Tons de lama?

Porto de Itajaí tá bombando com o prefeito barbudinho Volnei Morastoni (MDB)

Perdigueiros da coluna fazem previsões macabras para a city peixeira em 2018. Rumores começam a pipocar em clima de operações policiais escabrosas no horizonte.

Oposição
O trabalho da oposição durante o ano de 2017, em parceria com o Ministério Público, deve trazer à tona assuntos que pautaram as disputas no ano que se passou, cobrando do paço da Vila Operária explicações muito bem explicadinhas.

Coletivo
Desde o raiar do governo do prefeito barbudinho, Volnei Morastoni (PMDB), a questão da Coletivo foi levada aos trambolhões, sem nenhum critério técnico e econômico, buscando-se uma espécie de tampão mal resolvido que deve trazer consequências jurídicas e morais de grande repercussão.

Leite das crianças
Mais uma questão que deve tirar o sono do governo nesse 2018 é a merenda escolar. Perdigueiros afirmam que uma bronca da grossa deve estourar e um grande desgaste deve alimentar a fogueira entre oposição e situação.

Software espião
No apagar das luzes de 2017, o prefeito barbudinho, Volnei Morastoni, bancou sozinho a contratação milionária de um software que tem como finalidade espiar a vida de qualquer cidadão brasileiro.

Inservível
Especialistas afirmaram que de nada serve ao município tal investimento e entidades encaminharam às autoridades farta documentação de que a licitação além de inservível foi direcionada.

Velha bronca, novos fatos…
Informações de que as práticas na secretaria de Urbanismo tão confrontadas durante o último ano do governo do ex-homem dos galináceos, Jandir Bellini (PP), continuam e ainda por cima pioradas, e não demora pra que seja trazido tudo à baila novamente.

Achou pouco
Assopram as bocas de tramela nos ouvidos deste socadinho escriba e temente ao altíssimo que em outros campos os abusos e exageros devem ser expostos. Também deve engrossar para alguns bagrões que se fazem de morto na vivência da esperteza. Oh, dor!

A agenda é grande
Além de pontos cruciais, muitos outros teriam sido levantados, desde a compra de votos no legislativo até comportamentos escusos nas barbas do patrão. 2018 promete fortes emoções. Oremos…

Porto bombando
Em pouco mais de um ano de mandato, o prefeito Volnei Morastoni (PMDB) tem feito pelo porto de Itajaí o que o ex-homem dos galináceos não conseguiu em oito anos. Já em fevereiro, o porto público vai dobrar a movimentação de contêineres.

20 mil por mês
Serão cerca de 20 mil caixotões ao mês, aumentando significativamente desde quando assumiu o governo, quando eram movimentados apenas cinco mil. Mais contêineres significa mais arrecadação, mais emprego e mais renda.

Esforço e influência
É evidente que esse crescimento se deve ao esforço e influência do prefeito Volnei em dar continuidade às obras no porto e bater insistentemente à porta do Governo Federal.

Cidade ganha
Com o porto funcionando a todo vapor, toda a cidade ganha, o porto, o restaurante, o mercado, o posto de combustível. Um horizonte de esperança começa a ser pintado e a cidade volta a crescer. Itajaí não merece menos que isso!

Réus
A coluna deu em primeira mão e na edição de ontem, o nosso DIARINHO de todos os dias confirmou que quatro vereadores da Dubai Brasileira viraram réus na Operação 30°.

Boquinha de siri
O clima ontem foi de completo silêncio por parte das excelências excelentíssimas de BC, Nilson Probst (MDB), Eliseu Pereira (MDB), Asinil Medeiros (PR) e o presidente Rei Roberto Bem Claro Junior (MDB).

Bastidores
Mas nos bastidores da casa do povo a coisa pegou fogo, já que o promotor Jean Forest pediu o afastamento temporário dos quatro, mas Roque Cerutti ainda não se pronunciou.

Só esperando…
O afastamento daria uma imensa mexida na casa do povo, já que os suplentes assumem as vagas. Só o PMDB perderia dois vereadores nessa, já que três viraram réus.

Comissão de ética
Sob a presidência do vereador Pedro Francez (PR), espera-se também que a Comissão de Ética da casa se pronuncie. Já tem vereador dizendo que se houver pedido de afastamento, será o primeiro a assinar, mas tudo ainda está nas suposições.

JC
JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com