Cacalhada!

Faz falta, nesse momento dramático e crítico da vida nacional, a pena, a caneta, os sarcásticos editoriais do saudoso advogado e jornalista, o amigo Dalmo Vieira, fundador do DIARINHO.
Com seu estilo inconfundível, irreverente, invocado, “desbocado” para alguns, Dalmo sabia com sabedoria, com firmeza, com contundência descrever e analisar o que acontecia na seara política local, do nosso estado e também nacional.
Dalmo não tinha papas na língua e, muito menos, pruridos moralistas nas suas escritas. Se tivesse de xingar alguém, chamava de corno, de viado, de puto, etc etc. Era o seu estilo; como o povão gosta e entende. Dizem os falsos moralistas que era um linguajar chulo…
Depois de tudo o que está acontecendo na nossa(?) poilítica pergunto: alguém tem moral para criticar o que o Dalmo escrevia? Não, não e não…
Se vivo estivesse, estaria espinafrando toda essa caterva de corruptos, chantagistas e negocistas que pululam nos governos, nas câmaras de vereadores, nas prefeituras, nas assembleias legislativas e, infelizmente, no Congresso Nacional.
As recentes denúncias contra Aécio e o vice-traidor teriam editorial, escrito pelo veio Dalmo, no mais alto estilo da esgrima ferina e mortal contra esses dirigentes e parlamentares que emporcalham – com todo o respeito aos porcos – a política brasileira.
Dalmo escreveria ESSA CACALHADA envergonha a nossa política!

(*) Valdir Izidorto Silveira é engenheiro agrônomo

valdir izidoro silveira
Valdir Izidoro Silveira é engenheiro agronômo, jornalista e especialista em Planejamento e Desenvolvimento Regional-ILPES/CEPAL/ONU-IPARDES-PR.
Compartilhe: