Nos bastidores

COISAS DO MIROBarnabezada ganhou mimo pré-aniversário da cidade com direito a um generoso desconto de 60% no ingresso para o show de Marília Mendonça (who?), na noite de hoje. Procurei informações na prefa. A resposta foi “coisas do Miro” e a justificativa de que não envolveu dinheiro público. Se toda a barnabezada decidir pelo show, o Maria´s lucrará menos. Bem menos.

Nos bastidores
A situação do presidente da fundação de Esportes, Teco Kuehne, parece não ser das melhores. Há rumores de sua queda. Semana passada, ele foi visto na Câmara conversando com vereadores. Tive acesso a um áudio onde Agenor Melo estaria colocando-se à disposição. Só não se sabe para quê.

Outro áudio…
… que tive acesso foi de um alto empresário da cidade reclamando dos buracos nas ruas de BC. Reclamou muito, meio que desprezando o prefeito ao sugerir que seja colocado cascalho nos buracos da Atlântica. Que nível de empresariado, credo.

Contraponto
Ao encontrar o prefeito FO, na reunião de apresentação da Bandeira Azul, comentei sobre o áudio. Ele reagiu perguntando se eu acho certo utilizar o serviço de uma empresa envolvida no Trato Feito. Respondi que não. Ele emendou dizendo algo como: “pois é, reclamam dos buracos e estão pouco se lixando para a corrupção.”

Reclamando
FO diz que a pauta é reclamar. A retomada da Coneville no serviço de limpeza vem deixando a cidade bem limpa, mas não houve elogios. Mas as reclamações de sujeira e mato eram frequentes.

Bem assim
Numa conversa com o vice CH, há semanas, ele falou justamente sobre este comportamento no início de governo. Por melhor que se faça, os elogios não aparecem. Pelo contrário, qualquer coisa é motivo para reclamar. Ele encara com tranquilidade.

Diário da vala
Já comentei e esta semana fiquei sabendo que a tal diária da vala, direcionada aos peões que trabalham na limpeza das valas da cidade, foi cortada mais do que pela metade. Ficaram 50 dos mais de 150 reais que recebiam. Explica-se: todos os ex-secretários de Obras do reinado ERD fecharam os olhos para a ilegalidade, mantendo politicamente o benefício que não tinham direito.

Não teve
O promotor público Rosan da Rocha questionou a legitimidade do presidente da União das Associações de Bairros, Fernando Brito, e este, não sei se em represália, suspendeu as eleições programadas para o último final de semana. Não entendo como uma associação não tenha autonomia para realizar sua própria eleição. Brito é presidente de uma associação – a do centro – sem atuação aparente e decide sobre os interesses de todas associadas. Vai entender.

Sugestão…
… de um amigo sobre o destino da abominável festa dos amigos que sempre dá confusão. “Leva a gambazada para o estádio municipal do Bairro das Nações e deixe-os se alcoolizando por lá”.

Niver da city
Nesta quinta-feira, dia dos 53 anos de BC, se o frio deixar, estarei no estúdio da Transamérica com Álvaro Silva, vereador da primeira legislatura, eleito em 1965. O assunto não poderia ser outro do que história. Às 10 da noite na 99.7.

Coluna do Bola
É editor da revista Photos e Imagens e já assinou a coluna Canard, do jornal Página 3.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com