Home Notícias Quentinhas 11 são presos em Itapema; até vice-prefeito tá nessa

11 são presos em Itapema; até vice-prefeito tá nessa

O empresário Giliard Reis (PMDB), vice-prefeito de Itapema, passou a noite de ontem na cadeia. E é bem possível que fique mais dias encarcerado. Ele e outras 10 pessoas, entre políticos, ex-secretários municipais e empresários tiveram a prisão preventiva decretada por participarem de um suposto esquemão de corrupção na prefeitura daquela cidade.
A operação dos agentes do grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), apelidada de Garoupa, foi estourada ontem e resultou, ainda, em 10 conduções coercitivas e 30 mandatos de busca e apreensão.
Dos 11 mandados de prisão expedidos pela justiça, oito deles foram cumpridos ontem, informou o promotor Jean Michel Forest. Sete das prisões rolaram em Itapema mesmo. Uma delas em Balneário Camboriú. “A maioria de pessoas da iniciativa privada e quatro são de agentes públicos ou ex-agentes públicos”, soltou o promotor.
Diferente do que acontece quando é preso um ladrão pé de chinelo, no caso de políticos e engravatados o nome dos envolvidos raramente é divulgado oficialmente pelas autoridades. Foi o que aconteceu ontem.
Fontes procuradas pelo DIARINHO, no entanto, revelaram pelo menos quatro dos oito presos. Além de Giliard, também foi em cana o pai dele, o empresário Francisco Reis, o Dedeca. Carlos Eduardo Vieira, o Preto Vieira, ex-secretário de Obras, também passou a noite no presídio da Canhanduba, em Itajaí, assim como o empresário Manoel Minatti.
O vereador Wesley Carlos da Silva (PSDB) também estaria sendo caçado pelos agentes do Gaeco. Ele estaria fora do país, e por isso passa a ser considerado foragido da justiça.
Ainda segundo o Gaeco, carros de luxo, que teriam sido adquiridos com o dinheiro das supostas tramoias, foram apreendidos. Entre eles um Porsche Carrera, uma Range Rover branca, um Golf S10 branco e uma S10 branca.
Bens imóveis, provavelmente apartamentos de luxo, foram sequestrados por ordem da justiça. Ou seja, os donos não podem usar nem vender ou alugar os bens enquanto durar o processo.
Pelas poucas informações do Gaeco, dadas numa entrevista coletiva à imprensa no comecinho da tarde de ontem, as prisões aconteceram pelos crimes de concussão (achaque), corrupção ativa (dar propina), corrupção passiva (receber propina), tráfico de influência, advocacia administrativa (ajudar os chegados), prevaricação (quando um servidor público deixa de agir pelo que determina a lei) e associação criminosa (que é a velha e boa formação de quadrilha).

Corrupção estaria instalada na secretaria de Planejamento
As investigações vêm rolando desde maio deste ano. “Começou com uma representação à promotoria da comarca de Itapema”, contou o promotor Jean Michel Forest. Como o caso era cabeludo e tudo indicava que se tratava de uma organização criminosa de engravatados, foi passado para o Gaeco.
As sacanagens estariam ligadas a esquemões com construtoras da cidade. “Principalmente a aprovação e protocolos de projetos. Depois apuramos agentes públicos agindo em benefício próprio”, disse o promotor do Gaeco, no pouco que falou. “Não se pode falar muito porque estamos ouvindo e fazendo buscas e isso pode atrapalhar os trabalhos”, justificou.
Mas pelo que o DIARINHO apurou com um funcionário da secretaria de Planejamento Urbano, o esquema funcionaria muito parecido com a corrupção da chamada operação Dupla Face, da prefeitura de Itajaí. Projetos somente seriam aprovados por conta do pagamento de propinas. Haveria também licenças fraudulentas.
Por isso, boa parte da ação do Gaeco foi centrada na secretaria de Planejamento Urbano, principalmente no setor de fiscalização de obras. O pessoal do Gaeco chegou lá antes da repartição abrir e só saiu pelas 16h, carregando duas CPUs (que são os caixotões do computador), nove pastas de arquivo, uma mala grande de lona e uma caixa de papelão abarrotada de documentos.
Os mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na fundação Ambiental Área Costeira Itapema (Faaci, que é a fundação de meio ambiente da prefeitura), em imobiliárias, empresas da construção civil, casas e apartamentões de luxo.

Mais gente na lista dos investigados
Mais de 50 agentes, entre promotores de justiça e policiais civis, militares e rodoviários federais participaram da operação Garoupa, que mobilizou os cinco Gaecos de Santa Catarina. “Esta é a quarta grande operação do Gaeco de Itajaí em 2015”, observou o promotor Jean Michel Forest, referindo-se a outras ações feitas em prefeituras da região: a Trato Feito, de Balneário Camboriú e a Parada Obrigatória 2 e a Dupla Face, na prefeitura de Itajaí.
A operação de ontem foi chamada de Garoupa porque, em algumas das escutas telefônicas foram feitas referências a notas de R$ 100. A cédula leva a estampa do peixe e, por isso, é apelidada pelo povão de “garoupa”.
Além de Giliard, Dedeca, Preto Vieira, Manoel Minatti e o vereador tucano Wesley, outros nomes também vazaram ontem. Entre eles o do empresário Francisco Haskel, Giliandro Reis (irmão de Giliard), o corretor de imóveis Tiago da Silva (o Tuca Bona) e o do comerciante Carlos Humberto Cruz (O Piti, ex-secretário de Planejamento Urbano da Prefeitura).
Eles teriam sido levados à força para dar depoimento e depois liberados. É a tal da condução coercitiva. Mesmo não sendo presos, também estão na mira do Gaeco. “Os conduzidos também são investigados”, afirmou o promotor Jean Forest.
Na construtora WF, uma funcionária disse apenas que “a gente não pretende se manifestar sobre isso enquanto tiver correndo o processo”. O corretor Tuca não estava ontem à tardinha na Bona Corretores de Imóveis, que pertence a seu pai. Também não atendeu ao telefone celular.
No escritório do advogado Sandro Schauffert, que é de Joaçaba e representa a família Reis, foi informado que ele estaria viajando para o litoral. Foi deixado recado e ele não retornou. Piti não foi encontrado pelo DIARINHO.
O prefeito Rodrigo Bolinha Costa (PSDB) não estava ontem na prefeitura. Segundo sua assessoria, ele estaria numa reunião da associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí-açu (Amfri). Através de uma secretária, o chefe de gabinete Marcelo Biazotto mandou dizer ao DIARINHO que hoje Bolinha concederá uma entrevista coletiva.
Bolinha responde na justiça a um processo. Ele é acusado pela procuradoria-geral do Ministério Público de fazer dispensas ilegais de licitações em pelo menos seis contratos. O procurador Fábio de Souza Trajano chega a pedir a prisão do prefeito e a cassação do mandato. O processo tá no tribunal de Justiça.
No final da tarde, a assessoria de comunicação da prefeitura encaminhou uma nota à imprensa, confirmando a operação do Gaeco. “A administração municipal colocou servidores à disposição dos policiais e toda a documentação solicitada foi disponibilizada de imediato”, informou a nota.
Quem são eles…
DEDECA
É assim que o pessoal chama o empresário Francisco Reis, pai do vice-prefeito Giliard Reis e do também empresário Giliandro. Dedeca tem salas comerciais pela cidade e também é dono do centro comercial Nicole Reis, uma espécie de shopping que fica na movimentada Meia Praia. Foi preso.

PRETO VIEIRA
O nome é Carlos Eduardo Vieira, mas quase ninguém o conhece assim. Já foi candidato a vereador pelo PMDB e é ex-secretário de Obras. Vivia com o prefeito Bolinha pra cima e pra baixo. É empresário da construção civil e já foi vereador, chegando a assumir, inclusive, a presidência da câmara. Foi preso.

VEREADOR LELÉ
O nome é Wesley Carlos da Silva. É do PSDB e arquiteto por profissão. Já assumiu mais de uma vez a secretaria de Planejamento Urbano da prefeitura. Lelé estaria fora da cidade. Algumas fontes dizem que ele estaria nos Estados Unidos. Outras que estaria no Mato Grosso. Ontem, seu gabinete ficou fechado depois da visita do Gaeco.

GILIARD REIS
Atual vice-prefeito. É hoje o grande nome do PMDB na cidade. Já foi duas vezes vereador. De 2011 a 2012 assumiu a presidência da Câmara de Vereadores de Itapema. A família tem imóveis espalhados pela cidade. Foi preso ontem de manhãzinha no condomínio de luxo Atlantic Paradise, na Meia Praia.

MANOEL MINATTI
É o carequinha de blusa amarela listrada. Empresário da construção civil da Itapema. É ligado à Construtora e Incorporadora Talita. Também foi preso num big condomínio de luxo ontem de manhãzinha. Uma funcionária da construtora disse ao DIARINHO que somente Talita Minatti, diretora da empresa e filha de Manoel, poderia se manifestar sobre a operação do Gaeco e que a empresária não se encontrava na empresa ontem à tardinha.

Povão deu com a cara na porta da secretaria de Planejamento
A comerciante Jussara Blemer, 50 anos, ontem tava soltando marimbondo pelas ventas. “Se tem ladrão, que levem pra cadeia, mas não pode é deixar uma secretaria da prefeitura fechada”, bufava, logo depois que chegou por lá, perto das quatro da tarde.
Na porta da secretaria de Planejamento Urbano tinha dois avisos. Um, escrito a canetão na placa da repartição, dizia que o horário de funcionamento era das 12h às 18h. O outro – que deixou Jussara revoltada – informava o seguinte: “Hoje não haverá atendimento”.
Jussara foi até lá pegar informações pra montar um pequeno comércio pra vender lanches. “Ia fazer um pedido de viabilidade do negócio”, contou ao DIARINHO.
Pouco antes, Daniana de Oliveira Santos, 32, e o cunhado Lucas Souza, 19, também deram c’a cara na porta da secretaria de Planejamento Urbano. “Vim pegar a vibilidade de uma lavação de carros. Precisava desse papel até amanhã, pra liberar a água e a luz”, disse.
Daniana e Lucas reclamaram que estão há semanas esperando pela documentação. “Já venceu um mês de aluguel e vai vencer o segundo e a gente ainda atrás desses papéis”, comentou a moça.
Esperar também é algo que Gustavo Trindade, 38, funcionário de um escritório de arquitetura, tem feito. “Eu vim ver por que um projeto tá mais de 30 dias e não sai”, revelou, logo depois de esbarrar com a secretaria fechada por conta da operação do Gaeco.
Gustavo nem tinha ideia do que acontecia. “Não sabia de nada. Pensei que hoje seria normal”, soltou. “Eu já sabia, vi pela televisão”, afirma Daniana, que mesmo assim não imaginava que o setor estaria fechado.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com