Home Colunistas Coluna Roberto Azevedo Bolsonaro cancela visita a Santa Catarina

Bolsonaro cancela visita a Santa Catarina

Bolsonaro cancela visita a Santa Catarina

Roberto Azevedo

O presidente Jair Bolsonaro não virá à inauguração do novo terminal do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, no sábado, como havia anunciado o governador Carlos Moisés da Silva, mas mantém a agenda para participar da abertura da Oktoberfest, dia 9 de outubro.
A viagem aos Estados Unidos para abrir a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, em Nova York (EUA), que provoca desgaste, e a recuperação de uma cirurgia para corrigir uma hérnia no local do ferimento à faca, pelo atentado que sofreu em 6 de setembro de 2018, em plena campanha eleitoral, foram decisivos para o adiamento.
Bolsonaro também inauguraria estande de tiro da Academia da Polícia Rodoviária Federal, no Norte da Ilha de Santa Catarina, onde não está descartada a presença do ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), que fará palestra, na segunda (dia 30), em evento promovido da Acaert, no Tribunal de Justiça.

Comemoração
Os 30 anos da Constituição Estadual serão comemorados no próximo dia 1º de outubro com sessão solene na Assembleia. Ex-deputado constituinte e ex-conselheiro de Contas, que também foi secretário estadual (Educação, Casa Civil, Cultura, Esporte e Turismo, entre outros), Salomão Ribas Júnior lançará o livro Transparência e Participação, pela Editora Dois por Quatro.

De quem conhece
Vereador e ex-prefeito de Balneário Camboriú por três vezes, não é por estar na oposição ao prefeito Fabrício Oliveira (PSB) que o ex-governador Leonel Pavan (PSDB) deixa de reconhecer o status de cidade economicamente viável, construída ao longo dos anos. Para retirar o balneário famoso da estatística de municípios à beira da falência, Pavan lembra que a prefeitura tem orçamento de mais de R$ 1 bilhão, R$ 100 milhões em superávit, até agora, com arrecadação de R$ 3 milhões por dia e os R$ 200 milhões em caixa da Emasa.

Não pouparam
Na esteira da retaliação contra a ação da Polícia Federal contra o senador Fernando Bezerra (MDB-PE), o Congresso derrubou 18 vetos do presidente Jair Bolsonaro à Lei de Abuso da Autoridade, fato que motivou pesadas críticas de magistrados, promotores e procuradores de Justiça e da República e das polícias judiciárias. Mas ganhou o reconhecimento do presidente da OAB de Santa Catarina, Rafael Horn, que aplaudiu os parlamentares pela manutenção do artigo que assegura as prerrogativas da advocacia, cuja violação, a partir de agora, passa a ser crime, o que considera ser a própria cidadania brasileira a maior beneficiária com a medida.

A DUPLA 100
Os deputados Marcos Vieira (PSDB) e Milton Hobus (PSD) chega a causar calafrios ao governo do Estado quando articula na Assembleia Legislativa. Democracia é isso aí, necessita de oposição ou de posições que contraditem quem está no poder, principalmente os dois parlamentares, que estiveram ao lado dos últimos governadores. A atuação em conjunto, muitas vezes, na Comissão de Finanças e no plenário, já está sendo conhecida como a Dupla 100. Fácil de entender na matemática da política: MV 45 mais MH 55 é igual a 100.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com