Home Colunistas Coluna do JC 60 milhões liberados

60 milhões liberados

A viagem do prefeito Barbudinho, Volnei Morastoni (PMDB), na busca de recursos, rendeu resultados

O prefeito barbudinho, Volnei Morastoni (PMDB), recebeu ontem o amém do governo federal pra financiar cerca de 60 milhões de dólares junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata).

Sistema viário
A notícia é pra lá de alvissareira e foi bastante comemorada no paço da Vila Operária. O dindim será usado na modernização do sistema viário da city peixeira.

Itajaí em alta
O anúncio foi feito nesta sexta-feira e deve ser publicado no Diário Oficial da União nos próximos dias. Itajaí tem sido vista como um excelente local pra receber investimentos. Tanto o povo na gringa quanto o próprio Governo Federal têm reconhecido isso.

Muitas obras
Quando o financiamento for finalizado e a grana estiver disponível, as obras que devem projetar Itajaí pro futuro iniciam em até seis meses, garantem os puxas palacianos

Infraestrutura
Os 60 milhões de dólares serão usados pra realização duma série de obras de infraestrutura em Itajaí, como a implantação de novas vias, pontes, binários, ciclovias, equipamentos urbanos e praças. Algumas obras já estão rolando.

Mandou bem
É preciso reconhecer o empenho pessoal do prefeito na liberação dos recursos. Volnei esteve na Bolívia, tratando diretamente com a direção do Fonplata.

Um deles
VM foi depois foi a Brasólia convencer o povo do Governo Federal. Apenas quatro municípios do país conseguiram aprovação de projetos e, felizmente pra nós, Itajaí foi um deles.

Despacho
Tá um zum zum zum medonho nos bastidores políticos da city peixeira sobre uma intensa troca de favores que estaria acontecendo no ladinho da piramidal casa do povo, na secretaria de Educação.

Do outro lado
Perdigueiros da coluna assopram nos ouvidos deste socadinho que tem vereador que já até trocou a vaga de estacionamento para o prédio ao lado e estaria despachando na antessala da secretária. Que coisa, meu povo!

Troca-troca
Segundo o disse-me-disse, vereadores da base do governo teriam recebido uma cota de vagas de tempo integral em creches para dar aos seus chegados e, em troca, o povão terá que votar nos candidatos do governo.

Num sei
Se o boato é verdadeiro não se sabe, mas o fato é que, até agora, ninguém sabe quais os critérios para conseguir as vagas em tempo integral nas creches. O espaço está aberto.

Pediu
O presidente da casa do povo da Dubai brasileira, Rei Roberto Bem Claro Souza Jr (PMDB), diz que pediu pra conversar com o Ministério Público sobre a licitação da limpeza e que foi através do seu jurídico. Robertinho diz que foi conversado sobre outros temas e que não responde nada no MP. Que bom!

Água no chope
Na eminência de assumir o estado, o vice-governador, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), recebeu o seu secretário regional, o Pirica, e o vereador com cara de dublê de vampiro italiano, Nilson Probst (PMDB), para um plá no palácio do governo na capital manezinha.

Não sai do poleiro
Na oportunidade Pinho Moreira fez um baita convite para que Periquito fosse assumir um cargo no governo do manda brasa, mas ele refutou. Vai ficar na ADR. O “não” do ex-prefeito botou literalmente água no chope nas pretensões de outros aiatolás do manda-brasa da Dubai Brasileira, que queriam virar secretário regional.

Entra e sai
O suplente de vereador Paulo Ney (PSDB) deixou a casa do povo para que seu filho Andrew Laurentino possa assumir a secretaria de Planejamento de Navegantes. Quem deve assumir é outro suplente, Marcos Paulo da Silva, o Marquinho (PSDB).

Será que será?
Os linguarudos de plantão lascam que, agora, a prefa do outro lado da vala pretende adquirir um imóvel no centro da city, e que isso se dará através de licitação.

Mais de um milhão
A prefa pretende pagar pelo imóvel mais de um milhão de reais. Não se sabe por que a raça da língua estirada dispara que vão adquirir a casa que pertence a cunhada do suplente Ney. Arreda, seus infelizes!

Muita expectativa
Não foi ainda para a câmara da Dubai Brasileira o projeto que dará cara a reforma administrativa do governo do cantor pop star Fabrício Oliveira e seu vice, Carlos Humberto (PR).

Seguir mais forte
A expectativa, segundo línguas frouxas do paço, é que a reforma dará nova cara à administração e o governo dos altos da Dinamarca tende a seguir mais forte.

Sentado em cima
O problema, segundo essas línguas frouxas, é que tem nego muito tempo sentado em cima do projeto. Segundo eles, o prefeito precisa disso rapidão. Por outro lado já tem gente se cagando, literalmente. A reforma prevê que algumas diretorias perderão os chefes.

JC
JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.
Compartilhe:

Deixe uma resposta