Home Colunistas Coluna do JC Novo secretário

Novo secretário

O presidente do PSDB da Dubai, Marcelo Mazzaropi, ops, Lazzaroni, visitou a choupana, ontem

O prefeito barbudinho, Volnei Morastoni (MDB), promoveu ontem uma mudança importante no primeiro escalão do governo. A troca rolou com o objetivo de fortalecer os serviços na área da segurança, que tá precisando mesmo de reestruturação.

Segurança
Como a coluna revelou há alguns dias, o experiente delegado aposentado da polícia Civil, Rui Garcia dos Santos, é o novo chefão da pasta. Ele entra no governo peixeiro com a missão de trazer harmonia à secretaria e colocar a casa em ordem, especialmente agora quando a Guarda Municipal tá próxima de ir pra rua.

Prestigiada
A posse do novo secretário, que é pós-graduado em segurança pública e chegou a ocupar o cargo de delegado regional, foi prestigiada por diversas autoridades, e também pelo antecessor Geraldo Barizon Filho.

Nova fase
Rui Garcia será peça fundamental nesta nova fase da segurança de Itajaí e tem total confiança do prefeito Volnei pra colocar em prática tudo o que aprendeu ao longo da sua consagrada carreira, com conhecimento total da realidade itajaiense.

Formação
Após a posse, que rolou pela manhã no gabinete do prefeito, Rui Garcia teve o primeiro compromisso como secretário de Segurança Pública. À tarde, participou da formatura dos guardas municipais no curso de agentes da autoridade de trânsito e também da inauguração da base da guarda.

Guarda na rua
Dr. Rui, aliás, assume a pasta no momento em que a Guarda Municipal está em fase de começo de trabalho, um anseio antigo da população peixeira. Nos bastidores, dizem que o fato deve rolar já nos próximos dias.

Na mosca
Os prognósticos deste socadinho escriba sobre a votação na casa do povo da capital da pedrada e ex-do tiro ao vereador, minha amada Camboriú, no processo de cassação do prefeito Élcio Kuhnen (MDB) e seu vice Ramon Jacob (PSB) se confirmaram na sessão desta terça-feira.

Vice tá salvo
O relatório da comissão processante que sugeria o arquivamento do processo de cassação do vice, o engomadinho Ramon Jacob, foi aceito por 10 votos a 4, livrando a cara de Ramon da bronca medonha constatada pela CPI. Nesta decisão pesou o fato de não ter a assinatura do vice em nenhum documento constante na CPI.

Dotô na Berlinda
A mesma sorte não teve o doutor Élcio. A comissão processante também recomendou o arquivamento do processo, mas o plenário da Câmara não aceitou a recomendação e por oito votos a seis e manteve o trâmite da cassação do alcaide. Nas duas votações, o presidente Zeca Simas (DEM) não teve direito a voto.

Segue o drama
Com a continuidade do processo, segue o drama do governo, que está acuado e pressionado pelos vereadores Mito e Fabiano Olegário, pois se um deles deixar a base governista é o suficiente para cassação do prefeito. Neste caso, como o vice foi livrado do processo, Ramon Jacob assumiria a prefa da capital da pedra.

Edinho e Mito pressionam
O ex-prefeito Edinho Galo também tenta tirar proveito da situação. Cacifado com o voto de seu filho Fabiano Olegário na câmara, Galo teria imposto ao Dotô Élcio que ele mesmo seja seu vice na próxima eleição. Já o tucano desgarrado, Mito Bianchet, tá nomeando uma Kombi por semana na prefa, ai meu Jisus Cristinho!

Ramon no Podemos
As informações mais atuais que sopram no ouvido deste articulista dão conta que Ramon Jacob deve embarcar no Podemos. Seu namoro com o DEM foi antes da eleição de 2018, quando saiu do PP rumo ao PSB.

Partido da pombinha
Dizem que tava tudo acertado pro vice embarcar no Democratas, mas acabou sendo seduzido a assinar ficha no partido da pombinha, pelas mãos do Paulinho Bornhausen e do Prefeito de BC, Fabrício de Oliveira.

Luzia tá quieta
Outros linguarudos mais chegados à loirosa ex-prefeita Luzia Coppi (PSDB) garantem que a mulher não moveu uma palha nesse processo de cassação. Em particular, Luzia tem dito que Élcio e todos os culpados devem responder civil e criminalmente pelas irregularidades, mas que a briga política tem que ser na urna, no voto.

Tiroteio na leleia
De posse de cópia de inquérito policial que alegou estar concluso e sem provas para seu indiciamento por denúncia de injúria racial contra um ex-assessor, o deputado verdolengo Ivan Naatz foi para cima da deputada Paulinha (PDT), no plenário da Leleia, ontem. O povo ficou estremecido com as denúncias de que a bonitona parlamentar estaria por trás de uma suposta armação para prejudicar a imagem do deputado, agindo, em conluio, inclusive com a ala dissidente de Naatz junto a executiva do PV estadual.

Advogado de apoio
O parlamentar do PV reuniu documentos e imagens de vídeos da Assembleia para comprovar que houve uma armação contra ele, tudo por conta da moça estar fula da vida com o projeto de emenda constitucional (PEC)do deputado para acabar com os chamados pedágios urbanos, o que inclui a TPA de Bombinhas, criada na gestão da então prefeita Paulinha.

Buscar seus direitos
Tanto que apontou o advogado da deputada Diógenes Fonseca como o mesmo que acompanhou seu ex-assessor da DP para fazer o BO de acusação de injúria, dia 20 de maio. Naatz disse que agora será sua vez de buscar seus direitos, tanto que anunciou e apresentou cópia de registro de processo para apurar crime de calúnia e difamação contra o rapaz, além de ação por dano moral.

Paulinha chora
Em seguida, foi a vez da deputada Paulinha usar a tribuna, visivelmente emocionada. “Eu lastimo que a coragem do deputado Ivan não tenha servido para ele pedir desculpas para este jovem, vítima de injúria racial”, confirmando assim que recebeu e deu apoio ao ex-assessor de Naatz. “Lhe asseguro, deputado, que não tramei nada contra o senhor”, disse a deputada. “Entre o que é certo e o que é conveniente, fico com o que é certo”. “Jamais tramei qualquer episódio para lhe pegar…”, disse, chorando. Que coisa! Certamente essa história ainda vai render.

Lazzaroni
O presidente do PSDB da Dubai brasileira, Marcelo Lazzaroni, fez uma visita de cortesia ao socadinho escriba, ontem. Lazzaroni afirmou que tem as melhores das intenções com relação ao comando do partido no sentido de fortalecer a sigla. Ele diz que depois da sua chegada o pessoal do mal que estava no ninho tá debandando.

Oposição por oposição
O presidente dos emplumados da city praiana, afirmou que uma série de mudanças estão em curso pra que o partido volte a ter a força na cidade. E reafirmou que é pré-candidato a vereador em 2020. Disse, também, que se o fato de estar presidente atrapalhar as candidaturas, deixará o comando do partido.

Pavan e Evaldo
Com relação ao governo do prefeito pop star Fabrício Oliveira (PSB, por enquanto), fala que tem no prefeito uma boa pessoa, mas que peca em ações. E que no seu entendimento o nome pra reerguer a cidade é o de Leonel Pavan (puxando a sacaria do atucanado). Em segundo lugar aposta no tenente-coronel Evaldo Hoffmann (sem partido).

Sonho
Por fim, Lazzaroni diz ainda que acredita que a chapa ideal seria Pavan e Evaldo, mas com o ex-prefeito e presidente do MDB da Dubai, o homem pássaro, Edson Periquito, apoiando a dupla, com o compromisso de que lhe apoiem numa candidatura a deputado estadual. Não sei se escutei direito ou se o Mazzaropi, ops, Lazzaroni, tava com febre quando me falou tal coisa.

Inflamável
Foi grande o retorno que este articulista pançudo recebeu sobre a nota estampada no blog do JC (www.diarinho.com.br/blogdojc), no final da tarde de ontem, sobre a ameaça de expulsão do vereador Marcos Kurtz. A informação inflamou pra todo lado na Dubai.

Não consultou
A nota é assinada pelo ex-prefeito Edson Periquito, onde afirma textualmente que o manda-brasa não teria sido consultado sobre uma possível composição do partido em cargos comissionados no governo dos altos da Dinamarca.

JC
JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com