Home Colunistas Pingando nos Is Micro político infeccioso…

Micro político infeccioso…

No estudo das ciências sociais, mais especificamente da sociologia, “uma sociedade (do termo latino societas que significa “associação amistosa com outros”) é o conjunto de pessoas que compartilham propósitos, gostos, preocupações e costumes, e que interagem entre si constituindo uma comunidade”.
No estudo das ciências naturais, especialmente na biologia, “o corpo humano é uma máquina perfeita e que funciona a partir da atuação conjunta de diversos sistemas. Assim como todos os seres vivos, com exceção dos vírus, os seres humanos possuem seu corpo formado por células, que formam tecidos, os quais formam órgãos, que, por sua vez, formam sistemas”.
O corpo humano é formado por um conjunto de diferentes sistemas, que trabalham de maneira coordenada garantindo o funcionamento do organismo como um todo. Esses sistemas são formados por órgãos, os quais são constituídos por tecidos, que são formados por células. Sendo assim, como qualquer ser vivo, os seres humanos são organismos dotados de células, mais precisamente de células eucariontes (com núcleo definido).
O corpo humano é dividido em três partes básicas: cabeça, tronco e membros superiores e inferiores.
Tais afirmações científicas são propositadamente alinhadas objetivando insinuar que ocorrem diversas coincidências entre a estrutura social e aquela biológica.
Senão vejamos: sendo a primeira “o conjunto de pessoas que compartilham propósitos, gostos, preocupações e costumes, e que interagem entre si constituindo uma comunidade”, o outro também “é formado por um conjunto de diferentes sistemas, que trabalham de maneira coordenada garantindo o funcionamento do organismo como um todo”.
Ambas apresentam três partes básicas: uma, população, governo e espaço e cabeça, tronco e membros, a segunda. Tudo para que possam atuar na busca da sua finalidade de existir.
Desta forma, por se assemelharem, ambas estão sujeitas a enfermidades e até mesmo ao desaparecimento por força de males estranhos às suas estruturas tais como infecções.
Infecções oportunistas são infecções causadas por micro-organismos que em pessoas com imunidade normal, geralmente não chegariam nem a causar doenças. Mas em organismos com imunidade baixa, podem causar infecções geralmente muito graves, podendo levar a óbito.
Lembro a lição quando agora, na oportunidade da chacina de Suzano, o petista José Guimarães disse que o ataque é resultado do “clima de ódio e de violência instalado no país” e Luiza Erundina, do PSOL, escreveu no Twitter que acha “um absurdo a incompetência desse governo de SP, que não garante segurança sequer nas escolas do Estado” e Gleisi Hoffmann disparou: “Toda solidariedade às vítimas da escola de Suzano. Tragédias como essa resultam do incentivo à violência e à liberação do uso de armas. O Brasil precisa de paz”.
Vade retro, “micros políticos” e seu oportunismo infecto.

alvarobrand
Bacharel em Direito, mestre em Ciência Jurídica, na área de concentração em fundamentos do direito positivo, pela Univali.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com