Home Notícias Quentinhas Antecipação do 13º injetará R$ 14 bilhões no mercado

Antecipação do 13º injetará R$ 14 bilhões no mercado

Michel Temmer (PMDB) voltou atrás e decidiu fazer o adiantamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Isso resultará numa injeção de aproximadamente R$ 14 bilhões no mercado de consumo brasileiro. O presidente em exercício havia anunciado que não iria continuar fazendo o adiantamento do 13º, mas voltou atrás depois dos aposentados ameaçarem iniciar uma onda de berreiros no país.
O 13º começa a ser depositado a partir do dia 25 de agosto. Cerca de 28 milhões de brasileiras e brasileiros serão beneficiados. O valor será recebido junto ao pagamento dos benefícios da folha mensal.
O pagamento começará a ser depositado, seguindo o calendário de pagamentos dos benefícios previdenciários do mês de agosto, para os segurados que recebem até um salário-mínimo e possuem cartão com final 1, desconsiderando-se o dígito. Quem ganha acima do mínimo começa a receber a partir do dia 1º de setembro. Os depósitos seguem até o dia 8 de setembro.
A segunda parte do abono será creditada na folha de novembro, e o desconto do Imposto de Renda, se for o caso, incidirá somente sobre a segunda parcela da gratificação.
Tem direito ao 13º quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário como aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão ou salário-maternidade. No caso de auxílio-doença e salário-maternidade, o valor do Abono Anual será proporcional ao período recebido.
Aqueles que recebem benefícios assistenciais, como o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) e a Renda Mensal Vitalícia (RMV) não têm direito ao abono do 13º.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com