Ironia I

Ironia I

Ironia I
Quinta-feira passo por uma das sinaleiras, no centro de BC, onde havia um grupo de jovens arrecadando grana para poder participar de um torneio de vôlei. Contribuí.

Ironia II
Na sexta-feira é anunciado o primeiro jogo do time de vôlei feminino da Liga Nacional. Uma mistura de contraste com ironia.

Aliás…
…tenho curiosidade de saber quanto custa um time desses por mês. Já que falam tanto que é o time da cidade, poderiam dar publicidade aos gastos. Mas como o time é bancado com dinheiro privado, eles não são obrigados a abrir nada né. Embora recebam auxílio do poder público e isso representa $$ pública.

Rancoroso
O ex-prefeito ERD anda surtando nas redes sociais. Com um discurso de rancor, quer atingir o atual prefeito falando mal de empresários apoiadores do governo. Ou seja, no seu ranço ele condena o apoio dos empresários como se eles fossem os culpados de tudo de ruim que acontece na cidade. Lamentável…

Sem costume
Talvez ão esteja acostumado a lidar com empresários que se expõem. O mais famoso deles que contribuiu com uma boa grana para sua primeira eleição foi um fantasma chamado Waldemar. Mistério nunca esclarecido e que do qual não ficaram conhecidos os responsáveis ou culpados.

Sozinho
ERD anda sozinho. Seu partido perdeu o poder. Seus “amigos” se afastaram e sua votação para deputado na cidade foi uma decepção. Há quem afirme que ERD começara tudo de novo se candidatando a vereador. Hmmmm…

Em defesa
O único homem público que vi defender o prefeito dos ataques de ERD foi o vereador Gelson Rodrigues. Nem Omar Tomalih se manifestou. E olha que ele é ligado ao pastor esculachado pelo ex-prefeito. Dizem as más línguas que Gelson se comporta assim de olho na presidência da Câmara, mas que estaria perdendo seu tempo porque o candidato do prefeito tem nome: Tomalih.

Outro…
… populista preocupado com o governo é o ex-prefeito Leonel Pavan que assumiu ser crítico de Fabrício Oliveira. Em seu perfil é irônico em dizer que se Fabrício “adota” velhos secretários e poderia também adotar velhas ideias numa alusão aos seus ex-colaboradores que estão com Fabrício e o slogan novas ideias que, por ironia, derrubou o prefeito. Populistas sem poder ficam agoniados…

Reúne sim
Quarta-feira passada, de manhã cedo, recebi a mensagem: o prefeito Fabrício Oliveira se reúne com seu secretariado todas às segundas-feiras com lista de chamada e tudo mais. Então tá. É um hábito recente, então.

Emasa I
Nenhum prefeito é obrigado a saber de tudo. Para isso se cerca de pessoas habilitadas para orientá-lo. Lembro bem do presidente da Câmara, Antonio Santa, que costumava chamar o Juliano Cavalcanti e o Alcides Maçarico quando precisava tomar alguma atitude. “Me cerque de legalidade, pesquisem e façam um relatório”. Era mais ou menos assim que ele falava. Se o relatório afirmava “não dá para fazer”, ele não fazia.

Emasa II
Recordo disso para abordar a transferência da grana da Emasa para a prefeitura. O vereador Marcelo Achutti afirma que orientava o prefeito de que não era possível, mas não foi ouvido. Agora a juíza Adriana Lisboa deu um canetaço para uma ação ajuizada por outro vereador, Leonardo Piruka. Não pode transferir a grana. Mais uma para a coleção de trapalhadas do governo.

Totens
Mesmo com as zoações comuns em grupos de whats, os totens são aprovados por 90% da população, de acordo com pesquisa da secretaria de Segurança. E 88% quer que o serviço seja ampliado. Segundo Gabriel Castanheira, o sistema ajudou na solução e identificação de homicídios, na recuperação de veículos e diminuiu o índice de ocorrências no entorno dos aparelhos. Os totens completam um ano agora em dezembro. O resultado detalhado da pesquisa será apresentado à rapaziada alegre da imprensa.

Coluna do Bola
É editor da revista Photos e Imagens e já assinou a coluna Canard, do jornal Página 3.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com