PODER SEM PUDOR

PODER SEM PUDOR

Cláudio Humberto

“Minha caneta bic será usada”
As legítimas
Boêmio, o deputado federal Raimundo Asfora não perdia uma balada em Campina Grande, seu reduto. Nas festas de fim de ano, fazia de tudo para agradar a todos. Na entrada de uma festa de réveillon, em um clube da cidade, ele interferiu quando observou que três mulheres, famosas pela vida fácil no sertão paraibano, tentavam entrar, em vão. “O senhor entra, mas elas, não”, sentenciou o leão de chácara, “são suspeitas”. O deputado reagiu indignado. “São, não, meu amigo. Elas são raparigas de verdade… As suspeitas estão aí dentro”.
Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Presidente eleito Jair Bolsonaro prometendo demitir envolvidos em irregularidades

Diretor de estatal garante viagem de despedida
Servidores da Empresa de Planejamento e Logística estão indignados com a farra de gastos em fim de governo, em especial com o passeio do diretor de Gestão da estatal, Maurício Malta, que garantiu viagem de 10 dias em Portugal para se despedir do cargo em comissão. Sem indicativo de permanência após o início do governo Bolsonaro, ele ainda levou o auxiliar favorito, André de Jesus, o gerente de Pessoas.

Sem compromisso
A principal crítica é a participação de servidores comissionados, sem vínculo, em cursos de transparência, compliance e anticorrupção.

Farra ‘advanced’
O passeio para participar do ‘Advanced Studies Program’ vai nos custar mais de R$ 30 mil, entre passagens, hospedagem, inscrição e diárias.

Rei das milhas
Malta fez outras 11 viagens “a serviço” da estatal criada em 2010 para tocar o “trem-bala” e hoje se dedica a elaborar projetos de logística.

Compartilhamento
A EPL chama o passeio de capacitação e diz haver “compromisso de compartilhamento da experiência” com outros servidores.

Diplomatas amadores
Ao definir o grupo de trabalho de Relações Exteriores na transição, o futuro chanceler Ernesto Araújo deu sinais desanimadores, isolando os diplomatas na presunção de que o Itamaraty o rejeita em uníssono, o que não é verdade. Integram o grupo, além de Ernesto, apenas dois diplomatas. Os demais são amadores, como Leticia Catelani, do PSL-SP, que podem ser bons em suas áreas, mas não em política externa. Ernesto deveria acreditar mais no seu taco entre os próprios colegas.

Top-Top do PSL
O nº 2 do futuro chanceler é Filipe Pereira, “assessor internacional do PSL”. Exatamente a função de Marco Aurélio Top-Top Garcia no PT.

Em família não dá
Outro diplomata do grupo é um principiante, o terceiro-secretário Diego Campos. A mulher dele, Marcela, tradutora, também integra a equipe.

Amigo de fé
Há diplomatas experientes que desejam contribuir, mas Ernesto só chamou seu amigo e confidente Flavio Sapha, conselheiro na carreira.

Tá na mão
Descartado para ministro, o senador Magno Malta (PR-ES), se quiser, será presidente do conselho do Sesi nacional, cargo até agora ocupado pelo ex-deputado João Henrique Souza, o novo presidente do Sebrae.

Escreveu, não leu…
Quem quiser agradar a nova procuradora-geral de Justiça do DF, Fabiana Costa, nem ouse dizer que ela é sósia da icônica atriz Audrey Hepburn. Basta andar na linha que estará de bom tamanho.

Fritura diplomática
O serpentário espalha que o embaixador Otávio Brandelli, futuro secretário-geral do Itamaraty, é petista de carteirinha só porque foi presidente do INPI por indicação de Aloizio Mercadante.

Pede pra sair, 013
Com a anulação da suspeita licitação de R$ 118 milhões para “agências de promoção” a 21 dias do fim do governo, aguarda-se no Banco do Brasil que o diretor de Marketing, Alexandre Alves, peça o boné.

Stalin encarnado
O governador do Flávio Dino baixou decreto proibindo o cumprimento imediato de decisões judiciais. No Maranhão, agora, cumprir ordem de juiz só com autorização do governo estadual do PCdoB, partido que não por acaso glorifica os métodos do tirano genocida Joseph Stalin.

Prêmio CNT 25 anos
O Prêmio CNT de Jornalismo completou 25 anos com outra impecável comemoração, ontem. Foram R$ 270 mil distribuídos a vencedores das categorias impresso, fotografia, TV, rádio, internet e transporte.

Quem é o truculento?
Enquanto 87% dos ouvintes da Rádio Bandeirantes criticaram Ricardo Lewandowski por acionar a polícia contra um cidadão que criticou o STF, o vice-presidente eleito Hamilton Mourão fez questão de não furar a fila do embarque no voo para Brasília que partiu de Confins, BH.

Sem partido
A expectativa é que o projeto do Escola Sem Partido seja votado na comissão especial da Câmara antes que o STF legisle sobre uma lei semelhante aprovada em Alagoas e vetada pelo governador.

Pensando bem…
…enfraquecer a Lei de Responsabilidade Fiscal, como fizeram ontem os deputados, deveria ser Crime de Responsabilidade.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
"
"
"
"