Home Colunistas Coluna do JC Grande abertura

Grande abertura

Secretário de Turismo, Leonel Pavan, deputado Gelson Merisio e o empresário Luciano Hang, da Havan, prestigiaram a abertura do JASC em Lages

PSD, PSDB e um dos grandes influenciadores da Santa & Bela Catarina, mas de fora da política, circularam com desenvoltura na abertura dos Jogos abertos, o famoso JASC, que promete muito até o dia 11 de novembro.

Pavan, Merisio e Luciano
Gelson Merisio (PSD), pré-candidato ao governo estadual, o secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan (PSDB), e Luciano Hang, empresário fundador e proprietário da Havan, patrocinadora oficial do JASC.

Arrancar
Na coletiva, até tentaram arrancar algumas declarações políticas de Merisio, que disse que estava ali apenas como ex-atleta (competiu durante quase uma década por Xanxerê na modalidade Xadrez), e Hang, que garantiu não ser candidato a nada.

Decolagem
Prestes a completar o primeiro ano de governo, a administração do prefeito pop star, Fabricio Oliveira (PSB), não conseguiu tirar da cartola nenhuma obra significativa. O prolongamento da 4ª avenida, que tinha até previsão orçamentária, ficou para o ano que vem.

Muros
A queda do muro imaginário que o prefeito Fabricio tanto defendeu em campanha, não caiu. As ruas continuam em estado crítico porque a prefa passou oito meses sem a empresa responsável pelo asfaltamento das vias na Maravilha.

Por cima e por baixo…
Em menos de dois meses de retomada, o contrato foi cancelado e novamente a city praiana ficou esburacada. Quem paga a conta é o contribuinte que também vai arcar com a revisão da planta de valores do IPTU, bem acima da média da inflação nacional.
Completo
Pra completar o quadro de instabilidade política e administrativa, segundo os linguarudos de plantão, cerca de 50 cargos comissionados estão sendo varridos e o governo que tinha uma proposta de colocar técnicos nos cargos públicos, já começa a sinalizar um cansaço emocional dos próprios servidores.

Abraço amigo?
Isso fica evidente com a série de barnabés afastados por motivos de saúde e que levou até a prefa a criar o programa ‘abraço amigo’, que vem sendo criticado por alguns servidores como uma espécie de violação ao direito de privacidade que cada funcionário tem, revestido pela proposta de abraço “amigo”.

Prévia
Pra finalizar a prévia do primeiro ano, uma pá de secretários caiu ou pediu o boné por conta própria, caso do médico e ex-secretário de saúde, Dr. Jorge Teixeira, que achou muito arriscado deixar o seu CPF em documentos públicos daquela pasta.

Dança não para
Um indício claro de que a coisa não tava indo bem na pasta mais importante do governo, juntamente com a Educação, que também já teve substituição no alto escalão e a dança das cadeiras não para…

Mônica
Este colunista pançudo estudou melhor a estória da turma da Mônica, lendo um calhamaço de gibis durante uma semana e posso concluir que, pelas semelhanças, a vereadora Juliethe Nitz (PR) seria a nossa Mônica, porque é a única representante feminina do parlamento praiano.

Zé Vampir e Franjinha
O personagem Zé Vampir fica com o vereador com cara de vampiro italiano, Nilson Probst (PMDB). O desprestigiado presidente Roberto Bem Claro de Souza Júnior (PMDB) seria o Franjinha, pois adora fazer uma experiência. Geralmente mal sucedida…

Cascão
O autor da lei de inquisição dos gibis da Mônica, vereador e dublê de pastor, Omar Tomalih (PSB), seria o Cascão, sempre atentando contra a Mônica e suas travessuras.

Cebolinha
O Cebolinha se assemelha ao vereador e líder do governo, Marcelo Achutti (PP), que está sempre querendo botar a mão no coelhinho da dentucinha.

Chico Bento
Pra finalizar a série com os personagens principais da turma da Mônica, o vereador Pedro Francez (PR) seria o Chico Bento, isso pela semelhança na fala caipira…

Personagens
Tem um calhamaço de personagens. A história é escrita desde 1956 e tem vereador afirmando que os gibis são um risco para educação das crianças. Omar não é um mau sujeito, tranquilo, boa praça, mas tem que procurar se atentar para os problemas sérios, ao invés de procurar cabelo em ovo.

Em Cambú
O prefeito da capital da pedrada e ex-do tiro ao vereador, Camboriú, o médico Elcio Kuhnen (PMDB), e a secretária de Assistência Social, Andréia de Souza Machado, receberam nesta sexta-feira o deputado federal João Rodrigues (PSD).

Tavam lá
O deputado esteve na cidade acompanhado da presidente da Amfri e prefeita bonitona de Bombinhas, Ana Paula da Silva (PDT), e do vice-prefeito, Paulo Dalago Muller, o Paulinho Bagual (PTB).

Emenda
O deputado conversou com o prefeito cirurgião sobre a emenda enviada para a cidade – parte já foi investida na Saúde, na aquisição de duas carangas, cadeiras, ar-condicionado e computadores para as unidades de Saúde. Os veículos serão utilizados para transporte de pacientes.

Ainda mais
Os computadores devem chegar nos próximos dias e serão muito importantes para a implantação do prontuário eletrônico em sua totalidade em Camboriú. João Rodrigues também fez indicações de possíveis emendas e projetos para a área da assistência social. Foto no Blog do JC – www.diarinho.com.br/blogdojc

Repercussão
As notas da coluna dizendo que o ex-menino Níkolas Reis estaria descontente com o PDT repercutiram. O que se sabe é que ele quer ser candidato a deputado estadual, mas o cap Saldré não quer, estaria na campanha da prefeita Paulinha e do vereador barbudinho, Thiago Morastoni (PMDB).

Se não for…
Mas deixar o Níkolas fora de projeto pode custar caro, é só ver o que aconteceu depois da eleição da Mesa da piramidal. Imagina se ele resolve incomodar a soberania do Marcelo, há 18 anos presidente da sigla? Dizem que o ex-menino tem boa relação com a estadual/nacional. É pagar pra ver.

Medo
Depois que a ex-secretária mais amada do prefeito Emílio Vieira (PSDB), do outro lado da vala, foi exonerada, o receio de alguns bagrões aumentou…

Confusa
E aumentou tanto que o presidente da câmara, Samuel Paganelli (PSDB), se aproximou do prefeito careca para manter o cargo de secretário do seu fiel escudeiro Rômulo Pereira e de mais 112 cargos que tem no governo. A política de Navegantes anda confusa…

Estrategista
Samuel Paganelli tem costurado com maestria… Tanto que hoje tem a oposição ao seu lado e a situação favorável. Com a desistência de Bob Carlos da política, tudo caminha para que Samuel seja o favorito, mas tem pedras no caminho: o PMDB que está fortalecido.

Trabalhando
Na city dengo-dengo tem a simpatia e admiração que o povo tem por Murilo Cordeiro (PT). Aliás, Cirino Neto (PMDB) e Murilo tem se destacado por trabalhar para o povo, lascam os puxas de plantão.

Zé fini
Acabou o feriadão de Finados com coçação de sacarias e periquitas Brasil afora. Daqui a duas semanas será o feriadão da proclamação da República, e a notícia de hoje é que o ano político acabou. Zé fini…

Agenda suspensa
Faltam seis semanas para o recesso parlamentar em Brasólia, tempo suficiente pros senadores e deputalhada votar ainda uma e outra pequena sacanagem, mas matérias importantes, as grandes sacanagens que botam na espinha do povão, como a reforma da previdência, por exemplo, esquece. Já era – ainda bem?

Acabou o governo
Aí os políticos voltam pras suas bases eleitorais, vem o Natal, ano novo, carnaval pra saracotear com os cornos cheios na ilusão, Páscoa, Copa do Mundo o ópio do povo e a esperança, ops, nova eleição.

Nadica
Ou seja, ninguém vai fazer poioca nenhuma de importante, nem no Congresso, com medo de desagradar o eleitor, e nem no governo, porque vai faltar Congresso pra votar. Então o governo do presidente com cara de mordomo de vampiro já era.

Mais do mesmo
E se é por falta de adeus, o governo Temer já vai tarde. O que vem por aí é mais um baita vácuo de governança no país do faz de conta, que vai de agora até o segundo turno das eleições do ano que vem, quando saberemos quem será o novo presidente de plantão.

Tu ou tu?
As pesquisas dizem que a disputa do ano que vem vai ficar entre Lula e Bolsonaro. Estamos fodidos, ferrados, lascados.

Entre a cruz…
Lula, caso vença, não tem, no meu humilde entendimento, condições políticas de governar, tal seu envolvimento nos fatos recentes levantados pela Lava Jato. Vai ser um caos. O cara é réu em seis processos. Uma condenação. Como é que fica?

… E a espada
Caso Bolsonaro vença, a expectativa desse temente ao Altíssimo é de um governo raso, reacionário e comprometido com o atraso, ou seja, um governo com a cara do brasileiro médio. O que é uma merda, e é onde mora o perigo. A esperança foi para brejo.

Não existe salvador
Vai que sem esperança o brasileiro pare de esperar e votar em salvador da pátria? Só com participação política, de fato, vamos botar esse país nos eixos…

Pautas
Para o país ser melhor precisa ter na pauta educação, cultura, uma agenda que trate de tecnologia e dos desafios econômicos. O Brasil precisa ter um plano de futuro, não viver remoendo as misérias diárias servidas pela grande mídia que tem interesses nada republicanos por trás…

JC
JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com