RIO DE JANEIRO
‘DEUS ESTÁ AQUI’
Sossegado num cantinho do camarote Número 1, o médium João de Deus, conhecido por atender personalidades e anônimos em Abadiânia (GO), assistia aos desfiles na segunda (27). “Deus está aqui”, repetia. “É uma energia linda, de festa, de espírito de colaboração. E que me alimenta também.”
Ele, que atendeu Lula durante o câncer do ex-presidente e esteve no hospital enquanto Marisa Letícia estava internada, dizia ter na memória a imagem do petista “muito triste” com a morte dela.
Diante da observação de que Lula vive dias difíceis, com as investigações da Operação Lava Jato e a perda da mulher, foi breve: “Deus escreve certo por linhas tortas”. E voltou a olhar o sambódromo. “A gente passa por tempos complicados, mas olha isto aqui. Mostra que o Brasil tem muito amor para dar.”
Logo ao lado, Beth Carvalho estava concentrada na avenida. “Tem nada que ter música. Tem que ter samba. E ponto final”, dizia, com a voz abafada pelas batidas eletrônicas tocadas no camarote. “São chatas… Mas na hora da avenida eles param. A avenida é soberana.”
A sambista, que usa uma cadeira elétrica para se mover e, sentada, desfilou na Mangueira, dava um pito no prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB). “Ele não veio nem abrir o Carnaval. Eu votei na Jandira [Feghali, do PCdoB]. Não espero muita coisa dele não. [João Doria, em São Paulo] é pior ainda. Faço parte do bloco fora, Temer. Para mim, só Lula lá.”

Gloria Pires, no camarote Rio, Samba e Carnaval, esperava pelo desfile de sua escola, a Portela. Neste ano, ela não desfilou –na próxima semana já começa a gravar na TV Globo, e preferiu se poupar.
A atriz voltou a virar hit na internet na noite do Oscar, no domingo (26). Espectadores lembravam dos comentários que ela fez no ano passado, na Globo, sobre a cerimônia. “Eu não vi. Foi muito tarde”, dizia Glória, que preferiu dormir neste ano durante a premiação.
“O que acontece é que na internet ninguém tem paciência de entender o que está acontecendo. As pessoas leem e já passam adiante. E aí vem os oportunistas”, dizia.

A ex-jogadora de basquete Hortência reclamava da falta de manutenção dos estádios e ginásios construídos no Rio de Janeiro durante a Olimpíada. “Não tá legal, né? São áreas que a gente precisa para desenvolver o esporte. Gastou-se uma grana e foi dinheiro jogado fora, porque agora esse legado não tá sendo aproveitado”, dizia ela.

Marcelo Freixo era abraçado pelos atores Humberto Carrão e João Vicente de Castro ao entrar no Folia Tropical, um dos espaços VIPs da noite. O deputado estadual pelo PSOL dizia não se encaixar em nenhuma categoria dos políticos ausentes na Sapucaí –nem a dos que temem vaias nem a dos que estão na mira da Lava Jato.
“Comigo não tem uma coisa nem outra. Não vinha antes porque ou era camarote de governo ou de cervejaria, e eu não queria nenhum dos dois.” Freixo foi para blocos de rua, como o Boi Tolo. Mas de máscara. “Senão é muita foto”, explicava, simulando com as mãos uma selfie.
Essas coisas em geral acontecem. No Carnaval as pessoas decidem o que elas quiserem.

PEDRO PAULO
‘POLITICAMENTE CORRETO TÁ UM SACO’
Candidato a prefeito do Rio no ano passado, o deputado federal Pedro Paulo (PMDB) foi um dos poucos políticos a botarem o pé na Sapucaí. Abraçado à atual companheira, Tatiana Infante, ele que passou a campanha eleitoral respondendo ao fato de ter agredido a ex-mulher, falou à coluna enquanto saía de um camarote.
Muitos políticos sumiram da Sapucaí…
Inclusive o prefeito, né? Ele [Crivella] tinha que vir aqui. Carnaval é muito mais que religião. É a maior expressão cultural nossa. É como se você convidasse alguém para uma festa e não aparecesse.
Os políticos estão com medo de vaias?
Os políticos estão mais comedidos, né? Em geral a vaia se concentra no prefeito, no governador. Para deputados, políticos de menos expressão, não tem tanto. A vida está um pouco mais chata, né? Com essa coisa de exposição, de você estar num camarote, de quem, convidado por quem. Tem um patrulhamento.
Como avalia Crivella?
Os governos quando começam têm a grande chance de surpreender positivamente. Por exemplo, o [João] Doria está fazendo muito. O Crivella não se preparou. Está muito perdido ainda.
O que o sr. teria feito diferente?
Primeira coisa é trabalhar mais. Ele está trabalhando pouco.
O que acha do veto às marchinhas politicamente incorretas?
Eu acho uma besteira. Isso é parte da cultura. Mas é claro que você tem uma evolução nossa como sociedade.
Algumas letras são consideradas machistas…
É, mas tem toda uma história do samba que se você trouxer para o tempo presente você não vai cantar mais nenhum desses sambas. Tem que analisar pelo contexto histórico da época, senão você mata culturalmente linguagens como o samba.
O que o sr. acha do politicamente correto?
Eu acho que tá um saco. Eu acho que tá muito chato, muito chato. Essa pós-verdade que a gente está vivendo…
E o movimento do “não é não”, que as mulheres criaram contra o assédio?
Eu acho que está demais. A gente tá vivendo uma hipocrisia coletiva. O Carnaval de tempos em tempos tem determinados costumes. Já houve essa questão do “não é não”, do beijo. Como o Carnaval tem uma pegada também muito sensual, então e

O ministro Henrique Meirelles, da Fazenda, vai depor em um dos processos da Operação Lava Jato. Ele foi convocado como testemunha de defesa de Lula. Falará em seu gabinete, em Brasília, no dia 7.
BOLA DIVIDIDA
Movimentos que apoiaram o impeachment e têm simpatia pelas medidas econômicas de Michel Temer já fizeram alerta ao governo: a reforma da Previdência está sendo massacrada mesmo entre aqueles que tenderiam a dar suporte aos ajustes.
CRUEL
Rogério Chequer, porta-voz do Vem pra Rua, é um dos que já fizeram o alerta. Ele conta que postou um vídeo, ao vivo, nas redes sociais defendendo mudanças na Previdência. Nunca recebeu tantas críticas de seus próprios simpatizantes, que chegaram a chamar a proposta de ato de “crueldade”. A página do movimento tem 1,5 milhão de seguidores.
O OUTRO
A conclusão de Chequer, que continuará defendendo mudanças: todos apoiam reformas, mas ninguém quer mexer no próprio bolso nem abrir mão do que já usufrui. A base do movimento Vem pra Rua, segundo ele, é de pessoas entre 40 e 50 anos, a maioria homens.
PEDREIRA
Os alertas, tanto de movimentos quanto de deputados, acenderam o sinal amarelo no governo. Antes confiante, parte da equipe de Temer começa a perceber que a reforma da Previdência vai ser ainda mais difícil de passar no Congresso, sem alterações, do que já se imaginava.
GOLEADA
Pesquisa feita na Câmara em dezembro mostrou que menos de 10 deputados se animaram a defender a reforma da Previdência, contra meia centena que fez ataques ferozes à proposta.
SERPENTINA
O ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) tirou folga de uma semana. Só deve voltar a Brasília depois do Carnaval.
FICHA LIMPA
Citado como autor que também poderia ter sido plagiado pelo novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, o procurador Cassio Juvenal Faria, de SP, diz que foi procurado por dezenas de pessoas antes mesmo da sabatina do Senado em que seu nome foi invocado. “Não existe isso”, afirma. “Eu já neguei mais de 10 vezes.”
FICHA LIMPA 2
Ele diz também ser preciso esclarecer que não há qualquer acordo judicial que o obrigue a negar ou a ficar em silêncio em relação ao assunto. “Nunca houve acordo algum”, afirma. Faria, que foi professor de Moraes, diz não entender como tantos rumores circularam sobre o tema, já que “nunca houve desentendimento” com o ex-aluno.
CORTE DE PAPEL
O “Diário Oficial” da cidade de São Paulo vai deixar de circular em sua versão impressa a partir de quarta-feira (1º), quando passará a ser publicado apenas na internet. Com a medida, a gestão João Doria estima que economizará mais de R$ 1,5 milhão por ano ou 30% dos gastos totais com a publicação.
TURBULÊNCIA
O Procon-SP aplicou à Latam, à Gol e à Azul multas que, somadas, chegam a R$ 9 milhões, por causa de problemas encontrados pelo órgão em fiscalizações no fim do ano. As companhias foram notificadas e responderam ao Procon, que decidiu manter as punições. Entre as principais irregularidades, os fiscais constataram mudança de horário de voo, falta de assistência, refeição e hospedagem e ausência de atendimento preferencial a idosos.
PODE OLHAR
Sob os holofotes desde que nasceu, Sasha Meneghel Szafir sempre foi avessa à imprensa. Decidiu se abrir mais agora, aos 18, para divulgar a carreira de modelo e estilista. Sob o olhar da mãe, Xuxa, ela posou para a “Glamour” no Japão.
Apesar de ter sido alfabetizada em inglês, ela diz à revista que todos percebem seu sotaque em Nova York, onde mora desde o ano passado. “Cheguei achando que meu inglês era perfeito, mas todo mundo percebe, não tem jeito.”

O mentalista israelense Lior Suchard fez uma apresentação na terça (21) com a presença do vice-presidente da Unilever Antonio Calcagnotto. Também compareceram ao show, no Ten Yad, no Bom Retiro, o empresário Alain Horn, o humorista Ben Ludmer e a consultora de arte Karina Pasmanik

A atual diretoria da Vale está se movimentando para tentar reverter a decisão do governo de alterar o comando da empresa. Murilo Ferreira, presidente da mineradora, quer ficar. Mas tem plano B para o caso de ter mesmo que sair: Clóvis Torres, diretor de recursos humanos da empresa e seu braço direito.
QUEM MANDA
Torres já circulou inclusive entre a bancada de deputados e senadores de Minas Gerais, que deve ter influência na escolha.
DE PESO
Outro nome seria o de Nelson Silva, que já foi da Vale e atualmente está na Petrobras. Ele teria apoio também do presidente da petrolífera, Pedro Parente.
LONGA LISTA
Vários outros nomes circulam desde sempre como opção “de mercado” para o cargo, como o de Tito Martins, que já foi da Vale e hoje está na Votorantim Metais, e o de José Carlos Martins, ex-diretor da mineradora.

LONGA LISTA 2
Rômulo Dias, diretor do Bradesco, que é sócio da Vale via Bradespar, também é citado como alternativa. Luciano Siani e Peter Poppinga, da própria mineradora, são outros que já entraram na lista de candidatos ao comando da empresa.
CESTA
Felipe Doria, filho do prefeito João Doria e de Bia Doria, vai passar uma temporada na Flórida (EUA). Aos 16 anos, ele foi admitido na IMG Academy, onde vai estudar e treinar basquete.
DÁ LICENÇA
O vereador Toninho Vespoli (PSOL-SP) vai tirar 30 dias de licença do cargo a partir de 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Em seu lugar assumirá a suplente Isadora Penna. A intenção é que, em março, a bancada do partido seja composta só por mulheres – a outra cadeira do PSOL na Câmara Municipal é da vereadora Sâmia Bomfim.
CADA CABEÇA…
A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania de SP manteve a condenação aplicada a Levy Fidelix (PRTB) pela Comissão Especial de Discriminação Homofóbica. Ele terá que pagar multa de R$ 25.700, segundo a decisão assinada pelo titular da pasta, Márcio Elias Rosa. Em 2014, quando concorria à Presidência, o político disse na TV que “aparelho excretor não reproduz”.
…UMA SENTENÇA
Fidelix teve negado o recurso que apresentou à comissão. Após a notificação, começa a contar o prazo de 15 dias para o pagamento. O político também responde a processo judicial sobre o episódio. Neste mês, a Justiça paulista acatou argumentos da defesa dele e suspendeu a decisão que o obrigava a pagar R$ 1 milhão de indenização por danos morais pelas afirmações.
MEDOS PRIVADOS
O acervo de casos relacionados à Lei Maria da Penha no estado de São Paulo cresceu 131% nos últimos quatro anos. Em 2013, havia 18.600 processos à espera de uma decisão e, no fim de 2016, a quantidade chegava a 42.900. No período, houve também mais sentenças proferidas pelos juízes –o total saltou de 5600 para 16 mil. Os dados são do “Anuário da Justiça São Paulo 2017”, que será lançado no dia 8 de março.
FERIDA ABERTA
O STJ (Superior Tribunal de Justiça) vai analisar um recurso especial em que a família brasileira do garoto Sean Goldman pede que o pai dele, o americano David Goldman, pague indenização por danos morais. O marido da mãe de Sean, já falecida, alega que David atacou a honra da família com a propagação de uma campanha difamatória na internet, em que o acusava de sequestro do garoto – trazido pela mãe ao Brasil em 2004 e alvo de uma longa disputa internacional por sua guarda.
ASSINATURA DIGITAL
Um dos idealizadores da Lei da Ficha Limpa, o ex-juiz Márlon Reis lança no dia 20 de março o aplicativo Mudamos, desenvolvido pelo ITS-Rio (Instituto de Tecnologia e Sociedade) para coletar digitalmente assinaturas para projetos de lei de iniciativa popular. Se for adotado, o app permitirá à Câmara dos Deputados e ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) checar a veracidade dos apoios mais rapidamente do que na versão em papel.

SORRISO PREMIADO
O dentista Fábio Bibancos foi condecorado na sexta (17) com o Colar de Honra ao Mérito Legislativo da Assembleia Legislativa, por seu trabalho à frente da organização Turma do Bem. O presidente da Casa, deputado Fernando Capez, e a juíza Domitila Manssur participaram da cerimônia.

O vereador Eduardo Suplicy, o ex-ministro José Gregori e os criadores do projeto São Paulo Invisível, André Soler e Vinicius Lima, foram homenageados com o Prêmio Santo Dias. A condecoração é entregue pela Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de SP. O presidente da comissão, deputado Carlos Bezerra Júnior, e o deputado Marcos Martins participaram da cerimônia, na segunda (20).

O veto da Polícia Federal a José Bonifácio de Andrada, cotado para o Ministério da Justiça, não é a única dificuldade a ser contornada para que ele assuma o cargo. O vice-procurador-geral da República é também um dos possíveis sucessores de Rodrigo Janot na chefia do Ministério Público Federal.
VETO 2
Andrada goza da confiança de Janot e é ainda um nome palatável para o governo de Michel Temer.
VETO 3
Já a PF resiste à ideia de ser comandada por um integrante do MPF. Os dois órgãos têm disputas históricas por poder e competência para investigar.
NOVO TEMPO
O Expresso 2222, camarote de Gilberto Gil e de sua mulher, Flora Gil, passará a cobrar entrada a partir de 2018.
NOVO TEMPO 2
O Expresso era um dos poucos camarotes que subsistiam apenas com patrocínios, recebendo somente convidados. No próximo ano, passará a adotar novo modelo de negócios. O mesmo ocorreu no Rio de Janeiro, com o camarote de José Victor Oliva. Antes patrocinado exclusivamente pela cervejaria Brahma, ele agora só terá apoio da Ambev e cobrará até R$ 4000 por ingresso já a partir deste ano.
PAIS E FILHOS
E Flora, que passa o comando do Expresso 2222 para Preta Gil em 2018, lançará novo espaço: o Expressinho 2222, de matinê para crianças.
FOCO NELES
A campanha do Ministério da Saúde de prevenção à Aids no Carnaval, que será lançada nesta terça (21) em Salvador, prioriza os jovens. Pesquisa de 2016 com estudantes de 13 a 17 anos indicou que eles estão iniciando a vida sexual sem proteção: 43% dos meninos e 31,3% das meninas não usaram camisinha na primeira relação sexual. A pasta distribuirá 74 milhões de preservativos masculinos e 3,1 milhões de femininos.
NEGATIVA
A Gaviões da Fiel teve o pedido de autorização para captar R$ 1,5 milhão pela Lei Rouanet reprovado pelo Ministério da Cultura. O dinheiro iria cobrir gastos da preparação para o desfile de Carnaval deste ano em São Paulo. O projeto foi indeferido porque a escola não esclareceu questionamentos feitos pelo MinC.
EM CASA
E a escola de samba Vai-Vai, que neste ano homenageia Mãe Menininha de Gantois, recebeu no fim de semana a mãe Carmem, que herdou seu terreiro na Bahia.Ela vai desfilar na escola e assistirá ao desfile das concorrentes no sambódromo, no camarote do advogado José Luis Oliveira Lima, que representa a agremiação.
VERSÃO BRASILEIRA
O filme “Dogville”, do diretor dinamarquês Lars von Trier, que tem formato inspirado em uma peça de teatro, vai ganhar uma adaptação para ser apresentada em palcos paulistanos. O espetáculo deve estrear ainda neste ano.
VIDA IMITA A ARTE
A atriz Leandra Leal gravou o filme “O Rastro” no mesmo hospital onde nasceu, no Rio Janeiro. O Beneficência Portuguesa estava sendo gradualmente desativado durante a filmagem do longa, que justamente conta a história de um hospital fechando. “Demos muita sorte com a locação”, diz o diretor J.C. Feyer. A produção teve que limpar e também desinfetar o prédio para evitar risco de contaminação.
TU VENS, TU VENS
O cantor pernambucano Alceu Valença comandou ao lado do parque do Ibirapuera no sábado (18) o bloco Bicho Maluco Beleza, que desfilou pelo terceiro ano em São Paulo. Uma das foliãs foi a atriz Marisa Orth.

A atriz Alessandra Negrini foi a musa do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, que saiu no domingo (19), na rua da Consolação, e tem o cantor Simoninha como puxador. Os atores Alexandre Nero, Maria Casadevall, Leandra Leal e Bruno Mazzeo participaram da festa. Também passaram por lá a cantora Fafá de Belém, o músico Otto e o escritor Marcelo Rubens Paiva

A conferência dos 2 milhões de assinaturas coletadas por integrantes do Ministério Público Federal para a iniciativa popular que propõe as “dez medidas” contra a corrupção checará apenas se os formulários foram preenchidos de maneira correta, com nome completo, endereço e número de documentos. Não haverá verificação da veracidade de todas as informações de cada pessoa junto aos cartórios eleitorais.
DO BEM
A Câmara dos Deputados partirá, portanto, da presunção de que ninguém se passaria por outra pessoa ou forneceria dados falsos na hora de assinar a proposta.
ESTACIONADO
Uma checagem via TSE (Tribunal Superior Eleitoral) seria mais segura, mas exigiria que as listas fossem enviadas a centenas de cartórios para a verificação de todas as informações de cada eleitor. A providência foi descartada para evitar que o projeto de lei ficasse paralisado por muito tempo na Câmara, num acordo que envolveu o presidente da Casa, Rodrigo Maia, e o ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal).

NA RUA
A coleta de assinaturas gerou polêmica, com críticos da iniciativa insinuando que muitas pessoas podem ter assinado sem nem sequer ler todo o texto e que poderiam até ter sido reunidas por sindicatos de camelôs.
LUGAR ERRADO
A ex-presidente do Conpresp (conselho municipal do patrimônio) Nadia Somekh critica a medida da Justiça de SP que determina que o prefeito João Doria não apague nenhum grafite sem consultar o órgão. “Não tem muito sentido porque o Conpresp trata apenas de bens tombados, o que não é o caso dos grafites. Então não é ele que tem que se manifestar”, diz a arquiteta, que presidiu o conselho durante a gestão Fernando Haddad.
QUE CHATO
Michel Temer ficou “amuado”, segundo interlocutores, com Carlos Velloso, que esnobou o convite para ser ministro da Justiça na sexta (17). Antes mesmo da negativa, o presidente já estava contrariado com declarações dele, que dizia ter sido chamado para “salvar o Brasil”.
DISCURSOS DIRETOS
Jurado do Prêmio Camões de Literatura, o professor Sérgio Alcides diz que o ministro da Cultura, Roberto Freire, “se confundiu ou foi mal assessorado” ao criticar Raduan Nassar, vencedor deste ano. Ao receber a distinção na sexta (17), o escritor fez um duro discurso contra o governo Temer. Freire então sugeriu que ele não deveria aceitar a honraria se considerava o governo que a concedeu ilegítimo.
DISCURSO 2
“O Prêmio Camões não é governamental, nem sequer é concedido por um só Estado, e sim por Brasil e Portugal, com participação dos países lusófonos da África. Não foi o governo Temer que deu o prêmio a Nassar”, diz Alcides.
OS JURADOS
O júri do prêmio é formado por dois representantes de Portugal, dois de nações africanas lusófonas e dois do Brasil. Estes são escolhidos pelo presidente da Biblioteca Nacional e têm mandato de dois anos. Alcides e a professora Flora Sussekind, a outra jurada brasileira, foram indicados ainda na gestão de Renato Andrade Lessa, nomeado por Dilma Rousseff e substituído em agosto por Helena Severo.
MOSTRE O QUE FAZ
A seleção feita pelo empresário britânico Simon Fuller (que criou o reality “Idol” e lançou as Spice Girls) para formar um grupo pop com talentos de vários países terá uma etapa na Escola de Atores Wolf Maya. A audição vai reunir alunos e ex-alunos entre 16 e 19 anos do curso do ex-diretor de novelas da Globo. Eles vão cantar e dançar sob o olhar de Yonta Taiwo, braço direito de Fuller, nesta terça (21).
TESTE RÁPIDO
O governo de São Paulo lança nesta segunda (20) um chamamento público para empresas interessadas em colaborar com o desenvolvimento de um teste para detecção de tuberculose. O exame utilizado hoje é importado, segundo a secretaria estadual de Saúde. O projeto faz parte de parceria do Estado com o governo britânico para inovações na área de saúde.

A advogada Flávia Andrade lançou o livro de crônicas “Vendo Cola para Corações Quebrados”, com fotos de Alex Athayde. Foram ao evento, na Livraria da Vila da Fradique, na terça (14), os advogados Martin Pose, Antonio Barbuto e Fernando Serec, acompanhado de sua mulher, Maria Serec.

A Spcine, agência paulistana de fomento ao cinema, suspendeu o edital que selecionou 30 curtas-metragens que seriam financiados por ela. A medida causa tensão entre produtores que já contavam com os recursos para executar seus projetos.
AMARELO 2
A Spcine afirma que foi orientada pelo TCM (Tribunal de Contas do Município) a tomar a medida. O órgão fez vários questionamentos sobre o processo de seleção dos filmes.
UM TEMPO
“Entendemos a preocupação dos realizadores”, afirma Raul Perez, da Spcine. “Mas a prefeitura não controla o TCM, ele é um órgão autônomo.” Segundo a empresa, a paralisação é temporária e o edital será continuado após esclarecimentos ao tribunal.
GENTE CHIQUE BEIJA NA BOCA?
 Nos salões ainda vazios do hotel Unique viam-se só os funcionários uniformizados que trabalhariam na quinta (16) no baile de Carnaval da “Vogue”, mas os andares superiores já eram pura agitação.

A atriz Mariana Ximenes, com o corpo besuntado, ocupava um dos quartos, cheio de sacolas e sapatos espalhados pelo chão. Famosas usam suítes do hotel (com diárias a partir de R$ 1100) para se arrumar para a festa. Grifes emprestam peças em troca de divulgação. A modelo Alessandra Ambrosio fazia um “esquenta” na suíte presidencial que era patrocinado por uma marca de vodca.

Neste ano, houve convites à venda – cem, segundo a organização, a R$ 2500 cada um. Os outros mil convidados foram chamados pela revista.

Aos poucos, celebridades ocupavam a pista. Autor de alguns dos figurinos da noite, o estilista pernambucano Walério Araújo aprovou a venda de convites. “O pessoal tá cada vez mais montado. Antes era truque: botava um vestido de marca e uma pluma. É bom porque a festa fica mais chique e a gente ganha mais!”, dizia. “A verdade é que ninguém quer pagar. A gente faz orçamento e a bicha fala: ‘Ah, eu tiro foto, divulgo’. Mas não quer pagar! Meu c…! [risos]”

A atriz Taís Araújo entra no elevador olhando no celular a foto que acabou de tirar. Reprova: “De lado parece que estou grávida”. Um andar abaixo, Luciana Gimenez posa no corredor quando seu amigo Matheus Mazzafera e a atriz Bruna Marquezine, ambos de roupão, passam na frente. “Ôôô seu filho da p…!”, grita a apresentadora, aos risos.

A 12 minutos do horário previsto para chegar ao evento, Anitta ainda está no quarto, com o estilista Amir Slama costurando sua calcinha. Ela pergunta as horas e decreta: “Vamos, gente. Não dá mais”.

No palco, a cantora rebola e pede animação. “Sei que aqui todo mundo tem que fingir que é rico! Mas rico também dança. Gente chique canta? Beija na boca? Pelo amor de Deus! Porque eu beijo!”, dizia, tentando entusiasmar a parte do público que parecia mais interessada em ver e ser vista do que em qualquer espetáculo. Anitta anuncia Durval Lelys (ex-Asa de Águia) no show. Meia dúzia de gatos pingados batem palmas. Ela diz ao cantor: “Esse é o muito barulho aqui da ‘Vogue’”.

O ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) assumiu de vez e está turbinando o chamado núcleo de comunicação estratégica do governo. Dele fazem parte integrantes de órgãos como a Secom (Secretaria de Comunicação), agências de publicidade e até profissionais que trabalharam na campanha de João Doria a prefeito de São Paulo no ano passado.
TÔ DENTRO
A TV Brasil também dá a sua contribuição, embora seja, em tese, uma emissora pública, independente do governo federal.
PEDREIRA
O tema central do núcleo de Moreira hoje é a reforma da Previdência. Uma das pesquisas analisadas pelo grupo mostra, por exemplo, que algo como uma dezena de parlamentares se animou, em dezembro, a defender para valer a proposta do governo, contra mais de 50 que a atacaram.
MAIS EMBAIXO
A ideia agora é convencer mais parlamentares a se engajarem na defesa da reforma, fornecendo a eles conteúdo além do argumento de sempre, de que há um rombo na Previdência.
MUNIÇÃO
Já para trabalhar nas redes sociais foi escalado Daniel Braga, que foi o responsável por essa área na campanha de Doria em São Paulo. Ele está mapeando todos os ataques à reforma para fornecer conteúdo a “influenciadores” que se disponham a defender o governo. Entre eles estão líderes de movimentos sociais e celebridades que defenderam o impeachment.
DOBRADINHA
Doria deu inclusive apoio à participação de Braga no núcleo de Moreira. Braga tem um contrato com a Fundação Ulysses Guimarães, ligada ao PMDB e presidida pelo ministro.
ROSA-CHOQUE
O material do cursinho para alunos de medicina MedGrupo, que prepara estudantes para ingressarem na residência em 123 cidades, está sendo alvo de polêmica entre estudantes. Helena Cohim, da UFBA (Universidade Federal da Bahia), fez várias postagens na internet, depois replicadas, denunciando conteúdo machista das apostilas adotadas.
PODRE
Em uma delas, por exemplo, uma menina portadora de vaginosa bacteriana é retratada em um desenho de uma mulher seminua com vários peixes em cima do corpo e um homem com nariz tapado. Um médico teria ficado “tão enjoado” que o diagnóstico seria evidente. Em outra narrativa, o cheiro de “peixe podre” faria com que a mulher não conseguisse “segurar namorado”.
NOVOS TEMPOS
O MedGrupo confirma a autoria do material, mas não comenta a polêmica. Em e-mail enviado à estudante, disse “contra a agenda do politicamente correto”.
BOLA PRETA
Criado na sequência da indicação de Alexandre de Moraes para o STF (Supremo Tribunal Federal) e com mais de 266 mil adesões, o abaixo-assinado contra a nomeação dele como ministro será protocolado na segunda (20) na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. A CCJ sabatina Moraes no dia seguinte.
BOLA PRETA 2
A mobilização, organizada por entidades como o centro acadêmico 11 de Agosto, da Faculdade de Direito da USP, fará ainda um ato no largo São Francisco na segunda. O grupo critica “declarações e posturas histriônicas e fortemente partidarizadas” de Moraes e a conduta dele em meio à crise penitenciária.
PERSISTÊNCIA DA MEMÓRIA
No ar em ‘Sol Nascente’ (Globo), a atriz Laura Cardoso, 89, cedeu fotos da juventude para a ‘Ocupação Laura Cardoso’, mostra em sua homenagem que será inaugurada no Itaú Cultural, em SP, no dia 22

Chico Buarque, Maria Bethania e Alcione foram alguns dos artistas que cantaram na quarta (15) no Show de Verão da Mangueira. Estiveram na plateia do Tom Brasil o apresentador Rafael Cortez e sua namorada, a relações-públicas Adriana Fernandes, o ex-deputado Gabriel Chalita e o estilista Sergio K. O ex-prefeito Fernando Haddad e sua mulher, Ana Estela, e o diretor do Instituto Itaú Cultural, Eduardo Saron, com a mulher, Thais Saron, também passaram por lá.

O governo estuda fórmulas de evitar que as empresas enquadradas no Simples Nacional tenham que pagar tributos previdenciários depois da reforma da Previdência. A comissão parlamentar que analisa as mudanças quer proibir toda e qualquer isenção de tributos previdenciários no país.
MULTIDÃO
O veto às isenções pode atingir em cheio cerca de 11 milhões de microempreendedores individuais (MEI) e microempresas que faturam até R$ 3,6 milhões por ano e aderiram ao Simples.
NA PRAIA
A primeira solução imaginada pelo deputado relator da reforma, Arthur Maia (PPS-BA), não vingou. Ela previa que o governo abrisse mão dos impostos desde que reembolsasse à Previdência. Isso foi feito no governo de Dilma Rousseff, que desonerou a folha de pagamento de alguns setores e devolveu R$ 17 bilhões ao INSS.
BATEU NO TETO
A ideia naufragou por causa do teto de gastos aprovado recentemente pelo Congresso. Com a regra, a devolução do dinheiro à Previdência seria contabilizada como despesa, ameaçando estourar o limite de gastos federal.
NOVA VIA
Já o veto às isenções a entidades filantrópicas deve prever um prazo de transição. Elas continuariam gozando do benefício por cerca de três anos, até que o governo encontrasse outra fórmula de beneficiá-las.
MAR DE GENTE
A avenida Paulista será liberada mais cedo para os carros nos próximos três domingos, por causa do Carnaval. A prefeitura vinha abrindo as pistas para o tráfego às 19h. Mas vai antecipar para as 16h para que a região não fique completamente travada, já que a rua da Consolação terá desfiles de blocos e também será bloqueada para veículos. Só o Acadêmicos do Baixo Augusta, que sai na Consolação neste domingo (19), deve reunir 300 mil pessoas.
GRANDE ESTILO
O produtor e guitarrista Nile Rodgers e a banda Chic vêm ao Brasil em setembro.Eles serão a atração principal do palco Sunset do Rock In Rio no domingo (17).
SONHO ANTIGO
Nile Rodgers, que já produziu astros como Madonna, David Bowie e Mick Jagger, era o sonho de consumo de Zé Ricardo, diretor artístico do Sunset. Desde 2011 ele tentava trazer Nile para o evento.
LINHA RETA
Cyro Laurenza, engenheiro civil e mestre em urbanismo pelo Mackenzie, será o novo presidente do Conpresp.
GRANDE DEMAIS
Claudia Raia alugou uma van para ir nesta quinta (16) ao baile de Carnaval da “Vogue”. Por causa de sua fantasia, a atriz vivia um dilema: como terá na cabeça um adereço em forma de chifres, ela não caberia em qualquer carro com a peça e o penteado pronto. O ornamento faz referência a capricórnio, o signo dela. A artista cogitava se hospedar no hotel Unique, onde será a festa, mas optou pelo veículo com espaço interno.
RUA DE GALA
Responsável pela fantasia de várias famosas no baile de Carnaval da revista “Vogue”, Walério Araújo vive dias de entra e sai no seu ateliê, no Copan. “A Carol Celico eu arrastei para a 25 [de Março] para escolher tecido. Ela quis levar até segurança. É melhor ver cor e textura ao vivo do que pelo celular”, diz o estilista. Ele vai à festa fantasiado de Elke Maravilha, com roupas e peruca que eram da própria artista, morta no ano passado.
DESBUNDE
O DJ Zé Pedro quer celebrar a diversidade nesta sexta (17) com a TransAvec, edição carnavalesca de sua festa Avec Elegance; a balada, no Club Jerome, terá a participação de artistas LGBT como o rappper Rico Dalasam.

A peça “Mulheres Ácidas”, com Marianna Armellini e Cris Wersom, teve pré-estreia na terça (14). Estiveram na plateia do Teatro Eva Herz os atores Marcelo Médici, Samara Felippo e Leopoldo Pacheco. Os palhaços Hugo Possolo e Marcio Ballas também compareceram.

O livro “Crime e Castigo”, de Dostoiévski, é um dos mais lidos por presos das penitenciárias de segurança máxima que querem obter abatimento de pena. Segundo levantamento do Ministério da Justiça, a obra aparece no topo do ranking da categoria filosofia, ao lado de títulos como “Ensaio sobre a Cegueira”, de José Saramago, e “Através do Espelho”, de Jostein Gaarder.
NO CÁRCERE 2
“A Menina Que Roubava Livros”, de Markus Zusak, também está entre as obras preferidas. Os presos têm redução de quatro dias da pena pela leitura de cada livro. Para receber o benefício, eles devem escrever uma resenha, que é avaliada. Cada detento pode participar do Projeto Remição pela Leitura até 12 vezes no ano, o que representaria 48 dias a menos na cadeia.
NO CÁRCERE 3
Desde 2010 foram produzidas 6004 resenhas nas penitenciárias de Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Norte e Rondônia.
NOVA FRENTE
O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ), que entrou com representação contra Alexandre de Moraes no Conselho de Ética da USP na segunda (13), pediu também que a PGR (Procuradoria-Geral da República) investigue o ex-ministro da Justiça, indicado por Temer ao STF (Supremo Tribunal Federal), pelo crime de violação de direitos autorais.
REPETECO
Moraes foi acusado de plágio após a Folha revelar que uma das suas obras tem trechos copiados de um livro em espanhol. Ele afirmou que “todas as citações do livro [de sua autoria] constam da bibliografia anexa à publicação”.
DÁ UMA MÃO
A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) vai encabeçar a ação judicial do Fórum Nacional pelos Direitos Culturais contra o governo. A entidade quer que a Caixa Econômica repasse ao Fundo Nacional de Cultura os 3% da loteria garantidos por lei para a área.
LICENÇA
O secretário municipal de Cultura de São Paulo, André Sturm, resolveu se afastar da direção do Caixa Belas Artes, do qual é sócio. Quando assumiu a secretaria, ele planejava permanecer no cargo de diretor de programação do cinema por não ver conflito de interesses. Mudou de ideia, contudo, para “evitar ilações e picuinhas”.
Sturm já comunicou os sócios da decisão e deve completar seu afastamento até abril.
ANTES TARDE
Após comentar a Olimpíada e ter um reality show com sua família na Fox Sports, o ex-jogador Oscar Schmidt começou a produzir quadros e entrevistas do seu “talk show” no canal. A atração, que tinha sido programada para estrear em outubro de 2016, finalmente vai sair do papel em março de 2017. Deve se chamar “Na Cesta com o Oscar”.
DOIS COELHOS
Os diretores Rubens Rewald e Sergio Roizenblit aproveitaram a ida para o Festival de Berlim para pesquisar locações na Alemanha. Eles vão filmar no país o longa “Segundo Tempo”, sobre um alemão radicado no Brasil que volta para a terra natal para resgatar sua história.
FORA DE LUGAR
Dois professores de escola pública de Sumaré, no interior do Estado, estão sofrendo processo administrativo por fazerem sexo na sala na aula, no horário do intervalo. A cena toda foi gravada por um dos alunos. Em sua defesa, a professora disse que estava no local contra sua vontade, pois o parceiro seria pai de santo e a teria obrigado a se relacionar com ele no local.

A chef Janaina Rueda recebeu convidados na festa Águas de Janaina, ao lado do marido, o também chef Jefferson Rueda, no Bar da Dona Onça. O cantor Thobias da Vai-Vai, o médico Sergio Timerman, o estilista Walério Araújo e as chefs Ana Luiza Trajano e Danielle Dahoui participaram do evento, na segunda (13).

FILHOS DA ARTE Nicette Bruno contracena com o filho, Paulo Goulart Filho, em “O Que Terá Acontecido a Baby Jane?”; o ator entra na nova temporada da peça, que começa nesta quarta (15) no Teatro Porto Seguro e vai até março.

A Fundação FHC e a Fundação Ulysses Guimarães, vinculada ao PMDB, entraram na mira da Receita Federal, que está vasculhando as contas das duas entidades há vários meses.
PORTA 2
Até agora, nenhuma irregularidade relevante teria sido encontrada. A fiscalização ainda não foi encerrada.
NÃO COMENTO
A Fundação FHC, em nota, afirmou que “recebeu um termo de diligência fiscal em abril de 2016”, mas não quis comentar o caso. A Fundação Ulysses Guimarães disse, por meio da assessoria de imprensa, que não iria se pronunciar sobre o assunto.
NÃO PODE
A Receita também investiga o Instituto Lula, que já foi autuado por “desvio de finalidade” por ter feito gastos que não poderia, já que é uma entidade sem fins lucrativos e, por isso, isenta de impostos.
PONTO DE VISTA
Lula não foi a favor da demissão da médica acusada de vazar uma leitura do diagnóstico de Marisa Letícia. Segundo interlocutores do presidente, ele defendeu que ela passasse por um curso de ética profissional, permanecendo no emprego.
CONSENSO
O advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira diz que a decisão de não ir para o Ministério da Justiça foi tomada de comum acordo entre ele e o presidente Michel Temer. Uma eventual nomeação, diz Mariz, “poderia engrossar o coro dos que apontam uma fantasiosa intenção do governo de barrar a Operação Lava Jato”. Ele já fez crítica às investigações. Além disso, tem clientes vinculados à empreiteira Odebrecht, que não poderia mais defender caso fosse para o cargo.
FECHADOS COM ELE
O Movimento de Defesa da Advocacia afirma que tentará fazer Temer mudar de ideia. A entidade divulga nesta terça (14) nota de apoio a Mariz para a Justiça por seu “inquestionável conhecimento técnico e jurídico” e capacidade de gestão.
DO PALCO À BANCADA
A convocação da cantora Claudia Leitte para depor na CPI da Lei Rouanet voltou a ser discutida após ela se negar a devolver R$ 1,2 milhão aos cofres públicos. O valor deveria ter sido depositado por causa de irregularidades encontradas pelo Ministério da Cultura em uma turnê dela financiada com a lei de incentivo.
BANCADA 2
A CPI já aprovou a convocação de uma representante da produtora de Claudia. A data do depoimento ainda será marcada, mas o convocado pode ficar em silêncio. “Se não falar, vamos convocar a cantora para dar explicações. Estou evitando ao máximo essa espetaculosidade, mas, diante da má vontade dos artistas com a comissão, será necessário”, diz o presidente da CPI, Alberto Fraga (DEM-DF).
BANCADA 3
O ministério determinou a devolução porque considerou que os shows descumpriram exigências como a de democratização de acesso. Claudia Leitte apresentou recurso, mas perdeu. O prazo legal para o pagamento já terminou, e o processo seguirá para o TCU (Tribunal de Contas da União). A cantora entrou na Justiça pedindo revisão do valor, considerado por ela “desproporcional”.
BANCADA 4
Nesta terça (14), a CPI decide se convida para depoimento o diplomata Sergio Paulo Rouanet, que elaborou a lei. Também será votada pelos deputados a convocação do secretário de Estado da Cultura de São Paulo, José Roberto Sadek, e dos ex-titulares da pasta Marcelo Araujo e Andrea Matarazzo.
DUPLA FESTA
A ex-jogadora de basquete Hortência fui uma das convidadas da festa de aniversário do relações-públicas Helinho Calfat e da modelo Talytha Pugliesi. A atriz Bia Seidl também participou da comemoração, no sábado (11), no Morumbi.

A peça “O Duelo”, com os atores Camila Pitanga, Paschoal da Conceição e Vanderlei Bernardino, abriu no sábado (11) a 4ª Mostra Petrobras Premmia de Teatro. Estiveram na plateia do Auditório Ibirapuera a produtora Luciana Lima e os atores Igor Angelkorte, namorado de Camila, e Roberto Curan

O número de técnicos da Cinemateca vai cair pela metade a partir do contrato de gestão que será firmado com a Acerp (Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto), a organização escolhida pelo Ministério da Cultura para administrar a entidade.
ENXUTO
Após a demissão de dezenas de funcionários na gestão do ministro Marcelo Calero, a instituição estava funcionando com 42 técnicos em regime de contrato temporário. O número agora vai ficar entre 20 e 25. O novo acerto em tese garante mais estabilidade aos funcionários, mas a diminuição de pessoal preocupa os conselheiros da instituição.
NA LUTA
Apesar da crise de pessoal e do incêndio no prédio há um ano, os técnicos da Cinemateca, responsável por preservar o acervo audiovisual brasileiro, se desdobraram para manter o ritmo de duplicações emergenciais para preservação. Foram cerca de 500 mil metros de rolos de filmes e áudio, a mesma média de anos anteriores.
DE VOLTA
A Polícia Federal devolveu ao ex-presidente Lula os discursos que ele fez em seus dois mandatos de presidente. Manteve apreendidos, no entanto, objetos como o telefone celular de Marisa Letícia e os iPads dos netos do casal.
MEU NÚMERO
A gestão Geraldo Alckmin quer aumentar de 26 para 30 o número de conselheiros do Condephaat. Uma nova cadeira seria ocupada pelo Instituto de Engenharia e três por empresas estaduais: Cetesb, Emplasa e CDHU. Com isso, o governo aumenta sua participação no órgão de 10 (38%) para 13 conselheiros (43%). Em dezembro, a gestão cogitou diminuir o número de postos das universidades (hoje são 12), mas desistiu após reação do conselho.
QUALIDADE
A secretaria estadual de Cultura diz que recomendou ao governador a adição das quatro novas cadeiras com o objetivo de “dar maior qualificação técnica às decisões”.
MICROFONIA
O Procon-SP autuou as empresas responsáveis pela turnê da cantora Mariah Carey no Brasil. As multas, que somadas devem passar de R$ 500 mil, são por prática abusiva. Os shows da americana seriam em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre em novembro e foram cancelados. Segundo o órgão, a Stage Entertainment, a Lens Events e a Ingresso Rápido não devolveram o valor dos ingressos aos consumidores.
MICROFONIA 2
A Stage diz que não houve descumprimento e que está dentro do prazo de defesa. A empresa culpa uma produtora chilena pelo cancelamento da turnê latino-americana, o que gerou “graves prejuízos financeiros e de imagem à Stage”. A Ingresso Rápido diz que, mesmo já tendo repassado o dinheiro às produtoras, está ressarcindo os clientes e estuda processar as empresas. A Lens não respondeu.
NA FRENTE
O MIS (Museu da Imagem e Som) vai receber de junho a agosto a mostra “Steve Jobs, o Visionário”, sobre o fundador da Apple. O arquiteto italiano Ico Migliore, que criou o projeto do Museu Fryderyk Chopin, em Varsóvia, vai supervisionar a montagem da exposição interativa, que será trazida ao Brasil pela agência FullBrand.
PRONTUÁRIO
Mais de 23 mil processos de cidadão exigindo do Estado o fornecimento de remédios chegaram ao Tribunal de Justiça de São Paulo em 2016. Com o crescimento da judicialização da saúde, o TJ lança nesta segunda (13) o projeto Acessa SUS, em parceria com Secretaria de Estado da Saúde, Defensoria e Ministério Público. A central vai tentar agilizar os atendimentos para evitar a abertura de ações.

O chef e apresentador Henrique Fogaça lançou seu livro “Um Chef Hardcore” na quinta (9), na Livraria da Vila da alameda Lorena. Passaram por lá a editora Vanessa Guazzelli, o empresário Adolpho Schaefer, e os estudantes Matheus Burigo e Valentina Schulz, ex-participantes do programa “MasterChef Junior”. 

O presidente Michel Temer segue avaliando nomes para o Ministério da Justiça. Nos dois últimos dias, em conversas em seu gabinete e em SP, o presidente afirmou estar sensível ao pleito de parlamentares de Minas Gerais, que querem indicar um conterrâneo para o cargo com o argumento de que o Estado está mal representado no governo.
QUEIJO MINAS
Temer fez elogios a um mineiro, Carlos Velloso, 81, ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) que até o senador Aécio Neves (PSDB-MG) já tinha indicado para o cargo ainda quando o governo era interino. Mas há dúvidas se ele suportaria um “fardo tão pesado”, nas palavras de um conselheiro de Temer.
QUEIJO MINAS 2
Parlamentares mineiros indicaram um colega, o deputado Rodrigo Pacheco, do PMDB, para o cargo.
MAIS UM
No meio da semana, Temer disse que a escolha seria “pessoal” e consultou líderes de partido sobre o nome do advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, seu amigo de velha data.
TEORIAS MARGINAIS
O estudo apresentado pela gestão João Doria ao Ministério Público para justificar o aumento de velocidade das marginais foi feito no ano passado por um consultor particular, e não pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). O órgão apenas avalizou o documento em janeiro, quando já era subordinado à atual gestão.
FAZ-TUDO
O consultor contratado foi o engenheiro Sebastião Ricardo, posteriormente nomeado diretor de planejamento da CET por Doria. Essa é justamente a área que valida estudos. Ou seja, funcionários chefiados por Ricardo estiveram entre os responsáveis por aprovar o projeto que ele mesmo havia elaborado quando estava fora do órgão.
SINAL VERMELHO
O documento recebeu críticas de especialistas como o engenheiro Sergio Ejzenberg, que inclusive foi contra a decisão de Fernando Haddad de reduzir as velocidades.
NA LINHA
Em nota, a CET diz que a atuação de Sebastião Ricardo foi regular e que é natural que especialistas que ajudaram na transição ocupem cargos no governo. Afirma que a validação do estudo contou com a participação de 37 técnicos e foi assinada por outros dirigentes da CET. E defende a metodologia do estudo, que “consta nos mais variados relatórios de órgãos internacionais”.
VASSOURINHA
O empresário Marcos Arbaitman confirmou ao prefeito João Doria sua presença no mutirão de limpeza marcado para este sábado (11) nas avenidas São Luís e Ipiranga, no centro. Arbaitman, que também é do Conselho Municipal de Gestão do Turismo, bancou a revitalização de canteiros na São Luís e tem planos de patrocinar a reforma da praça Dom José Gaspar.
ESTÁ SÓ COMEÇANDO
A empresária Ana de Sá, o estilista Alexandre Won e a publicitária Duda Derani estiveram no ensaio para o Carnaval do bloco Gueri-Gueri, na quarta (8), no Traço de União. O advogado Joel Thomaz Bastos, a arquiteta Daniela Kurc e a empresária Aninha Gonzalez também passaram por lá.

O cônsul-geral de Portugal em São Paulo, Paulo Lourenço, e sua mulher, Mafalda, receberam na terça (7) o prefeito João Doria em jantar nos Jardins. Também compareceram o secretário municipal de Relações Internacionais, Julio Serson, o empresário Miguel Setas, o embaixador Affonso Massot e o advogado Fernando Prado Ferreira.

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu que a pessoa que se separa e permanece no imóvel que era do casal tem que pagar aluguel para o ex até que a partilha seja finalizada.
FATURA
A decisão se estende para qualquer outro bem, como um carro, por exemplo. Muitas vezes uma parte seguia usufruindo do patrimônio comum sem ressarcimento à outra parte.
CARA A CARA
O presidente Michel Temer deve conversar com o advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira nas próximas horas, em São Paulo, segundo interlocutores dele no governo.
CONSELHO
Nesta semana, Temer fez várias consultas em Brasília para saber como seria recebida a nomeação de Mariz para o Ministério da Justiça.
FOGO AMIGO
O nome de Mariz foi bem aceito em Brasília. Integrantes do círculo íntimo do presidente em São Paulo, no entanto, torcem o nariz com a possibilidade.

PLANO B
Outro nome que circulou como opção para a Justiça foi o do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). “Ele seria aplaudido por todos nós e ainda liberaria a liderança do governo [que hoje exerce] para saciar o PMDB”, confirma um senador tucano. Aloysio, no entanto, diz que não tem interesse no cargo.
ESPADA
Uma eventual nomeação de Aloysio Nunes Ferreira teria repercussão, já que ele responde a inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) ligado à Operação Lava Jato.
PENEIRA
O convite para o ministro da Cultura, Roberto Freire, depor na CPI da Rouanet foi substituído, por enquanto, por uma conversa informal. O requerimento para convidá-lo foi retirado porque deputados querem antes saber as mudanças na lei que Freire pretende anunciar. “Alterações precisam passar pelo Congresso”, diz Alberto Fraga (DEM-DF), presidente da CPI.
NA HISTÓRIA
Na audiência em que foi testemunha de defesa de Paulo Okamoto, presidente do Instituto Lula, sobre o acervo presidencial do ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso provocou risos ao contar histórias pitorescas de presentes trocados entre mandatários do mundo.
GAFE
Numa ocasião, ele recebeu um presente e logo depois, sem perceber, deu de volta o mesmo objeto ao convidado.
QUE LINDO
Em outra, presenteou a rainha Elizabeth 2ª com um pato com bico de prata. Ela perguntou “que pássaro é esse?”. FHC, sem graça por não saber, disparou: “É um jaburu [ave branca de cabeça preta, mas também gíria que significa pessoa muito feia]”. A rainha adorou o nome.
REPETECO
A curadora da Fundação FHC, Danielle Ardaillon, disse que, ao visitar outros acervos pelo mundo, descobriu que os mesmos presentes dados a Fernando Henrique eram entregues também a vários outros chefes de Estado, como adagas e quadros.
MALAS PRONTAS
A intenção do brasileiro de viajar nos próximos seis meses cresceu de 19,1% para 22,7%, na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo pesquisa do Ministério do Turismo. De fevereiro a julho, haverá três feriados prolongados. A expectativa é que ocorram até lá 4,8 milhões de viagens, movimentando R$ 9,7 bilhões.
MALAS 2
Os destinos nacionais são o objetivo de 79,9% dos potenciais viajantes. E aumentou o número de pessoas que pretendem se deslocar de ônibus, em vez de carro ou avião.
NOVA TEMPORADA
A peça “Playground”, protagonizada por Lara Hassum e Mateus Monteiro, reestreou na segunda (6). A atriz Miriam Mehler e o diretor Roberto Lage estiveram na plateia do Viga Espaço Cênico, em Pinheiros, onde o espetáculo fica em cartaz até o dia 28 deste mês.

A apresentadora Sabrina Sato, a atriz Fernanda Paes Leme e a empresária Iara Jereissati estiveram na pré-estreia do filme “50 Tons Mais Escuros”, na quarta (8), no Cinépolis do shopping JK Iguatemi. Também passaram por lá as atrizes Giovanna Lancellotti e Manuela do Monte e as modelos Michella Cruz e Carolina Brandão.

O clima entre acionistas da OAS e executivos que podem aderir à delação premiada está tenso em alguns casos. Há divergências, por exemplo, em relação ao papel de cada um nos crimes a serem detalhados às autoridades, entre outros problemas.
TUDO CALMO
O azedume não inclui Léo Pinheiro, ex-presidente da empresa que está preso em Curitiba (PR) e já tinha começado a negociar um acordo de pré-delação que acabou suspenso pelo Ministério Público Federal.
HISTÓRICO
Processo semelhante ocorreu com alguns dos 77 executivos da Odebrecht que aderiram à colaboração. O problema foi superado após meses de negociações internas.
NÃO DÁ
O Vem pra Rua, um dos movimentos que lideraram manifestações pelo impeachment em 2016, discute convocar atos contra “a sequência de fatos em que o governo Michel Temer e sua base estão trabalhando em defesa da impunidade”, diz o porta-voz Rogerio Chequer. O grupo está “extremamente descontente” com a indicação de Alexandre de Moraes para o STF (Supremo Tribunal Federal) e a possível ida de Antonio Cláudio Mariz de Oliveira para o Ministério da Justiça.
NÃO DÁ 2
Para Chequer, Moraes é um problema porque vem de um cargo de confiança e Mariz porque criticou a Operação Lava Jato. Entram na conta da insatisfação também a “criação de três ministérios da noite para o dia” e a nomeação de Moreira Franco como ministro. “Foi atribuição de foro privilegiado. Temer disse que é por mera formalidade. Então para que nomear?”
EM CASA
Depois de passar 51 dias internada e de enfrentar seis cirurgias, a mulher do ex-ministro Guido Mantega, da Fazenda, saiu do hospital. Ela vai se tratar do câncer em casa, com um home care.
BALANÇO
A Bienal Internacional de Arte de SP calcula que o dinheiro movimentado na cidade pelo evento em 2016 foi de cerca de R$ 300 milhões.
CRESCE A FOLIA
O site de hospedagem Airbnb projeta, com base no ritmo de reservas, um aumento de 187% no número de hóspedes em São Paulo no Carnaval, em comparação com 2016. A plataforma permite o aluguel de quartos e casas diretamente de pessoas físicas.
BISTURI
Entre as atrações do 18º Simpósio Internacional de Cirurgia Plástica, voltado a profissionais da área, está a transmissão em tempo real de oito cirurgias. “Os presentes poderão tirar dúvidas na hora com os cirurgiões”, diz o médico Carlos Uebels, da organização do evento, que ocorre de 17 a 19 de março.
BISTURI 2
Uma das novidades que serão apresentadas no encontro é a prótese de silicone com chip. O dispositivo, minúsculo, contém informações médicas sobre a cirurgia, como data e tipo da prótese, e sobre o paciente, como tipo sanguíneo. Os dados podem ser consultados antes de novos procedimentos ou até no caso de acidentes.
SETOR PRIVADO
Beto Vasconcellos, ex-chefe da área jurídica da Presidência e ex-secretário nacional de Justiça, vai se associar aos advogados Pierpaolo Bottini e Igor Tamasauskas – os três trabalharam juntos no Ministério da Justiça, em Brasília. Ele atenderá empresas interessadas em sistemas de compliance (medidas anticorrupção) ou de setores regulados pelo poder público.

A mostra “Anita Malfatti: 100 Anos de Arte Moderna” foi aberta na terça (7), no MAM-SP, com a presença da consultora de moda Gloria Kalil, do empresário Paulo Proushan e da vice-presidente do Instituto Victor Brecheret, Cidô Brecheret. Também participaram do evento Paula Azevedo, coordenadora do MAM, e a historiadora Maria Lúcia Segall.

Os atores Dalton Vigh, 52, e Camila Czerkes, 34, vão trabalhar juntos pela primeira vez depois do nascimento de seus filhos gêmeos, David e Arthur, em 2016. Eles estão ensaiando o espetáculo “Uma Peça por Outra”, que comemora os 30 anos do Grupo Tapa.” Foi em uma peça da companhia que o casal se conheceu, em 2009. “No palco estamos relembrando o que fez a gente se apaixonar”, diz Dalton.

O MEC decidiu prorrogar a consulta pública sobre mudanças no Enem. Até agora, 352 mil pessoas enviaram sugestões e opiniões. O número é considerado irrisório perto dos cerca de cinco milhões que fazem a prova anualmente.
NO AR
A consulta terminaria no dia 10. Deve ficar no ar por mais 10 dias.
CANETA
A possibilidade de os estudantes usarem computadores para fazer a prova do Enem segue enfrentando resistências.
GOSTEI
Michel Temer estava de certa forma aliviado nesta terça (7) com a repercussão na imprensa e nas redes sociais da indicação de Alexandre de Moraes para o STF (Supremo Tribunal Federal). Disse a interlocutores que esperava coisa pior.
QUERO PAZ
Entre os motivos alegados por Temer para que ele escolhesse Moraes está o de que, além de evitar descontentar os ministros de outra corte, o STJ (Superior Tribunal de Justiça), que também estavam no páreo, ele evitou tirar um deles de lá. Com isso, afastou nova guerra, para indicação de um substituto.
RECEITA
Os partidos estão retomando a discussão da criação de um fundo eleitoral para financiar com dinheiro público campanhas em todo o país já a partir de 2018. Pelas contas iniciais, ele poderia chegar a R$ 5 bilhões.
RECEITA 2
Em 2016, quando a ideia foi lançada, o valor necessário era estimado em R$ 3 bilhões.
CARGA PESADA
Após levantamento apontar que o trabalho infantil matou 187 crianças e adolescentes no Brasil em oito anos, o MPT (Ministério Público do Trabalho) prepara campanha sobre o tema. Com a participação do cantor Daniel, da dupla Chitãozinho & Xororó e da ex-jogadora Hortência, a mobilização será lançada nesta sexta (10) em redes sociais.
EM ABERTO
Cerca de 50 funcionários da área de produção audiovisual que trabalharam na campanha de João Leite (PSDB) à Prefeitura de Belo Horizonte ainda não foram pagos. Diretores, produtores, assistentes e técnicos deveriam ter recebido em novembro de 2016 pelo trabalho no segundo turno.
EM ABERTO 2
A dívida do candidato apoiado pelo senador Aécio Neves com a maioria dos prestadores de serviço acabou sendo assumida pelo PSDB de BH, que prometeu o pagamento em parcelas, começando em janeiro –mas os profissionais relatam que nada caiu em suas contas. O diretório municipal do partido diz que “os valores devidos estão sendo paulatinamente pagos”.
SÓ PAGANDO
A gestão João Doria decidiu que quem quiser comer ou beber no camarote da Prefeitura de SP no sambódromo terá que comprar os produtos. Uma licitação para contratar a empresa que vai operar o bufê foi aberta. A concorrente que apresentar o menor valor será escolhida. Nem água e café serão de graça.
A COR MAIS QUENTE
Atração principal do baile de Carnaval da “Vogue”, Anitta vestirá uma roupa exclusiva feita por Amir Slama. O estilista usou o fogo e o signo da cantora, áries, como referências para o modelo, que é vermelho com tons alaranjados. O evento, no dia 16, terá o tema “Lady Zodiac”. Em 2015 Anitta foi ao baile fantasiada de Michael Jackson.
NÃO SOU UM MUSICAL
A atriz Claudia Raia convidou a escritora Thalita Rebouças para escrever uma peça reunindo histórias da série infantojuvenil da autora. O marido da atriz, Jarbas Homem de Mello, vai dirigir o espetáculo “Fala Sério, Gente!”, que abre audições em março em São Paulo. Segundo o diretor, a montagem “será musicada, mas não é um musical”.
ESQUENTA COM SAMBA
O Acadêmicos do Baixo Augusta fez ensaio com roda de samba no domingo (5), no Club Homs, na av. Paulista. Passaram por lá o empresário e apresentador Alê Youssef, um dos fundadores do bloco, e a rainha de bateria do grupo, a atriz Alessandra Negrini. A cabeleireira Gabriela Assumpção e a advogada Mara Natacci também circularam pelo evento.

O cantor Ney Matogrosso passou na sexta (3) por São Paulo com a turnê “Atento aos Sinais”, da qual participam os músicos Everson e Aquiles Moraes. Os empresários Alvaro Garnero e Vinícius Tobal estiveram na plateia, no Espaço das Américas, na Barra Funda. Também compareceram a compositora Sandra Peres e o estudante Thiago Alves.