Home Colunistas Coluna Animal Humano Empresário: vamos adiante!

Empresário: vamos adiante!

O comércio é uma das atividades mais antigas do mundo. Nossa história de evolução e desenvolvimento está ligada à essência de trocarmos soluções, de fazermos avançar nossas práticas de relacionamento e convivência. O trabalho é um dos pilares do desenvolvimento da história humana, e quando pensamos que o trabalho é criado quando um empreendedor cria oportunidades, quando vislumbra atividades que poderiam ser realizadas, passamos a compreender melhor a ocupação útil do nosso tempo servindo e atendendo demandas da sociedade que todos fazemos parte.

Esta semana convidamos Laerson Batista da Costa, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itajaí (CDL), para nos fazer refletir sobre o assunto e cujo texto apresentamos aqui.

“Como nunca antes na história o destino comum nos conclama a buscar um novo começo. Tal renovação requer uma mudança na mente e no coração.

Requer um novo sentido de interdependência global e de responsabilidade universal. Devemos desenvolver e aplicar com imaginação a visão de um modo de vida sustentável nos níveis local, regional, nacional e global.

Devemos aprofundar e expandir o diálogo, porque temos muito que aprender a partir da busca conjunta por verdades e sabedoria.

Motivação e estratégias não faltam neste momento. Podemos nos orientar em alguns mandamentos escritos em 1998 por Bruce Mau, do manifesto para o crescimento, que dizem:

– Permita que os eventos mudem você. Você tem que estar a fim de crescer. O crescimento não é algo que acontece com você. Você o produz. Você o vive. Os pré-requisitos para o crescimento são: abertura para vivenciar eventos e disposição de ser mudado por eles.

– Esqueça o ‘já está bom’. ‘Já está bom’ é o que já é conhecido. ‘Já está bom’ é aquilo que todo mundo concorda. O crescimento não é necessariamente o ‘já está bom’. Enquanto você estiver apegado ao ‘já está bom’ nunca terá um crescimento real.

– Vá fundo. Quanto mais fundo você for, mais provavelmente descobrirá algo de valor.

– Flua. Permita-se vagar sem destino. Investigue os arredores. Adie as críticas. Não julgue.

– Colha ideias. Edite aplicações. Ideias precisam de um ambiente dinâmico, fluido e generoso para sustentar. Produza uma taxa elevada de ideias em relação a aplicações.

– Não limpe sua mesa. Você pode encontrar alguma coisa na manhã seguinte que não conseguiu enxergar na noite anterior.

– Pense com sua própria cabeça. A criatividade não depende de equipamentos.

– Escute atentamente. Cada colaborador, que entra em nossa órbita, traz consigo um mundo mais estranho e complexo do que podemos imaginar. Prestando atenção aos detalhes e sutilezas de suas necessidades, desejos e ambições, envolvendo o mundo deles com o nosso próprio mundo.

– Ame suas experiências. A alegria é o propulsor do crescimento. Explore a liberdade de considerar seu trabalho como tentativas de erros… e permita-se divertir com os erros. Examine os efeitos a longo prazo e permita-se a diversão de cometer erros todos os dias.

Sejam radicalmente criativos para ser extremamente eficazezes em contextos onde não há dinheiro disponível.

Conte exclusivamente com a boa-vontade das pessoas, seu tempo, suas ideias, seu conhecimento, seu trabalho, suas próprias redes de amigos, sua criatividade e sua expertise em fazer acontecer.

Sejamos sábios no uso da tecnologia, principalmente alta tecnologia. Reconheça-a como um meio útil para a realização de propósitos elevados, mas sempre busque combiná-la com conhecimentos tradicionais assim como métodos de alto contato humano.

Que o nosso tempo seja lembrado pelo despertar de uma nova referência face à vida, pelo compromisso firme de alcançar os objetivos empresariais traçados.

Vamos adiante.

Assim o presidente da CDL Itajaí encerra seu texto, nos fazendo refletir sobre a tecnologia que transforma, a criatividade que abre portas e janelas da vida, sobre a transcendência da atuação empresarial. Focado nesta busca de um novo começo, para que tenhamos um novo normal, novas formas de empreender buscando crescimento com resultados sociais, buscando desenvolvimento com equilibradas posturas ambientais, e assim, assistirmos um novo mundo que nasce e flui em todos nós.

Laerson cita o designer canadense Bruce Mau que escreveu o livro Massive Change e se tornou uma referência nos paradigmas do design.

Sigamos adiante como escreveu o Laerson, sem medo de inovar e com a vontade de transformar o que precisa ser modificado em nossas vidas.

 
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com