Home Colunistas Coluna do JC Petiscos com areia

Petiscos com areia

Foi rachada a aprovação na casa do povo da Dubai brasileira do projeto que permite que os restaurantes sirvam petiscos na beira da praia, como noticiou o DIARINHO. Oito vereadores votaram sim, a favor de petiscos com areia, seis preferiram não atravessar a avenida Atlântica com bandejas, e dois estavam de regime e se escafederam para não se comprometer.

Milho no dente
Como a coluna tinha revelado na semana passada, o vereador Elizeu Pereira (PR) não tem um, mas dois boxes pra vender milho cozido na beira praia. Socando o milho no povo, sem dó e nem piedade, um triste esse Elizeu. Foi pego com o bago de milho nos dentes…

Soca de milho
Será que seus pares, as nossas amadas excelências excelentíssimas vão levar o caso à Comissão de Ética do legislativo? Num, phode ser dono, enquanto vereador, meu pai eterno! A lei veda que um cidadão eleito pelo voto pra legislar e fiscalizar, alegue desconhecimento da lei. Para que tá girando demais; tô ficando tonto e quero descer…

Bebida faz mal…
E o vereador Moacir Schmitt, o Moacir da Antártica (PSDB), parece que bebeu antes da sessão uma Brahma. Primeiro revelaou que teria recebido proposta de grana – pra dizer sim à proposta – de um dono de um restaurante e, depois do excesso de sinceridade, quis dizer que não disse o que disse. Pior é que não foi piada. Eu morro e dá tempo de ver tudo…

Prevaricou
O vereador Lucas Gotardo (PSB) acusou Moacir de ter prevaricado ao não proferir voz de prisão no momento em que recebeu a proposta de propina. O vice-presidente e líder do governo, Gelson Rodrigues (PSB), teve que intervir pra segurar a votação, sendo que o vereador com cara de vampiro italiano, Nilson Probst (MDB), já havia declarado que se absteria de votar, por conta das denúncias.

Investigada
Coube ao vice, Gelson, o papel de prometer que as denúncias seriam investigadas. Na visão deste modesto articulista, Moacir colocou em cheque a idoneidade não só do projeto, mas de toda a casa e de seus pares.

Deixa dilso
Moacir é outro forte candidato a ser levado pra Comissão de Ética da casa do povo da praia mais amada do sul do mundo. Sé é que existe e funciona Comissão de Ética lá. Ou vai rolar aquele corporativismo do ‘deixa dilso para com ilso’. E o venerando Moa falou bobagem, sem pensar. Bom, provavelmente, o ministério Público vai analisar as duas situações…

Tudo na paz
O prefeito pop star, Fabrício Oliveira (PSB), em contato com a coluna, afirmou que o vice-prefeito, Carlos Humberto (PR), não fez pedido ou pressão para que o Luiz Maraschim fosse nomeado para algum cargo na prefa ou que o secretário de Planejamento, o galego Rubens Spernau (PSDB), deixasse seu posto. O prefeito afiançou que o clima é de paz e trabalho na prefa. Aleluia!

Não para…
Tem bagrão da prefa peixeira se mordendo de ciúmes do prestígio – ou seriam apenas dos cargos? – que o ex-prefeito dengo-dengo, Bob Carlos (sem partido), tem do lado de cá do rio. Bob tá poderoso em Itajaí.

Nomeou o mundo
Depois de nomear a mulher, o filho, um amigo e um cunhado, Bob agora indicou mais uma comissionada. Desta vez foi uma ex-assessora parlamentar de Navega, que saiu de lá por causa de nepotismo. Dizem os linguarudos que a moça foi acomodada na secretaria de Urbanismo, recebendo mais de R$ 3 mil por mês.

Custando caro
Os invejosos comentam que se o apoio de Bob Carlos, na última eleição, já está custando tão caro aos cofres públicos peixeiros, mesmo com a derrota do barbudinho júnior, Thiago Morastoni (MDB), imagina se o filho do prefeito tivesse sido eleito? Ia faltar cargo para pagar, ops, prestigiar o ex-alcaide dengo-dengo. Arreda, raça de infelizes! Vão Trabalhar, pô!

Carlos Gueiros
O senador eleito, o turco-careca Esperidião Amin (PP), fez questão de visitar o pesquisador Carlos Gueiros em Itajaí. Gueiros é ex-gerente do extinto BESC, historiador, colecionador e, hoje, além de atender particulares, também, tá na lida de garimpar peças para quatro museus da Santa & Bela Catarina.

Itajaí
Gueiros tinha na sua biblioteca uma vasta coleção de publicações sobre Itajaí, história, entre outros temas relacionados à pequena pátria. Fez questão de doar o acervo ao empresário Dolor da Silva que tem um empreendimento residencial na zona rural (não é propaganda, é só pra ilustrar). Dolor montou uma baita biblioteca sobre a cidade.

Hercílio Luz
Na visita de Amin, Gueiros mostrou um dicionário de 1845 que pertenceu ao ex-governador Hercílio Luz. Pelas mãos e olhos de Carlos já passaram muitos documentos históricos do Brasil, Santa Catarina, Guerra do Contestado, Guerra do Paraguai. É uma das pessoas que trabalha pra que a história seja preservada.

JC
JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com