Home Notícias Quentinhas Artesãs doam almofadas para mulheres que operaram a mama

Artesãs doam almofadas para mulheres que operaram a mama

Um grupo de amigas artesãs de Itajaí fez a entrega ontem de 150 almofadas especialmente desenhadas em forma de coração para ajudar no apoio do braço da mulher que teve a mama retirada por conta do câncer. A entidade beneficiada, e que vai ficar responsável pela distribuição das almofadas, é a associação Amor Próprio, com sede na rua Brusque.
As voluntárias seguiram o projeto Almofada do Coração, bolado pela instituição Erlanger Resource Center, dos Estados Unidos, justamente para proporcionar um pouco de conforto à mulher operada com a almofada gentilmente encaixada na axila. As amigas confeccionaram os corações com os tecidos que já possuíam ou adquiriram e rechearam com manta acrílica. Graças aos contatos virtuais com grupos de todo o país, elas receberam doações em material ou dinheiro, e contaram com a boa vontade de comerciantes que fizeram um precinho camarada ou mesmo doaram produtos.

A entrega das doações aconteceu nesta quarta, 11, dia da semana em que as associadas e voluntárias passam todo em atividades com dança, lanches, atendimento de psicóloga e o que mais tiver na programação. A presidente da Amor Próprio, Nilza Maria Martins, conta que participa da associação desde sua fundação, há quase 18 anos, quando teve câncer ginecológico. Na ocasião, ela conheceu Silvia Helena Cavalheiro, já falecida, que se recuperava de câncer de mama e queria muito ajudar outras mulheres nessas mesmas condições. Para dar conta da empreitada, ficou decidido que apenas doentes com estes dois tipos de câncer seriam o foco da associação criada por elas.
Desde então, a entidade vem prestando assistência desde o momento da cirurgia, no hospital, e segue durante todo o pós-operatório com visitas domiciliares, transporte para as sessões de quimioterapia/radioterapia, exames, consultas médicas, apoio psicológico, enfim, o que for necessário.

Voluntárias batalham para manter o lugar
“Nós mantemos a associação com a venda de camisetas (R$10), rifas, doações, e temos um bazar no bairro Cordeiros”, relata Nilza. O bazar funciona como um brechó, na garagem da voluntária Roseli de Borba Pereira. O endereço para encontrar as pechinchas ou doar qualquer tipo de roupa, calçado ou o que estiver sobrando em casa é na rua Celso Duarte Moreira, 716.
Os corações doados por Deise Borba, Tereza Borges, Neuza Malechi, Eliana Wehner, Mariângela Franco, Rita Leite Gonçalves (e suas alunas) e Zilda Ramos não podem ser vendidos. Associada ou não à Amor Próprio que precisar do conforto do acessório pode solicitar diretamente na entidade, que vai providenciar a entrega também em hospitais, clínicas e instituições afins.
O projeto está correndo o mundo e não tem prazo para terminar, até porque a doença acontece durante o ano todo. As pessoas interessadas em colaborar, seja na execução das almofadas, seja doando material, podem entrar em contato com a associação pelo telefone (47) 3349-3661.
 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com