Sensacional

Roda gigante
Cerca de 150 pessoas foram até a Câmara de Vereadores acompanhar a apresentação do projeto que terá que passar pelo crivo dos vereadores. O público adorou o que viu. Foi aprovado e aplaudido. Parece um salvo conduto para aprovação da lei que permitirá a construção. Praticamente todos os vereadores estavam lá e se eles representam o povo será aprovado de forma republicana, se é que o leitor me entende.

Sensacional

Acompanhei a audiência pública do projeto que pretende colocar uma roda gigante de 65 metros de altura no pontal norte numa área de 37 mil quadrados. Gostei não só pela roda gigante que será um atrativo turístico (barato) para a cidade, mas por criar um parque público urbano/ambiental para a população poder usufruir de forma gratuita. A roda em si mais a estrutura de restaurante ocuparão 0,9% da área total.

Deixa quieto
No tempo aberto para a população perguntar quase me inscrevi. Como um dos Fiedler disse que o projeto é de 2013/14 queria perguntar se foi apresentado no governo anterior. Achei melhor deixar quieto. Certamente eles não confirmariam as duas versões de lendas que ouvi falar a respeito.

Centro de Eventos
Uma pergunta sobre o calendário de eventos do centro de eventos para 2018 publicada aqui semana passada rendeu um convite da Margot Rosenbrock para tomar um café na sede do Bureau Convention. Lá fui recebido pela própria Margot, pelo Chico Baron, presidente do Convention, e pela Bruna que fez uma apresentação sobre o processo de captação de eventos para a cidade desenvolvido pela entidade há praticamente dois anos. Tá certo que minha pergunta nada tem a ver com o Convention, mas conversamos a respeito do equipamento em obras.

Privatizada
A gestão do pavilhão será privatizada. Em um país decente a construção e o processo de privatização correriam juntos, mas como é Brasil constrói depois entrega. Baron entende que tem que se comemorar. Se o processo é todo torto, isto deve ser relevado. O risco do paviçhão ficar fechado durante o ano é real, mas é um preço a se pagar. Então tá.

Retrospectiva
Se tem um departamento que não funcionou no primeiro ano de governo FO/(mais ou menos)CH foi o Funtran. Essa placa aí é dos tempos do governo ERD, 15 minutos sobre o comércio do Tio Plínio. Publiquei aqui na época. E publico novamente porque parece que a placa foi aprovada pelo novo governo.

Coluna do Bola
É editor da revista Photos e Imagens e já assinou a coluna Canard, do jornal Página 3.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

https://diarinho.com.br/wp-admin/post.php?post=345761&action=edit
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com