Home Colunistas Coluna do Janio Jamais te abandonar

Jamais te abandonar

Jamais te abandonar

Jamais te abandonar
Há seis jogos sem vencer e com três derrotas seguidas, o Marcílio Dias vive um momento de grande pressão no Campeonato Catarinense e, infelizmente, a equipe não está reagindo bem a essa insegurança que os resultados ruins trazem. Quem já viveu o ambiente interno do futebol sabe que quando a fase é ruim, nada ajuda. É árbitro prejudicando, bola que não entra de jeito nenhum, jogador errando lances fáceis e até problemas disciplinares. É natural a cobrança do torcedor, às vezes até exagerada, mas não vejo ‘salto alto’ ou falta de vontade por parte do time. O Marinheiro chegou ao seu auge na vitória contra a Chapecoense. Deu o seu máximo para entrar e se fixar no G4, e esse desgaste de jogar no limite a todo momento está sendo sentido. O elenco é limitado (em quantidade, principalmente) e sofreu baixas ao longo do trajeto. O técnico Waguinho Dias também insistiu demais em algumas peças que não estavam dando certo, quando o momento se mostrava propício pra tentar fazer algo diferente, até mesmo no esquema tático. Mas ainda assim, o Marcílio segue vivo e com chances reais de classificação. O rubro-anil perdeu muitos pontos preciosos em casa, mas já mostrou ser capaz de buscá-los fora. O momento é de acreditar e seguir o lema da torcida: ‘Jamais Te Abandonar’. São três jogos que faltam e, se não der certo a classificação para as semifinais, teremos meses sem futebol profissional no clube para lamentar e debater onde os erros aconteceram.

Lamentáveis
As arbitragens nos jogos do Marcílio Dias dentro do Gigantão só podem ser definidas com lamentáveis. O pênalti não marcado contra o Metropolitano pelo árbitro Fernando Henrique de Medeiros é inacreditável. Quando o jogo estava 0 a 0, Jean Dias bateu de frente pro gol e o zagueiro do Metropolitano corta a bola com a mão nitidamente, dentro da pequena área. Medeiros está de frente para o lance, vê tudo e não marca nada. Fernando é o mesmo árbitro que não deu um pênalti claro em Jean Dias contra o Joinville. Fernando é o mesmo árbitro que no ano passado não deu três pênaltis (um deles escandaloso) para o Barra contra o Metropolitano, em jogo decisivo na Série B do Catarinense. Em ambos os jogos o Metrô ganhou aqui em Itajaí (sem desmerecer a ótima atuação da equipe de Blumenau nesse domingo, mas um gol do Marcílio mudaria totalmente os rumos da partida). E não é só ele. No jogos contra Tubarão, Figueirense e Chapecoense o Marcílio também foi prejudicado em erros crassos, cometidos por outros árbitros e outros assistentes. Até quando isso vai acontecer? O presidente da FCF precisa cobrar de sua comissão de arbitragem uma resposta. Se a resposta for de que “está tudo certo”, precisa mudar o comando com urgência.

Coluna do Janio
Coordenador de esportes da Rádio Univali na empresa Universidade do Vale do Itajaí.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com