Home Colunistas Coluna do Janio Uma tarde histórica

Uma tarde histórica

Os torcedores do Barroso e os apaixonados pelo futebol itajaiense que foram ao estádio Camilo Mussi, na tarde desta quinta-feira, não esquecerão tão cedo o show que presenciaram. Mais que uma goleada histórica do Almirante Barroso, por 4 a 2 em cima do Figueirense, o que se viu foi um domínio amplo sobre a equipe da capital, do primeiro ao último minuto. O alviverde criou inúmeras chances de gol, e poderia ter feito um placar ainda mais elástico, não fossem as falhas defensivas nas bolas aéreas. Além da pintura de Diogo Dolem, no terceiro gol, também não posso deixar de destacar a grande atuação de Safira. O camisa 10 foi o maestro do time em campo e, além de um gol, deu duas ótimas assistências.

Dedo do técnico
Se dentro de campo os jogadores do Barroso deram o sangue pela vitória, fora dele Renê Marques foi o grande mentor da goleada. Foi cirúrgico nas alterações, colocando Abner e Diogo Dolem, os dois jogadores que mudaram o jogo na etapa final. Renê também teve méritos por bancar a titularidade de Jefferson Paulista, que não foi bem nas três primeiras rodadas e se recuperou contra o Figueirense, fazendo uma grande partida e anotando um dos gols da vitória. O treinador mostrou muito conhecimento do adversário e deu um nó em Marquinhos Santos, que não conseguiu fazer o alvinegro sair de trás, onde ficou encurralado durante praticamente os 90 minutos. Aliás, segundo um levantamento feito pelo apresentador Jean Pablo, do programa Show de Bola da Rádio Univali FM, Renê tem um aproveitamento de quase 70% a frente do Litoral e do Barroso, nas Séries C, B e A do Catarinense.

Atenção redobrada
A vitória contra o Figueirense foi gigante, mas o Campeonato Catarinense está só começando. Neste domingo, às 10h, o Almirante recebe o Metropolitano em um confronto direto. As duas equipes brigam pela permanência na Série A e a vaga na Série D em 2018, por isso derrotar os blumenauenses no Camilo Mussi é obrigação do Barroso. Mas a atenção deve ser redobrada, porque o time do Metrô tem feito boas partidas e vem a Itajaí jogando muita bola para surpreender os donos da casa. Contra o Inter de Lages, o Barroso entrou em campo depois de uma ótima partida contra o JEC e atuou com total displicência, pagando caro por isso. Espero que o jogo de Lages tenha servido de lição.

Base do Marinheiro
Começaram esta semana os trabalhos das categorias sub-15 e sub-17 do Marcílio Dias. Mais de 60 garotos foram pré-selecionados nas peneiras e agora terão que mostrar no dia-a-dia que têm potencial para permanecer no clube para a disputa do Catarinense. Conversei com os técnicos Marcelo Silva (Sub-15) e Tony Monteiro (Sub-17) e eles estão bastante otimistas com relação à montagem das equipes. Certamente teremos bons valores vestindo a camisa rubro-anil neste ano.

Coluna do Janio
Coordenador de esportes da Rádio Univali na empresa Universidade do Vale do Itajaí.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com