Home Colunistas Coluna Roberto Azevedo O rescaldo vem aí com novidades

O rescaldo vem aí com novidades

O rescaldo vem aí com novidades

Antes de entrar em férias, o secretário Paulo Eli (Fazenda) conversou no fim da tarde desta quarta (11) com o governador Carlos Moisés da Silva sobre o projeto de rescaldo que contempla setores da economia (cerâmica vermelha, café, água mineral e alguns pontos do têxtil) que ficaram de fora das outras normas que reinstituíram a política de incentivos fiscais.
A matéria deve aterrissar em breve na Assembleia, o que pode ser ainda esta semana, e alguns outros assuntos estão em pauta, principalmente setores que, mesmo enquadrados nas novas faixas de incentivo, perderam com a novas alíquotas, por saírem da cesta básica, por exemplo a erva-mate beneficiada, que será estudada pelo secretário e técnicos da pasta, ou ainda o da água mineral.
Os deputados Valdir Cobalchini (MDB), Marcos Vieira (PSDB) e Milton Hobus (PSD) conversaram com Eli ao lado de empresários ervateiros sobre o assunto e uma saída poderá ser desenhada, enquanto nos bastidores é grande a pressão do agronegócio por conta de outro assunto, o da Tributação Verde sobre os agrotóxicos.

A NOVA CPMF DERRUBA O PRIMEIRO
O ministro Paulo Guedes (Fazenda) foi correndo tranquilizar o mercado e o Congresso ao dizer que não existe proposta de Reforma Tributária finalizada pelo Palácio do Planalto ao confirmar a demissão do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra (foto). O agora ex-colaborador do governo Bolsonaro era um defensor ferrenho do imposto sobre movimentações financeiras, que não traz nenhuma lembrança positiva aos brasileiros. Cintra já havia até tratado de alíquotas para o novo tributo, 0,2% para uso de cartões de débito e crédito, e de 0,4% para as demais operações financeiras, apresentadas um dia antes de sua saída pelo secretário-adjunto da Receita, Marcelo Silva. A repercussão foi tão mal recebida por empresários, parlamentares e outros segmentos da sociedade, que não restou outra saída para Guedes, cortar o “mal” pela raiz.

As novidades
Fármacos, autopeças e veículos sairão da substituição tributária pelas mãos da Secretaria da Fazenda de Santa Catarina. A exemplo do que já ocorreu com os vinhos produzidos no Estado ou o que deve ser encaminhado para a água mineral, o movimento deve aumentar a competitividade com o vizinho Rio Grande do Sul.

Bola de neve
Alertado pelos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o Planalto entendeu que se insistir na nova CPMF poderá amargar grandes revezes no Congresso. Isso em meio à discussão da Reforma da Previdência e da Reforma Tributária.

Foi feio
Deputado conservador, Bruno Souza (sem partido) foi ao campus da UFSC, em Florianópolis, mostrar a greve de alunos sob o argumento de que faltam recursos a partir dos cortes efetivados pelo governo federal. Ao criticar um grupo que defendia Lula Livre, o parlamentar e o jornalista Guto Kuerten, assessor do deputado, foram agredidos e xingados por militantes, uma situação que leva à reflexão: a livre manifestação é consagrada pela Constituição, tanto a favor de Lula quanto contra a paralisação de alunos de 71 dos 107 cursos, mas ir a um local de protestos para bater de frente com quem está lá é deveras questionável.

Do episódio
Bruno gravou o antes e durante da agressão em vídeo e registrou boletim d ocorrência na Delegacia de Polícia do Bairro Saco dos Limões, na Capital.
O deputado e o assessor fizeram exame de corpo de Delito, no IGP de Florianópolis, no início da noite. O assunto não deve para por aí.
Quer assistir ao vídeo, acesse https://www.facebook.com/BrunoSouzaSC/videos/612205895976193/

Azedou
A relação dos demais deputados da Frente Parlamentar de Defesa das Regiões dos Municípios Alto, Médio Vale e Foz do Rio Itajaí com o deputado Rivcardo Alba, líder do a Assembleia, que preside o grupo na Assembleia. Milton Hobus (PSD), Ivan Naatz (PV) e Jerry Comper (MDB) não gostaram da condução da reunião dos prefeitos da região com o governador Carlos Moisés, na última sexta, para a qual não teriam sido convidados, e em que o emedebista só entrou na conversa por interferência do colega Luiz Fernando Vampiro, líder da bancada do MDB, caso contrário só Alba estaria presente.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com