque estaria rolando venda de camisetas-convite, através das redes sociais. Como a festa acontece no meio da rua, ninguém pode faturar grana em cima do evento.
Faz seis anos que o encontro reúne milhares de pessoas ao longo da avenida José Medeiros Vieira, a beira-mar da Brava. A tchurma passa o dia entre comes e bebes.
Roberto Antônio da Silva, idealizador e organizador do evento, explica que o impasse surgiu na última segunda-feira, quando foi acertar os horários de fechamento da avenida com o pessoal da coordenadoria de Trânsito (Codetran). O primeiro problema foi que a secretaria de Segurança não teria funcionários suficientes para manter no dia da festa na Brava, já que a data coincide com a Volvo Ocean Race.
Roberto procurou a secretaria de Urbanismo, na quarta-feira, para ver se já tinha saído a autorização do evento e descobriu que o pedido foi indeferido pelo setor de fiscalização.
O secretário de Urbanismo, Paulo Praun, justificou dizendo que tava rolando a venda de camisetas, o que é proibido. “Nos encontros de amigos têm a cobrança pela instalação das barracas. Só que foi verificado que os participantes tavam vendendo camisetas para terceiros nas redes sociais, ou seja cobrando entrada”, afirmou.
O organizador confirma que cobra R$ 400 de cada participante, a título de aluguel de uma barraca, onde podem se aglomerar entre 30 e 50 pessoas. O valor é repassado a uma empresa terceirizada, que loca as lonas, as instala e as desmonta depois da festa.
Paulo Praun informa que o bafafá começou depois que foi divulgado na imprensa que as barracas tavam sendo vendidas. Mas a situação piorou quando, pelo menos dois grupos, começaram a vender camisetas que dariam acesso às barracas da festa. “O encontro dos amigos é um evento comunitário. Mas se for cobrado para participar, aí deixa de ser comunitário e passa a ser empresarial. Então precisa de alvará”, diz o secretário.
Já Roberto afirma que o evento é gratuito mas que é necessário cobrar pela instalação das tendas, para que os grupos não precisem se preocupar com isso. “Onde tem encontro dos amigos você vai encontrar esse tipo de condução. Cada grupo paga uma taxa e pode dividir entre eles o valor. Isso é normal”, garante. Mas ele admite que pode ter errado na divulgação das informações. “Se era irregular, nem eu percebi que era,” lamenta.
Roberto poderia recorrer da decisão de indeferimento, mas preferiu cancelar o evento. “Como não temos mais tempo hábil, achamos melhor cancelar. Não sei se o evento volta a acontecer,” desabafa.
A expectativa era montar 80 barracas ao longo da avenida para receber mais de 15 mil pessoas.
Até quarta-feira, já tinham confirmado presença cerca de 50 grupos. O pagamento das tendas ia acontecer no dia 1º de abril, durante uma reunião com os participantes. “Este evento sempre foi considerado bastante eclético. Isso pela parte artística, pela participação de pessoas de todas as idades. Sempre recebemos muitos elogios. E hoje estamos muito tristes”, lamenta.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com