Fumtran

Fumtran
Na oportunidade conheci o novo gestor do Fumtran, Mario Oliveira, recém nomeado. Externei a ele algumas cagadas históricas que irritam no trânsito de BC e ele demonstrou disposição de acertar o que está de errado. Oliveira ponderou que o plano de mobilidade que está sendo executado e próximo de ser concluído indicará muita coisa a ser feita. Vamos aguardar. Espero que tirem faixa em saída de rótula e mudem as placas erradas na cidade.

Controle interno 1
Quando vi o nome de Vítor Domingues como indicado a assumir a secretaria da Transparência comentei com um amigo sobre o cargo. Ele me respondeu que a controladoria nada mais é do que uma espécie de ministério público.

Controle interno 2
Pois bem, em menos de um ano e meio, a controladoria, sob o comando de Domingues, disse a que veio por dois motivos e meio. O primeiro foi o relatório da devassa na secretaria do Planejamento que, embora criticado, assim que foi concluído serviu para basear o Gaeco na prisão da famosa Verinha. Domingues foi chamado três vezes no Gaeco, que montou um organograma do crime indicando Verinha como cabeça de um esquema que atua na secretaria do Planejamento há muitos anos. Ou seja, somente Vera poderá indicar se há algum nome acima do seu neste organograma.

Controle interno 3
O segundo, mais recente, foi o rumoroso caso da não abertura de uma nova licitação na terceirização de parte dos serviços da Emasa. Embora a empresa que ficou todos esses anos esperneie afirmando que houve benefício a empresa que venceu o processo emergencial de seis meses, os auditores da controladoria estão investigando documento por documento, inclusive o contrato milionário de uma consultoria firmado no início desse ano sem processo licitatório. Uma coisa é certa. A Emasa, que nunca antes foi auditada, está sob forte investigação interna e deve respingar em alguém.

Controle interno 4
O novo alvo da controladoria é a “caralhada” de atestados médicos que circulam por todos os departamentos da prefeitura, especialmente nas áreas da saúde, educação e obras. Promete fazer barulho.

50 anos
Neste mês de maio o edifício Saveiro, na Atlântica, completa 50 anos de inauguração. Foi a primeira obra da Construtora Cechinel em Balneário de Camboriú. A construtora criada por Mussolini Cechinel está firme e forte até hoje no mercado da construção civil, comandada pelos filhos e netos. Merecedoraà prefeitura. É uma decisão para ontem. Acha um novo local ou desapropria aquele onde está, senão teremos além de pessoas, cachorros homeless espalhados pela cidade.
Ontem, fui passear de micro ônibus elétrico. O objetivo do governo é renovar toda a frota na próxima concessão (tem que combinar com quem estará no governo lá na frente) ou convencer a atual concessionária a investir em modernidade. Sei que é bem confortável. Vale o investimento
– … na história da cidade foi produzida uma publicidade enfatizando que a requalificação do asfalto tem de “5 a 8 centímetros”. Sob o slogan “sua vida em um caminho de qualidade”, a peça publicitária faz, por tabela, uma crítica às cascas dos tempos do governo ERD

Coluna do Bola
É editor da revista Photos e Imagens e já assinou a coluna Canard, do jornal Página 3.
Compartilhe:

Deixe uma resposta