Ponto de vista

“Um socialista é mais do que nunca um charlatão social que quer, usando um conjunto de panaceias e todos os tipos de remendos, suprimir as misérias sociais, sem fazer o menor dano ao capital e ao lucro.”
Engels

O neoliberalismo é uma aberração em termos intelectuais: pretende aplicar critérios do liberalismo, a uma economia dominada por megaempresas e monopólios. Para fazer passar a sua agenda ideológica os propagandistas do neoliberalismo dizem que não faz sentido falar em “esquerda” e “direita”. Claro que se referem ao “arco da governabilidade”!
Não deixa também de ser curioso ver certos grupos que argumentando com a “unidade da esquerda” se fragmentam, evidenciando alguma retórica, mas pouca capacidade de organização. Definem um conjunto de boas intenções, mas não soluções para as suas causas.
Ser de esquerda, é ter uma posição em relação ao capital. Não permitir o domínio do capital sobre a sociedade. É a relação com o capital que assinala uma posição de esquerda, é portanto uma posição política de poder, uma relação que afirma a soberania de uma sociedade não capitalista.
Não será política de esquerda defender a “democracia liberal”, que sempre consistiu na repressão das classes trabalhadoras e na desigualdade. Não será ser de esquerda, destruir, pelas privatizações, a economia mista definida na Constituição. Ser de esquerda, não é certamente enfraquecer o Estado, tornar inútil ou ineficiente o controle público sobre as grandes empresas.
Não será política de esquerda considerar que as contradições antagônicas do capitalismo podem ser resolvidas por uma reforma fiscal.
Pode-se ser de esquerda sem se assumir como marxista. O que não se pode, na nossa opinião, é pretender ser-se de esquerda e simultaneamente antimarxista. Sem o marxismo não é possível entender cabalmente o funcionamento do capitalismo nem a dinâmica das suas crises.
Ser de esquerda será também lutar pela unidade patriótica e popular contra o neoliberalismo fascinante, impulsionado pelas estruturas da UE. Será, também, garantir a iniciativa popular dentro e fora do parlamento, e lutar para que o socialismo seja uma realidade numa República Democrática.

valdir izidoro silveira
Valdir Izidoro Silveira é engenheiro agronômo, jornalista e especialista em Planejamento e Desenvolvimento Regional-ILPES/CEPAL/ONU-IPARDES-PR.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com