Análise

Merecem algumas considerações o Entrevistão do prefeito barbudinho, Volnei Morastoni (PMDB), ao DIARINHO, publicado no último final de semana.

Resolver tudo
Os críticos acharam a entrevista ainda em tom de campanha eleitoral. Afinal, quando estava em campanha, Volnei falou que o presidente com cara de mordomo de vampiro, Michel Temer, que é do partido do prefeito, iria resolver tudo, principalmente a questão do porto. A mesma argumentação usada por Volnei no primeiro mandato, em 2004, quando o barbudinho era do PT de Lula.

Da enchente pra dragagem
Só que o Temer não resolveu piciroca nenhuma. Estão tirando dinheiro das obras da enchente (Itajaí-Mirim) pra fazer dragagem no nosso valão maior, o rio Itajaí-açu. No caso da APM Terminals ainda estão analisando a prorrogação do contrato de arrendamento.

Busões
Contratar consultoria da capital manezinha pra bolar o processo licitatório pra contratar de uma nova empresa de busões pra atender a população é de doer. Tem que fazer um estudo de mobilidade. Pega lá na Amfri que também é mantida pelo município e que tem de monte.

Pra ontem
A empresa de busos, Coletivo Itajaí, não cumpre o contrato. Então faz um novo edital, e sem delongas. Porque será que é tão complicado? Tá terceirizando tudo. Daí, não precisa de prefeito e sim de um gestor, gerente de condomínio.
Blábláblá
A maior parte das falas do burgomestre foi sobre o bendito plano de contingência que vai cortar gratificações dos servidores. Na verdade, já que não aconteceu muita discussão sobre o assunto, não deveria nem ter nome, nem ter sido anunciado e, sim, colocado em prática.

Cortes
O mais sensato, se realmente é necessário, é fazer os cortes. Quem não gostou que recorra, que grite e esperneie. Além de exigir de seus bagrões estrelados o cumprimento de metas! Porque anunciar economia, como se fosse plano de governo é pra endoidar, né não?

Reconheceu
O prefeito VM reconhece que foi eleito por um quarto dos votos da cidade. Daí que, nessas condições, o prefeito deveria muito mais ouvir as pessoas da comunidade do que os puxa sacos que lhe rodeiam.

Levem toalhas…
Os abobrões estrelados da prefa peixeira foram convocados pra reunião com o prefeito barbudinho, às 11h da manhã desta segunda-feira. Não teria sido informada a pauta do encontro. Tem bagrão acreditando que vai rolar mijada. Portanto, é melhor levar toalha de banho… Oh, dor!

Tristeza
Itajaí amanheceu de luto, no último sábado, com a morte do empresário e político, Tibério Testoni. Voz lúcida e de grande contribuição com a coletividade itajaiense, deixa um legado de homem público correto. Meus pêsames aos familiares.

Nas grades
Bagrão de uma prefa da região pode acabar atrás das grades. Tudo porque é acostumado a fazer festas raves, onde rola de tudo, de maconha às famosas balinhas alucinógenas. Investigações estariam em curso e com provas robustas. Que dor!

Agito
Perdigueiro ávido por faro de caça aponta com rabo balançando, digo, com o dedo em riste, que esta semana vai ser agitada na Maravilha do Atlântico, politicamente falando.

Farejador
O cão farejador, digo, o delator debulha nos sensíveis zovidos do escriba que, tem gente que deu com a língua nos dentes e que esta semana a casa estaria prestes a cair, ops, ruir…

DJ
O ex-prefeito da Maravilha, eternamente aposentado como ex-governador, o atucanado secretário estadual de Turismo, Leonel Pavan (PSDB), tem andado mais que cavalo pelas pastagens, digo, pelos redutos eleitorais da Santa & Bela Catarina.

DJ atucanado
Um vídeo circulou nas redes sociais neste “finde”, onde Pavan ataca de DJ em uma balada eletrônica, com fone nos ouvidos e imitando os movimentos de arranho no toca disco.

Apoio
Dizem as línguas frouxas que o Arcanjo vai pavimentando o caminho para uma nova e possível candidatura dos tucanos ao governo do Estado. Apesar de ter outros caciques, digo, nomes no partido, Pavan parece ter o respaldo da sigla que o conduziu para a secretaria de Turismo estadual.

Calúnia
O prefeito pop star, Fabricio Oliveira (PSB), deve retomar ao comando do paço dos altos da Dinamarca nesta segunda-feira, após um descanso, digo, licença de 10 dias.

Para, né!
Neste final de semana, vazou que Fabrício estaria contratando um advogado especialista em ações por calúnia e difamação. Acho desnecessário porque advogados custam caro e ao prefeito cabe lidar com tranquilidade sobre a sua aceitação ou rejeição pública.

Especial
Nas redes sociais, território de ninguém, teve internauta que esbravejou com a notícia da contratação de um advogado pelo prefeito. “Não precisamos de advogados, precisamos é de médicos”, concluiu o insatisfeito.

Voto de cabresto
A votação da reposição salarial gerou um desgaste grande aos vereadores que votaram a favor do reajuste, fora e dentro da piramidal casa do povo peixeiro. Depois da votação, teve parlamentar que choramingou por conta da forte repercussão e reclamou por ter que exercer o “voto de cabresto”.

Consciência
As quatro excelências excelentíssimas que votaram contra a reposição da inflação: Robison Coelho (PSDB), Nikolas Reis (PDT), Marcelo Werner (PCdoB) e Rubens Angioletti (PSB), que decidiram de acordo com suas consciências. Estão de parabéns.

Requerimento animal
O requerimento do vereador Murilo Pereira (PP) sobre as capivaras deixou as excelências excelentíssimas da piramidal casa do povo com a pulga atrás da orelha.

Hummmm…
Os colegas estão pensativos sobre os motivos que teriam levado Murilo a lutar pelos roedores. Será que há um sentimento pelos bichanos ou é só pra atazanar o governo enquanto se negocia a entrada do PP?

Virar bagrões
A mesa diretora da casa do povo de Piçarras apresentou emenda à Lei Orgânica Municipal, popular LOM, para permitir que vereadores aceitem cargos de secretários sem precisarem renunciar. A ideia gerou grande discussão na cidade, logicamente, com o povão se mostrando completamente contra.

Orquestrada
Apesar de a ideia estar assinada pelo presidente João Bento (PSDB), vice Ademar Galo (PT), secretário Gercino Medeiros (PP) e secretário Antônio Pedro (PSD), a proposta foi orquestrada pelo secretário geral da Câmara, Ângelo Margutte.

Poder de barganha
Margutte, liderando o recém-criado Partido da República (PR), quer filiar algum vereador eleito e depois ter poder de barganha junto ao prefeito.

Defendida
A ideia vem sendo avidamente defendida por Ângelo e pelo advogado da câmara e genro do médico, Paulo Debatim. Na rádio da city piçarrense, a dupla tem um horário fixo todas às quartas-feiras, em acordo financeiro custeado com recursos do legislativo.

Voz ativa
A dupla alega que proibir um vereador de virar secretário é inconstitucional. Nos bastidores, os linguarudos afirmam que Ângelo e Paulo tem mais voz que todos os 11 vereadores da cidade juntos. Hummmm…

Pau pegou
A morte de um jovem atendente de uma farmácia do outro lado da vala, ao socorrer uma mulher que estava sendo assaltada, repercutiu fortemente em Navegantes. Infelizmente, vivemos dias cada vez mais violentos.

Farpas
O triste é ver os políticos se aproveitando da desgraça, trocando farpas. O secretário de (In) Segurança de Navega-City, Jhonny Coelho, declarou que ia fazer tudo pegar os bandidos. Já o vereador Cirino Adolfo Cabral, o Cirininho (PMDB), lascou que ele deveria ter menos discurso e mais ação.

JC
JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.
Compartilhe: