Home Notícias Quentinhas Calçada da Felipe Schmidt sem espaço pros pedestres

Calçada da Felipe Schmidt sem espaço pros pedestres

Obra interditou parte da calçada e loja colocou inflável em cima de guia de cegos

Está impossível caminhar por um trecho da Felipe Schmidt, no centro de Itajaí. Uma obra sobre a calçada, um inflável de propaganda e as placas de trânsito empurram os pedestres para o meio da rua. O povão tem que disputar espaço com os carros, enquanto o passeio público tá socado de coisas.
A obra rola no antigo prédio do Codim (Centro de Orientação e Diagnose Municipal) e interditou boa parte da calçada. Além de o local estar fechado com uma fita e duas escadas, um disque-entulho foi colocado em frente ao prédio e ocupa parte do estacionamento.
Para piorar a situação, a loja vizinha ao prédio, a MegaPro Cosméticos, colocou um enorme inflável na calçada, bem em cima da guia para cegos.
Com o trambolho próximo às placas de sinalização, fica impossível caminhar ali também. “É uma vergonha, além disso, é perigoso, pois a rua é movimentada e ter que dividir espaço com os carros não é legal”, comentou o aposentado Antônio Coelho, 76 anos.
A também aposentada Jaqueline Santos, 50, teve que andar no meio da rua porque o passeio público estava impedido.
“É um incômodo ter que passar pela rua. Tudo o que colocam na calçada, que era pra ser exclusiva de pedestre, incomoda. Tanto a obra quanto esse inflável,” lasca Jaqueline.
O publicitário Evandro Cardoso, 22, concorda com os aposentados. “Não é normal uma obra assim, ocupando toda a calçada. Acho que cabe multa, pois está atrapalhando bastante a passagem de pedestres. O local foi feito para caminhar e está ocupado de forma errada. É inaceitável!”, completou.

Obra e loja precisam de autorização, avisa prefeitura
Loreno Machado, do setor de fiscalização da secretaria de Urbanismo, informou que o responsável pela obra precisava de autorização. Se a obra não tiver a liberação, o proprietário pode ser até multado.
Loreno ficou de mandar um fiscal ao local. O prédio do Codim foi devolvido pela prefeitura ao dono, no início do ano, e a reforma está sendo feita pelo proprietário do imóvel.
Já sobre o inflável, o setor informou que a loja não tinha autorização para largar o trambolho na calçada. A loja precisaria de autorização da secretaria de Urbanismo.
A pasta só libera o uso de inflável por no máximo dois dias. O fiscal ficou de verificar a situação da MegaPro, que também pode ser intimada e multada. A multa pode chegar a R$ 1570.

Retirou
A gerente da MegaPro informou ao DIARINHO que a loja fez uma promoção ontem. Na compra de dois produtos, o cliente ganhava uma hidratação. O inflável fazia parte da ação de propaganda.
Ao saber da reclamação do DIARINHO, a gerente disse que ia retirar o inflável imediatamente. A gerente também não percebeu que o grandão estava em cima da guia para cegos.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com