Home Colunistas Meio Ambiente Por uma vida melhor

Por uma vida melhor

Feliz de quem viveu na época que podia tomar banho no rio, beber água da fonte, colher frutos do pé, andar descalço e correr na chuva. Na atualidade, isso é privilégio pra poucos.
A modernidade, o desejo de viver na cidade, o anseio de uma vida melhor e mais promissora vem acompanhado de uma série de circunstâncias. Como diz o velho clichê: nem tudo são flores. Viver na cidade significa ter tudo e ter nada ao mesmo tempo.
Em uma cidade encontramos empresas, indústrias, comércio para todos os gostos e bolsos, restaurantes diversificados, universidades, shopping, supermercados. Possibilidade de uma grande carreira profissional, de ganhar muito dinheiro e tantos outros anseios do homem. Mas, encontramos também, falta de infraestrutura para atender bem os habitantes, falta de saneamento básico, trânsito caótico, filas, pessoas estressadas, invasões, falta de vagas nas creches, saúde pública um caos, falta de segurança.
As casas escondem-se por detrás de muralhas de concreto, moradores tem que investir em segurança privada. Um passeio com a família em um parque ou praça, uma caminhada pela cidade pode ser um grande perigo. Estamos cada vez mais trancados em nossas residências, filhos alienados em celulares, computadores e vídeo games, porque as brincadeiras de rua deram lugar aos veículos e bandidos.
Os rios que outrora abrigavam peixes tinham águas límpidas e propiciavam a muitos um delicioso banho ou pescaria, deram lugar à poluição. Lixo, esgoto, efluentes industriais, margens ocupadas pelas invasões, pelas plantações, pelo gado. Terrenos baldios ocupados por montanhas de lixos. Água de má qualidade ou até mesmo a falta dela. Cada vez mais agrotóxicos para produção dos alimentos. Onde está a qualidade de vida?
Muitas pessoas têm refletido a respeito de uma vida mais simples, menos estressante e com qualidade. Alguns até se dividindo entre as tarefas profissionais da cidade e a vida no campo, mexendo na terra, produzindo o próprio alimento, vendo os filhos correr e brincar livremente. Não estou dizendo que devemos debandar para a zona rural, não é isso, mas, precisamos rever nossos conceitos, nossas prioridades. Não devemos permitir que a rotina nos acomode, não podemos viver no piloto automático. Precisamos refletir, parar, pensar, agir, exigir nossos direitos enquanto cidadãos.
Não deixe a vida passar em branco, não seja apenas mais um na multidão.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com