“Pelo menos a CCJ”

“Pelo menos a CCJ”

Cláudio Humberto

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia quer instalar ao menos uma comissão no dia 13

Presidente faz uma limpa no MEC
O presidente Jair Bolsonaro decidiu iniciar uma espécie de “intervenção branca” no Ministério da Educação, chefiado pelo colombiano Ricardo Vélez. O ministro foi chamado ao Palácio do Planalto na quinta-feira (7) para ser informado da decisão do comando do governo de iniciar a substituição de assessores e secretários do MEC. Segundo fonte do Planalto, nesta fase inicial podem ser dispensadas até oito pessoas.

Imperdoáveis
A decisão de fazer “uma limpa” no MEC foi motivada por erros e constrangimentos provocados inclusive nas redes sociais.

Assim não dá
Bolsonaro tem grande respeito pelo filósofo Olavo de Carvalho, mas não permitirá que ele administre o MEC por meio de “discípulos”.

Desmentido
Ao ser informado da decisão do Planalto, o filósofo foi às redes sociais pedir que seus seguidores abandonem o governo.

Boca de siri
Procurado pela coluna, o Ministério da Educação não comentou as demissões até o fechamento desta edição.

Bolsonaro rompe isolamento
Muita gente estranha a dedicação extremada de Jair Bolsonaro às redes sociais, endossando as críticas duras a postagens do presidente durante o Carnaval. Mas poucos sabem que é através das redes sociais que Bolsonaro, em seu isolamento no palácio Alvorada, imposto pelo poder, mantém contato com o seu povo. Adora um bate papo, contar piadas, dar risadas, e nas redes sociais ele vive um pouco disso.

Quem faz, quem lê
“Zero Dois”, como Bolsonaro chama seu filho Carlos, administra suas contas nas redes sociais. Mas o presidente gosta de ler as mensagens.

Como todo mundo
Como qualquer pessoa, ele adora a força que recebe dos seguidores, e também se aborrece e às vezes não consegue ignorar os ataques.

Conectado
Fora de redes sociais, Bolsonaro gosta de conversar “sobre a vida lá fora” com auxiliares humildes do Alvorada, além de seguranças.

Chapa esquentou
O suplente do deputado Marcelo Álvaro Antônio (PSL), atual ministro do Turismo, pode arrumar as gavetas porque o titular vai reassumir o mandato. O presidente Jair Bolsonaro deve demiti-lo sem demora.

Petista premiado
Diplomatas perseguidos na erão entendem as homenagens do governo Bolsonaro ao ex-ministro petista das Relações Exteriores Antonio Patriota, que será removido de Roma para Haia, na Holanda.

E para África, nada?
Último chanceler do governo Dilma, Mauro Vieira vai para Atenas e Luiz Alberto Figueiredo, o penúltimo, para Copenhague. Na era PT, diplomatas não-petistas acabavam em remotos países africanos.

Mandou bem
Em Brasília, o governador Ibaneis Rocha abriu inquérito contra médicos flagrados assistindo tevê, enquanto dezenas de doentes na sala de espera choravam por atendimento. E demitiu o diretor do hospital.

Haja Rivotril
A denúncia na 13ª Vara federal de Curitiba contra o ex-senador Sérgio Machado, ex-presidente da estatal Transpetro nos governos Lula e Dilma, aumentou muuuuito o consumo de Rivotril no MDB de Alagoas.

Laranjal mais próximo
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), publicou tweet na sexta (8) avisando que estava “em Laranjal do Jari”. As redes sociais não perdem a piada: “ele não precisava viajar para visitar um laranjal”.

Só no gogó
Criada por ocasião do Dia Internacional da Mulher, a comissão externa sobre violência contra mulher tem cinco deputadas de quatro partidos. O PT, que explora o tema no discurso, não tem ninguém.

Carne de pescoço
A Justiça Federal do DF aceitou denúncia para investigar esquema de propina no Banco de Brasília (BRB). O juiz Vallisney de Oliveira é o mesmo que aperta o petista Lula por vender medidas provisórias.

Pensando bem…
…prioridade e comprometimento de verdade no Congresso, só com as regalias e folgas.

PODER SEM PUDOR
Presente de aniversário
Carlos Sodré, secretário particular do então prefeito de Salvador, João Henrique, reuniu certa vez os amigos em uma churrascaria para comemorar o aniversário. Na hora do discurso, falou demais, reclamou do emprego. “Você está se demitindo?”, disparou João Henrique. “Estou”, blefou Sodré. “Então, o senhor está demitido”, sacramentou o prefeito. A festa seguiu e dias depois o Diário Oficial publicou o ato de demissão.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com