Home Colunistas Coluna Existir e Resistir Itajaí de frente para o mar

Itajaí de frente para o mar

A vida da nossa cidade e região é regida pelo mar. Talvez por muitos anos, te­nhamos esquecido deste importante detalhe. Ao nos afastarmos do oceano, ini­ciamos um longo processo de empobrecimento das ob­jetividades e subjetividades que envolvem nossas exis­tências. Os mais rápidos e inescrupulosos, mesmo sen­do minoria, passaram a nos governar.

Tal situação se impôs na razão direta do controle da produção das riquezas, as­sim como também da sua consequente acumulação concentrada nas mãos de poucos.

Certamente que as elites desses grupos não negligen­ciaram com as potencialida­des existentes no mar. Ra­cionalizaram o controle dos bens de produção e impuse­ram um modo de vida mar­cado pela fartura para pou­cos, estes abrigados nas tradicionais famílias, verda­deiros clãs que se revezam no comando político e eco­nômico da cidade.

Entretanto, é necessário dizer que, dentre os operá­rios e demais trabalhadores, sempre residiu um insisten­te núcleo de insatisfação política que, mesmo perse­guidos, nunca abdicou dos sonhos libertários, tão in­tensos e fortes, a ponto de influenciar as gerações fu­turas, hoje aqui represen­tadas, herdeiros dos sonhos de velhos combatentes, tra­balhadores dos portos, das escolas, do comércio e de outras categorias, com des­taque para os históricos di­rigentes sindicais.

A sua esperança consis­tia na inclusão social dos trabalhadores e seus filhos, desejosos de dignidade, pro­piciada por bons salários, educação, cultura e demo­cracia para todos.

Eram essas suas buscas, vinculadas às dádivas e de­safios oferecidos pelo mar. Fosse na estiva, nas embar­cações de transporte ou de pescados, nos estaleiros ou em outras atividades agre­gadas à atividade marítima, sempre havia um sonho de operário inconformado!

Cá estamos, formalizan­do grandes acontecimentos, que darão robustez à luta política de emancipação, ampliando as forças demo­cráticas e progressistas da nossa cidade e região.

Hoje estamos contribuin­do com os vários debates das questões raciais, atra­vés do CONEGI (Conselho do Negro de Itajaí), da se­cretaria da Promoção da Ci­dadania, da Câmara Setorial de Culturas Afro Brasileira, que nos permite enfrentar o racismo, o preconceito e as discriminações de gêne­ro e raça. Estas são nossas lutas, inspiradas pelo balan­ço, pelo cheiro, pela rique­za, beleza e promessas tra­zidas pelo mar.

Conceição Pereira- Con­selheira titular da Câmara Setorial de

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com