Home Colunistas Pingando nos Is Salve-se a “Arca”!

Salve-se a “Arca”!

– Na busca de assunto encontrei o artigo de autoria de Deonísio da Silva, Diretor do Instituto da Palavra & Professor, “A honra perdida na arca de Noé” onde o autor comenta o romance denominado “A honra perdida de Katharina Blum”, do escritor alemão Heinrich Böll, Prêmio Nobel de Literatura de 1972, lançado em 1974 e levado ao cinema no ano seguinte, com direção de Volker Schlöndorff e Margarethe von Trota.
– O artigo se estende por significativo relato do aludido romance e conclui por resumir, em duas significativas frases, o motivo do comentário: “No Brasil e no mundo, nós todos viajamos numa Arca de Noé, onde os acontecimentos são noticiados de um modo muito confuso. Viajam conosco muitos bichos, alguns demasiadamente furiosos e irresponsáveis, querendo fazer afundar a arca de qualquer jeito. Entre nós, viajam várias Katharinas com sua honra perdida”.
– Valendo-me da oportuna imagem bíblica, diria que neste país, nuvens negras descem sobre a Arca. As forças do mal se reúnem objetivando a eliminação da Operação Lava Jato, fazendo cessar as operações que, pela primeira vez, combatem os tais “crimes institucionais” que há séculos saqueiam o Brasil.
– Os bandidos estão em todos os poderes, em diversos partidos e instituições. Armaram uma estratégia na qual um de cada vez dispara seus “ataques”, deixando desnorteados aqueles que “ousaram” desafiá-los. Seus mísseis estão chegando de diversas direções, demonstrando que a reação, ora em execução, foi muito bem planejada.
– Quem não se lembra dos “aloprados” que compraram um dossiê falso do então candidato José Serra (2006); posteriormente (2008), outro dossiê fajuto, contra Fernando Henrique Cardoso e esposa, organizado por Erenice Guerra (secretaria executiva de Dilma Rousseff então Chefe da Casa Civil), numa tentativa de encobrir a farra dos “cartões corporativos” que escandalizava nos noticiários.
– Recentemente – 2018 – a campanha do petista Fernando Haddad, tentou incriminar seu oponente, por crime eleitoral, baseando-se tão somente em notícia de jornal sugerindo que empresas haviam comprado pacotes de “disparos” de mensagens contra o aplicativo WhatsApp. Acabaram tendo sua farsa desmascarada em todas as oportunidades.
– Revela-se assim um grupo useiro e vezeiro em práticas espúrias sempre que fatos ou atuações possam atrapalhar seus “caminhos” não vacilando em promover “armações” levianas contra seus adversários. – Tudo indica que os tais “vazamentos”, obtidos criminosamente por hackers num aplicativo de celular, copiando conversas entre autoridades, não passam de mais uma sórdida tentativa de desestabilizar o governo e investigadores.
– Basta registrar como se alteram as condutas dos homens: “Preso por acessar mensagens de autoridades, Walter Delgatti Neto (fonte do jornalista), responde ainda por estelionato, apropriação indébita, furto qualificado e tráfico de drogas”.

alvarobrand
Bacharel em Direito, mestre em Ciência Jurídica, na área de concentração em fundamentos do direito positivo, pela Univali.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com