Home Colunistas Memórias & Fatos Normélio Pedro Weber

Normélio Pedro Weber

Em todo setor que atua ele tem sempre um rumo certo para o sucesso. Maestro, professor e Superintendente da Fundação Municipal de Cultura de Itajaí, ele ainda atua nas ações do governo municipal. É, sobretudo, um conselheiro. Natural da cidade gaúcha de Frederico Westphalen, ele veio para Itajaí em 1981 e passou a dirigir o Coral da Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento. Maestro de fina harmonia, logo passou a reger também o Coral da Univali e ali se fez professor. Foi inclusive professor no Colégio Salesiano. Na Univali exerceu o magistério durante 30 anos, sendo 25 como maestro do Coral. Apesar de tanta atuação, ele procurou aperfeiçoar-se cada vez mais aprimorando seus estudos. Fez mestrado em sociologia na Universidade de Santa Catarina (UFSC) e Doutorado em História Social pela USP. Foi uma correria e muito esforço para conciliar trabalho e estudos – com muitas viagens a São Paulo para fazer cursos na Universidade. Por tantos conhecimentos, foi indicado para prestar assessoria na Prefeitura Municipal. É o homem dos sete instrumentos. Na visita que me fez, acompanhado do empresário João Manoel da Silva, mostrei-lhe o livro ‘2020 ITAJAÍ 200 ANOS’ e ele logo interessou-se a levar a efeito a ideia de comemorar a data história de Itajaí pela fundação e oficializando Antônio Menezes de Vasconcelos Drummond como fundador. Assim se resgata 40 anos onde se conta 30 da atuação de Agostinho Alves Ramos como colonizador. Nesses 40 anos, inclusive, se destaca a fundação de Blumenau e também a colonização de Ilhota. Organizado e conhecedor das necessidades do povo, o professor Normélio – que não quer ser chamado de doutor – está sempre às voltas com projetos em pauta para ser executado. Influente também no Poder Legislativo do município, tem o dom de sugerir ideias para aprovação de importantes projetos. Tive o prazer em participar de formaturas com os reitores Edson Vilella, José Roberto Provesi e Mário Cesar Santos – e lá estava o Maestro Normélio abrilhantando o evento na regência do Coral da Univali. Uma vez muito especial foi na formatura em Odontologia de minha neta Clarissa. À frente da Fundação Municipal de Cultura, Normélio Pedro Weber é o homem forte na administração do Prefeito Volnei Morastoni.

Em todo setor que atua ele tem sempre um rumo certo para o sucesso. Maestro, professor e superintendente da Fundação Municipal de Cultura de Itajaí, ele ainda atua nas ações do governo municipal. É, sobretudo, um conselheiro. Natural da cidade gaúcha de Frederico Westphalen, ele veio para Itajaí em 1981 e passou a dirigir o Coral da Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento. Maestro de fina harmonia, logo passou a reger também o Coral da Univali e ali se fez professor. Foi inclusive professor no Colégio Salesiano. Na Univali exerceu o magistério durante 30 anos, sendo 25 como maestro do Coral. Apesar de tanta atuação, ele procurou aperfeiçoar-se cada vez mais aprimorando seus estudos. Fez mestrado em sociologia na Universidade de Santa Catarina (UFSC) e Doutorado em História Social pela USP. Foi uma correria e muito esforço para conciliar trabalho e estudos – com muitas viagens a São Paulo para fazer cursos. Por tantos conhecimentos, foi indicado para prestar assessoria na prefeitura Municipal. É o homem dos sete instrumentos. Na visita que me fez, acompanhado do empresário João Manoel da Silva, mostrei-lhe o livro ‘2020 ITAJAÍ 200 ANOS’ e ele logo interessou-se a levar a efeito a ideia de comemorar a data histórica de Itajaí pela fundação e oficializando Antônio Menezes de Vasconcelos Drummond como fundador. Assim se resgata 40 anos onde se conta 30 da atuação de Agostinho Alves Ramos como colonizador. Nesses 40 anos, inclusive, se destaca a fundação de Blumenau e também a colonização de Ilhota. Organizado e conhecedor das necessidades do povo, o professor Normélio – que não quer ser chamado de doutor – está sempre às voltas com projetos em pauta. Influente também no poder Legislativo do município, tem o dom de sugerir ideias para aprovação de importantes projetos. Tive o prazer de participar de formaturas com os reitores Edson Vilella, José Roberto Provesi e Mário Cesar Santos – e lá estava o Maestro Normélio abrilhantando o evento na regência do Coral da Univali. Uma vez muito especial foi na formatura em Odontologia de minha neta Clarissa. À frente da Fundação Municipal de Cultura, Normélio Pedro Weber é o homem forte na administração do prefeito Volnei Morastoni.

Memórias & Fatos
Cláudio Bersi de Souza é um escritor, romancista, historiador e cronista brasileiro. Considerado o mais prolífico autor de Penha, Bersi começou a publicar nos anos 1980, após uma carreira como marinheiro em embarcações pesqueiras. Seu primeiro livro foi lançado em 1984, "Um beijo na Tempestade". A esses se seguiram "Uma Luz na Solidão" (1988), "Muralhas de Água" (1992), "Penha: A história para Todos" (1995), "Pirajá" (1999) e "Piçarras de Todos os Tempos" (2000).
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com