Home Colunistas Coluna Fato&Comentário 70 anos da festa de São Cristóvão

70 anos da festa de São Cristóvão

Tem hoje início, sexta-feira, dia 5 de julho, a tradicional Festa de São Cristóvão e dos Motoristas, na Paróquia do bairro de Cordeiros. Ela se estenderá até domingo, quando às 9 horas haverá missa festiva, seguida da procissão motorizada.
Com a programação deste ano de 2019, festa e procissão de São Cristóvão e dos Motoristas estão a completar 70 anos. Elas, portanto, são mais antigas do que a paróquia de Cordeiros, que tem só 51 anos.
A iniciativa de se adquirir a imagem de São Cristóvão e realizar sua festa e procissão, conforme notícia do Jornal do Povo, de 7 de agosto de 1949, coube à União Beneficente dos Chauffeurs Amadores e Profissionais de Itajaí, então presidida por Júlio João Severino da Rosa, chaufeur de praça, como então eram chamados os taxistas. Motorista, com se vê, era chamado pelo termo francês “chauffeur”.
A primeira festa e procissão se realizaram em 13 de agosto de 1949. Àquela data se comemorava na época o dia do motorista. Agora, é 25 de julho, dia de São Cristóvão. A programação, segundo o Jornal do Povo, teve início na véspera com a recepção e bênção da imagem de São Cristóvão, que é a mesma que hoje está na Matriz de Cordeiros, adquirida pela União Beneficente dos Chauffeurs. Seguiram-se, no dia 13, missa e comunhão dos volantes; romaria ao cemitério, para homenagem aos sócios falecidos; lanche para os filhos de sócios, no Clube Atiradores; procissão, às 17 horas e encerramento festivo com grande churrascada, às 19h30, no mesmo Clube dos Atiradores.
Da primeira procissão, de 1949, duas fotografias históricas existentes no Arquivo Público de Itajaí, mostram a imagem de São Cristóvão sendo conduzida em carreata pelas ruas do bairro da Vila Operária e sua chegada em frente à Matriz do Santíssimo Sacramento, na altura em obras, sendo recepcionada pelo vigário, Padre Vendelino Hobold.
São registros históricos importantes de uma das mais antigas manifestações religiosas da cidade, fruto da fé e da religiosidade católica dos leigos de Itajaí, que a modernidade felizmente não fez sucumbir.
O autor deste artigo, desde de abril, buscou contato com o pároco de Cordeiros para dividir com ele estas informações históricas, que a seu juízo julga relevantes. De modo que constasse do programa de 2019 os 70 anos da festa. Mas foi em vão. O pároco de São Cristóvão, talvez fazendo jus a seu padroeiro, estava sempre em trânsito!… Não se encontrou, nem deu retorno ao recado deixado.
O programa da Festa de São Cristóvão e dos Motoristas, de 2019, perdeu este registro histórico: 70 anos. Uma pena!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com