Home Colunistas Coluna Histórias de Itajaí Nomes de ruas antigas de Itajaí [parte 2]

Nomes de ruas antigas de Itajaí [parte 2]

Muitas ruas de Itajaí poderiam ter nome único para facilitar a vida de taxistas e usuários em geral. É o caso da via que sai da Samuel Heusi em direção a Cabeçudas. Ela inicia como rua Felipe Schmidt e vai recebendo diversos nomes ao longo do trecho: Camboriú, Georg Tzaschel, Ernesto Schneider, Francisco Canziani, Juvêncio Tavares d’Amaral, finalizando no Morro do Farol como Rua Samuel Heusi Júnior. Ainda no centro da cidade temos uma via que inicia na João Bauer com o nome de Rubens de Almeida, no cruzamento com a Marcos Konder passa a se chamar Gil Stein Ferreira e no cruzamento com a Felipe Schmidt recebe o nome de Olímpio Miranda Júnior.
Itajaí tem diversas ruas com trajetos bastante curtos, como é o caso da rua Cônego Dr. Raulino Reitz, nos fundos do herbário, com pouco mais de 40 metros de extensão. Por outro lado, temos ainda diversas ruas que poderíamos manter a denominação de ‘rua geral’. No perímetro urbano temos a José Pereira Liberato que sai do Itamirim margeando o Rio Itajaí-Mirim terminando na Promenac, já na Barra do Rio. Mas ela não é a maior rua de Itajaí. No lado Norte temos a Rua Bruno Vicente da Cruz, na Volta Grande, com mais de sete quilômetros de extensão; enquanto no lado Oeste temos a rua Virgílio Cadore, com mais de 10 quilômetros, iniciando na rodovia Antonio Heil, passando pelas comunidades de Arraial dos Cunha, Laranjeiras e Campeche.
De uns tempos para cá ficou muito difícil a prefeitura aceitar mudar o nome de uma rua porque as implicações burocráticas e comerciais são gigantescas. O máximo que ocorre é um loteamento ser inaugurado com as ruas numeradas e, depois, servindo de moeda político-eleitoral para vereadores e prefeitura, vão gradativamente recebendo seus devidos epônimos. Nessa confusão ocorre de Itajaí ter duas ruas denominadas de São Paulo e duas ruas homenageando a mesma pessoa: Travessa Kobarg e Bubi Kobarg.
Nos últimos tempos as escolas têm estimulado seus alunos a perguntarem aos mais velhos: quem foi ‘fulano de tal’ que empresta seu nome à rua em que moro? Quem foi José Pereira Liberato, Virgílio Cadore, Antonio Heil, Raulino Reitz, Olímpio Miranda Júnior, Ernesto Schneider, Georg Tzaschel, Samuel Heusi, Bruno Vicente da Cruz, Vascondelos de Drummond, Lauro Müller? Um trabalho bem interessante, porque convenhamos, se não fosse para preservar a memória do homenageado então que a rua José Pereira Liberato continuasse a se chamar rua do Jacaré ou rua dos Alemães.

Muitas ruas de Itajaí poderiam ter nome único para facilitar a vida de taxistas e usuários em geral. É o caso da via que sai da Samuel Heusi em direção a Cabeçudas. Ela inicia como rua Felipe Schmidt e vai recebendo diversos nomes ao longo do trecho: Camboriú, Georg Tzaschel, Ernesto Schneider, Francisco Canziani, Juvêncio Tavares d’Amaral, finalizando no Morro do Farol como Rua Samuel[...]Assine o Diarinho
Conteúdo ilimitado do site por apenas
R$ 0,53 por dia no plano anual.
Se já possui cadastro ou é assinante faça o login
Acesso a 10 matérias por mês.
Faça o cadastro e tenha acesso a
10 matérias por mês.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com