Emasa na mira

Emasa na mira
Os últimos acontecimentos envolvendo a companhia de água de BC resultaram na demissão da diretora Roberta Orlandi, egressa da iniciativa privada que prestava serviços para a própria Emasa. A situação do presidente Carlos Haake não é das mais confortáveis. Segundo me confidenciou um dos que comandam no alto da Dinamarca, Haake “vai pedir para sair”.

Cara de pau
A política é a arte da cara de pau. Recebi um filminho com Angelina Schneider discursando em reunião do PR. Sim, Angelina que tem seu nome envolvido na falta de prestação de contas do Clube das Mães junto à prefeitura, ex-candidata pelo PMDB, envolvida até o pescoço no governo ERD, agora faz juras de amor ao Carlos Humberto. O vice-prefeito, candidato a deputado, faz discurso modernoso, mas a prática o trai.

Mazoca
O ex-secretário de Turismo de BC e do Estado jura de pé junto que não, mas seu nome vem sendo especulado para assumir a pasta no governo FO. Na posse de Spernau, Mazoca estava bem à vontade no gabinete de Fabrício Oliveira antes da solenidade.

Tucanização
Parcela do ão está digerindo a tucanização do governo Fabrício Oliveira. Estavam absolutos na parada, mas agora têm que engolir novos conselheiros. Realmente não deve ser fácil.

Podemos?
Passarinho me contou que Leonel Pavan estava de cuia e bagagem pronta para ingressar no Podemos antes do seu infortúnio.

Desperdício
Recebi a informação de que a secretaria de Educação anda jogando comida fora por falta de controle da quantidade que se deve direcionar a cada escola e creche. Além do mais, os professores não podem comer nada da merenda. Criam dificuldades e desperdícios desnecessários.

Eita Piruka!
O vereador continua com a barda de jogar merda no ventilador e valendo-se de informações inverídicas. Desta vez ele fez um filminho afirmando que o governo acabou com a escola de marcenaria e jogou a marcenaria para Camboriú. A escola não existe desde 1995 e o novo local realmente é no Barranco, mas responde o princípio de economicidade que Piruka parece desconhecer. O antigo galpão tinha 221 metros quadrados e o aluguel era de 4269 reais. O novo terreno tem 1350 metros quadrados e o galpão com 870 metros quadrados, onde funcionará a marcenaria e o depósito de bens inservíveis, a sete mil o aluguel.

Deu
A ONG Viva Bicho saiu da minha pauta. Embora ninguém da prefa dê qualquer satisfação para o que escrevi (a consideração não é pelo colunista, mas aos leitores), a redação do DIARINHO produziu pauta sobre o assunto. Aí o pessoal da prefa foi obrigado a dar satisfação.

Confirmado
Manchete do DIARINHO também confirmou o que foi escrito neste espaço anteriormente: no organograma do crime, elaborado pelo Gaeco, Verinha seria a cabeça. Ela foi denunciada como a responsável pela morte do engenheiro da prefa.

Recentemente meu vizinho lá do Estaleiro estacionou sobre a calçada que não é calçada e sim vegetação. O carro foi guinchado. A foto mostra cena cotidiana. Praticamente todos os dias os carros ficam estacionados sobre a calçada, em frente à delegacia regional, com sua bizarra localização. Vivemos numa sociedade de desiguais, onde a lei não é para todos

Coluna do Bola
É editor da revista Photos e Imagens e já assinou a coluna Canard, do jornal Página 3.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com