Queda anunciada

Coluna Esplanada

Queda anunciada

Antes do desgaste causado pela eventual recriação da CPMF, a queda de Marcos Cintra do comando da Receita Federal já era “previsível” por auditores fiscais. Desde que foi nomeado, Cintra enfrentou resistências e duras críticas da categoria. A insatisfação dos auditores aumentou depois do que chamam de “ingerência política” por parte do presidente Jair Bolsonaro e integrantes da cúpula do governo que ameaçaram mudanças em cargos estratégicos do órgão no Rio de Janeiro e em outros Estados. Com agravante da investigação e afastamento de auditores, determinado por liminar do ministro Alexandre de Moraes, por causa da investigação que faziam de 133 contribuintes, entre eles o ministro do STF Gilmar Mendes, escolhidos aleatoriamente com praxe no órgão. A omissão de Cintra em defender os servidores pesou contra sua imagem na Receita.

Pego na calçada
Márcio Lobão, o filho do ex-senador Edison Lobão, preso pelo Rio, tinha hábito de sair bem cedo para caminhar na praia, a fim de evitar policiais batendo a campainha.

Quase lá
O PSC respira aliviado. Índio da Costa, o ex-deputado federal preso pela PF por suspeita de corrupção nos Correios, estava com ficha pronta para se filiar.

Quase lá 2
A cúpula do DEM já tem uma carta pronta, em tom elegante, na qual solicita ao deputado Luis Miranda a sua desfiliação. O acusado de estelionato não sabe se explicar.

Que PEC?
Se depender do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, a PEC que torna obrigatória a lista tríplice na escolha do Procurador Geral da República permanecerá parada na Casa. A Coluna antecipou que, após a indicação de Augusto Aras para a PGR, procuradores passaram a pressionar senadores para que a proposta volte a ser discutida e votada.

Cerco no salão
Indagado por procuradores, Alcolumbre tem se limitado a afirmar que desconhece a proposta: “Tem essa PEC?”. O presidente do Senado tem elogiado as “credenciais” de Aras e atua para acelerar a sabatina e a aprovação do nome indicado por Bolsonaro.

Perigo da cacofonia
No “Simpósio de Prevenção ao Suicídio e Automutilação”, na Câmara dos Deputados, o ministro da Saúde, Luiz Mandetta, anunciou o CAP TEEN, centro de assistência psicológica aos jovens. No que o deputado Pr Feliciano o alertou: ‘Capetin’ não dá!

Seguro defeso
Mais 300 Licenças de Pescadores Profissionais inscritas indevidamente no Registro Geral da Atividade Pesqueira foram canceladas pela Secretaria de Pesca e Aquicultura. Desde 2014, a Controladoria-Geral da União identificou 70% de irregularidades nos pagamentos do seguro defeso. A fraude pode chegar a R$ 2 bilhões por ano.

Pe$caria
As irregulares mais comuns são de benefícios pagos a quem não tem qualquer ligação com pesca. Brasília, por exemplo, acredite, tem mais de 38 mil pescadores cadastrados. Mas por ora as licenças foram canceladas no Pará, Amapá, Amazonas, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Santa Catarina.

CPI da Lava Jato
A oposição na Câmara tenta, há meses, apoio de deputados para instalar a CPI para apurar o vazamento de mensagens atribuídas aos integrantes da força-tarefa da Lava Jato e ao ministro da Justiça, Sérgio Moro. Até o momento, foram coletadas pouco mais de 160 das 171 assinaturas necessárias para o protocolo.

Ligação direta
Enquanto não conseguem emplacar a CPI, deputados do PT, PCdoB e PSOL tentam levar integrantes da Lava Jato para depoimentos em comissões. O coordenador da força-tarefa, procurador Deltan Dallagnol, recusou todos os convites.

JK redivivo
Em tempos sombrios para a política, é necessário e republicano dar brilho àqueles que se destacaram. Dois eventos lembram hoje o aniversário de 117 anos do fundador de Brasília, o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Um no Memorial JK, onde o governador Ibaneis depositará flores no túmulo, e uma sessão solene no Senado Federal.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com