Home Colunistas Coluna do Cláudio Humberto “O consumidor simplesmente não sabe o que está pagando”

“O consumidor simplesmente não sabe o que está pagando”

“O consumidor simplesmente não sabe o que está pagando”

Cláudio Humberto

Moreira Franco (Minas e Energia) e o “modelo soviético” do setor elétrico

Projeto impede pena de prisão para corruptos
Parlamentares que tentam votar ainda este ano a reforma da Lei de Execução Penal tentam aprovar a regra que impede a condenação à prisão de acusados dos crimes considerados de “menor potencial ofensivo”. Seriam enquadrados na nova regra os crimes que preveem pena de até três anos. O que eles não contam é que corrupção está entre os crimes em que a prisão seria dificultada.

Suspensão de pena
Entre os truques da reforma da Lei de Execução Penal está a previsão de suspender eventuais sentenças contra corruptos ou sua comutação.

Meu pirão primeiro
Mais de 50 deputados federais são investigados e mais de 100 citados na Lava Jato, todos sujeitos a julgamento e condenação por corrupção.

Impunidade resiste
Juiz experiente, o deputado federal eleito Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) adverte que a aprovação desse projeto será o triunfo da impunidade.

Falta legitimidade
Para Luiz Flávio Gomes, o projeto não deveria ser votado pelos atuais deputados federais, até porque 52% foram derrotados nas urnas.

Sebrae Nacional
O conselho deliberativo do Sebrae Nacional definirá nesta quinta a sucessão de Guilherme Afif Domingos como diretor diretor-presidente, além de outros dois diretores. Amigo pessoal do presidente Michel Temer e atualmente no Sesi, o ex-deputado João Henrique Souza disputa a sucessão de Afif contra José Paulo Cairoli, ex-vice governador do Rio Grande do Sul. A disputa está pegando fogo.

Tadros favorito
Também será eleito o novo presidente do conselho deliberativo, órgão máximo do Sebrae. José Roberto Tadros (CNC) é o favorito na disputa.

CNC x CACB
Tadros, que é da Confederação Nacional do Comércio (CNC), disputa contra George Pinheiro, da Confederação das associações comerciais.

Duas diretorias
Os ex-ministros Carlos Melles e Vinícius Lages disputam as duas diretorias contra Merivaldo de Melo e Antonio Alvarenga Neto.

Ignorância
Sindicalistas foram à Câmara reclamar dos planos de privatização do governo Bolsonaro. E ainda contaram a lorota de que a Lei das Estatais “enfraqueceu” as estatais. Sem sequer ler a lei. Não estudar dá nisso.

Eleitos fiscalizados
O prazo para a Justiça Eleitoral julgar a prestação de contas de candidatos eleitos acaba no próximo dia 15 de dezembro, observado o prazo de três dias antes da data-limite para diplomação dos eleitos.

Enrolar é a ordem
Sem quórum suficiente, às 14h, horário do início da sessão na Câmara, havia apenas sete deputados no plenário, a Ordem do Dia começou às 18h e suspensa 15 minutos depois porque não havia acordo para votar.

Pergunta no aeroporto
Afinal, os médicos não pediram asilo porque estavam policiados ou porque gostam de ser explorados pela ditadura cubana?

PODER SEM PUDOR
Espécie em extinção
Presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, o contador de histórias José Inácio de Morais criticava a proibição de fiscais do Ibama andarem armados. Pôs a culpa no tatu: “Se um caçador for pego com um tatu, é crime inafiançável. Se matar um fiscal do Ibama, for réu primário e se livrar do flagrante, pode responder ao processo em liberdade”. E avisava, profeticamente:
– Como o tatu está em extinção e o homem não para de procriar, os fiscais que se cuidem…
Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
"
"
"
"