“Não tem problema”

Cláudio Humberto

Presidente Jair Bolsonaro, sobre a demora 
para votar a reforma da Previdência

PODER SEM PUDOR
Pinto mole
Recém eleito deputado federal, o maranhense Pinto do Itamaraty foi a Brasília e se hospedou na casa do deputado Sebastião Madeira (PSDB-MA). Passou mal e ficou de repouso. Madeira recomendou cuidados à sua empregada e, ao chegar para o almoço, perguntou a ela como estava “o paciente”. Madeira conta que não conteve a risada com a resposta: “Fui lá olhar e ele tá tão molinho…”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Inframerica pode perder o Aeroporto de Brasília
Ex-chefe da Engevix e ex-CEO da Inframerica, José Antunes Sobrinho, admitiu em delação à Polícia Federal, em 2018, haver pago propina de R$1 milhão ao Coronel Lima, amigo do ex-presidente Michel Temer, para obter a concessão do Aeroporto de Brasília. Isso pode anular o contrato de concessão do aeroporto, segundo a Lei Anticorrupção e o contrato da Inframerica com a União e agência reguladora Anac, que determina sua “caducidade” em caso de envolvimento com corrupção.

Anulação prevista
O artigo 13.17.3 (Seção III) do contrato entre Inframerica e União prevê sua “caducidade” (a perda do valor) em casos de fraude ou corrupção.

Nome sujo não pode
A Lei Anticorrupção (12.846/13) prevê multas e proíbe empresas enroladas em corrupção de contratar com o Poder Público.

Lei Anticorrupção
O artigo 5°da Lei Anticorrupção prevê a punição no caso de “vantagem indevida a agente público”, como confessou o ex-CEO da Inframerica.

Empresa não comenta
A Inframérica informou desconhecer o teor da delação e diz que não vai comentar. Mas garante observar todas as regras internas e as leis.

Pesquisa: para 58%, Lula deve permanecer preso
Levantamento exclusivo do instituto Paraná Pesquisa para o site Diário do Poder e esta coluna mostra que 58% dos brasileiros defendem a permanência do presidiário petista onde está, na prisão da Polícia Federal, em Curitiba, enquanto 36% (menos que o eleitorado do país) acham que o ex-presidente deveria ser beneficiado com a prisão domiciliar. No nordeste, já são mais da metade (50,5%) os que o querem manter preso. No total, 6% não responderam ou não sabem.

Maioria absoluta
Entre os brasileiros com ensino superior completo, aumenta para 69,4% o percentual dos que acham que Lula deve ficar preso.

Por idade
Entre os jovens de 16 a 24 anos é maior a dúvida: 49,4% acham que Lula deve ficar preso. Entre aqueles com mais de 60 anos são 61,4%.

Dados da pesquisa
O Paraná Pesquisa entrevistou 2264 brasileiros com mais de 16 anos, dos 26 estados e Distrito Federal, entre 17 e 21 de junho.

Maioria muito sólida
O presidente da comissão especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), espera que o relatório seja votado até quinta (27). Para ele, o governo tem “maioria muito sólida”.

Curioso, isso foi
No Senado, Sergio Moro foi meio ciceroneado pelo líder do governo, Fernando Bezerra (MDB-PE), que responde a cinco casos de suspeita de corrupção. Um deles inclusive estava nas mãos do ex-magistrado.

Segredo absoluto
O Procon deu 24h para a Gol informar nomes, destinos e até telefone de quem comprou passagens promocionais a R$ 3,90. Está certo. Mas deveria ter a mesma curiosidade com ganhadores da Mega-Sena.

Nada como democracia
Glenn Greenwald tem sorte. Se o presidente fosse Lula, que tanto o encanta, seria tratado como o jornalista Larry Rohter, que o presidiário mandou expulsar por não gostar de matéria dele no New York Times.

Volta ao crescimento
A prioridade do governo para o semestre é a reforma da Previdência, mas o Ministério da Economia já discute uma pauta para geração de emprego, com foco na infraestrutura e na Reforma Tributária.

Por enquanto, só fantasia
Já se percebeu que, sem autenticidade das supostas mensagens comprovadas, as matérias do site são apenas factoides. Mas para a Fundação Perseu Abramo, do PT, a imprensa “não busca a verdade”.

Bom para todos
O governo encontrou a solução para jornalistas concursados da Empresa Brasil de Comunicação (EBC): aproveitá-los nas assessorias dos ministérios e estatais. Desnecessária, a empresa só dá prejuízo.

Fim da maciota
O deputado Paulo Ganime (Novo-RJ) atacou a Petrobras. Diz que “não se justifica a existência de monopólio” do gás. A competição poderia gerar 800 mil empregos até 2022 e arrecadação de R$93 bilhões/ano.

Pensando bem…
…as mensagens que “incriminam Sergio Moro” devem estar no famoso tablet que sumiu.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com